Alberto Graça

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More
Print Friendly, PDF & Email

Biografia

Alberto Graça é um Cineasta, roteirista e produtor brasileiro nascido na cidade de Montes Claros (MG) em 1948. Com experiência na produção de filmes de longa-metragem, documentários e filmes publicitários, foi sócio da Zoom Cinematográfica e, em 1982, fundou a MPC Filmes. Produziu mais de 13 longas-metragens e mais de 50 documentários para cinema e TV.

Como diretor, realizou os curtas documentários Panamá (1971) e Belo Horizonte (1972), além dos longas Memórias do medo (1981), selecionado para a Quinzena dos Realizadores do Festival de Cannes, e O dia da caça (2000), filmado na Amazônia e em Brasília, conquistou três prêmios no 4º Festival de Filmes Brasileiros de Miami, sendo exibido em diversos festivais dentro e fora do Brasil. Memórias do medo (1981), seu longa de estréia, participou da Semana de Realizadores de Cannes.

Nascido no ano de 1948 em Montes Claros (MG), Alberto Graça foi produtor executivo de filmes como Ópera do malandro (1985) e A queda (1976), ambos de Ruy Guerra, Se segura, malandro (1977), de Hugo Carvana, Getúlio Vargas (1974), de Ana Carolina, Um homem célebre (1973), de Miguel Faria Jr., e O crioulo doido (1970), de Carlos Alberto Prates Correia.

Alberto Graça ainda co-produziu com a Kings Road Entertainment (EUA) o longa-metragem The art of the war (1992) e participou da produção de Le Jaguar (1995), de Francis Veber. Além de roteirista e consultor em diversos projetos audiovisuais, foi responsável pela importação e distribuição de filmes na década de 70, como Dersu Uzala, de Akira Kurosawa, e Terra prometida, de Andrzej Wajda.

Dirigiu os curtas Momento (1964), Momento de violência (1967) e Belo horizonte (1971). É sócio da produtora MPC & Associados desde sua fundação em 1982.

Idealizou e realizou o projeto Cinema em Movimento, que exibe cinema nacional gratuitamente nas universidades e praças públicas e entre 2000 e 2005 exibiu 35 títulos em 1599 comunidades de 535 municípios, atingindo mais de um milhão de espectadores em território nacional.

Em 2002, fundou o ICEM – Instituto Cultura em Movimento, uma ONG para a distribuição de bens culturais pelo país. Atualmente, desenvolve dois projetos de longa-metragem: Fronteiras do paraíso e Entre a dor e o nada, este com filmagens em Brasil, Portugal e Espanha.

Filmografia

:: Filmografia como Diretor ::

2015 :: Beatriz
2000 :: O Dia da Graça
1981 :: Memórias do Medo
1972 :: Belo Horizonte
1971 :: Panamá

:: Filmografia como Roteirista ::

2015 :: Beatriz

:: Filmografia como Produtor ::

1985 :: Ópera do malandro
1977 :: Se segura, malandro
1974 :: Getúlio Vargas
1973 :: Um homem célebre
1970 :: O crioulo doido

:: Filmografia como Produtor Executivo ::

1978 :: A queda

Bibliografia

Jornais:

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.