A dama do lotação (1978)

Sinopse

A dama do lotação é um longa-metragem com Sônia Braga.

Solange casa com o amigo de infância Carlinhos e durante a lua-de-mel tenta adiar a consumação do matrimônio levando o marido a possuí-la violentamente, causando-lhe um trauma. Assediada por pesadelos, Solange procura um psicanalista mas não encontra a paz. Busca então o conselho do sogro e da ex-amante da sogra já morta, e decide tentar algo mais prático: trai Carlinhos com seu melhor amigo, Assunção. A experiência fracassa e, no desespero de afirmar a própria sexualidade reprimida sob aparente frigidez, Solange passa a sair todas as tardes, buscando no ônibus companheiros para aventuras sexuais. Desconfiado, o marido a submete a um interrogatório, armado de revólver para matar seu rival. Ela nada lhe esconde e Carlinhos, atônito ao descobrir que são vários os casos, resolve morrer para o mundo: entra em seu quarto, veste a melhor roupa, deita-se na cama e anuncia que está morto. Ao analista, Solange declara que lamenta não conseguir sofrer com o que faz.

Elenco

Sônia Braga …. Solange
Nuno Leal Maia …. Carlinhos
Dória, Jorge (Dr. Alexandre)
Pereio, Paulo César (Assunção)
Rodrigues, Márcia (Dolores)
Amaral, Iara (Dona Matilde)
Marzo, Cláudio (Analista)
Bonfim, Roberto (Bacalhau)
Setta, Ivan (Mosquito)
Villaça, Paulo (Malandro)
Onofre, Waldyr (Passageiro)
Santana, Ney (Contínuo)
Fernandes, Washington (Passageiro)
Andrade, Thais de (Secretária)
Monteiro, Liège (Clarice)

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de A dama do lotação (1978) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Neville D’Almeida
Argumento: Rodrigues, Nelson
Diálogos: Rodrigues, Nelson
Adaptação: Almeida, Neville D’
Estória: Baseada na crônica do livro de Nelson Rodrigues
Produção executiva: Santos, Nelson Pereira dos
Produtor associado: Barreto, Luiz Carlos; Rique, Nilton
Assistência de produção: Silva, Caio Márcio
Equipe de produção: Fonseca, Albertino; Schilke, Walter; Leandro, Flávio
Contabilidade: Noel
Assistência de direção: Rodrigues, Guará; Almeida, Paulo Sérgio; Monteiro, Liège
Continuidade: Monteiro, Liège
Direção de fotografia: Santos, Edson
Câmera: Santos, Edson
Assistência de câmera: Otero, Gilberto
Fotografia de cena: Campos, Dileny
Eletricista: Regis, Risomar
Assistente de eletrecista: Silva, Haroldo
Maquinista: Regis, Risomar
Auxiliar de maquinista: Silva, Haroldo
Direção de gravação: Motta, Onelio
Efeitos sonoros: José, Geraldo
Som guia: Guper, Dudi
Montagem: Higino, Raimundo
Assistente de montagem: Dadá, Severino
Figurinos: Carneiro, Marília
Cenografia: Loureiro, Gilberto
Letreiros: Azambuja, Lielzo
Guarda-roupeira: Cacilda
Penteados: Renault; Fernando, Luiz
Música-tema: Veloso, Caetano
Companhia(s) produtora(s): Regina Filmes Ltda.
Companhia(s) co-produtora(s): Embrafilme – Empresa Brasileira de Filmes S.A.
Companhia(s) produtora(s) associada(s): Produções Cinematográficas L.C. Barreto Ltda.; Newton Rique Empreendimentos e Participações S.A.
Companhia(s) distribuidora(s): Embrafilme – Empresa Brasileira de Filmes S.A.

Canção
Título: Pecado original
Autor da canção: Veloso, Caetano

Bibliografia

Internet:

.

Fontes utilizadas:
Guia de Filmes, 73/75
Press-sheet
Folha de S. Paulo, 30.04.1981
O Estado de S. Paulo, 09.04.1978
Press-release
CB/EMB-110.1-00085

Fontes consultadas:
ACPJ/II
ALSN/DFB-LM

Observações:
Guia de Filmes 73/75 informa que o filme teve “(…) lançamento nacional simultâneo em 40 cidades brasileiras, incluindo 18 capitais estaduais: Aracajú, Belém, Belo Horizonte, Campo Grande, Cuiabá, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, João Pessoa, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e Vitória.

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.