Amor e Desamor (1966)

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More
Print Friendly, PDF & Email

Sinopse

POSTER Amor e DesamorPor acaso, um homem e uma mulher se encontram numa noite, na casa dele, de madeiras e tijolos, entre árvores, fazendo contraste com o concreto, o vidro e o alumínio de Brasília. Um pouco tímido e introvertido, ele sente violenta atração pela mulher, aparentemente dominadora, tranqüila e realizada. O choque entre as duas personalidades é uma luta primitiva e refinada, violenta e covarde, onde a sensualidade é sempre presente.

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Amor e Desamor que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Gerson Tavares
Argumento: Gerson Tavares, Barros, Carlos Alberto de Souza
Roteiro: Gerson Tavares
Diálogos: Gerson Tavares, Barros, Carlos Alberto de Souza
Produção: Gerson Tavares
Direção de produção: Fiorani, Mario
Assistência de produção: Torres, Alexandre; Ventura, Norberto Gil; Helena, Maria
Continuidade: Fiorani, Marylú
Direção de Fotografia: Hélio Silva
Assistência de câmera: Renato Neumann
Eletricista: Moraes, Arminio
Maquinista: Rocha, Lydio
Técnico de som: Tavares, José
Sonoplastia: Goulart; Cezar, Antonio
Montagem: Dourian, Frieda
Guarda-roupa: Elle et Lui
Cenografia: Moura, Claudio
Programação visual: Duarte, Rogerio
Cabelereiro: Figueiredo
Maquiagem: Nena
Trilha musical: Duprat, Rogério
Companhia Produtora: Cinedistri – Companhia Produtora e Distribuidora de Filmes Nacionais
Companhia Distribuidora: Cinedistri – Companhia Produtora e Distribuidora de Filmes Nacionais

Locação: Brasília

Bibliografia

Internet:

FESTIVAL DO RIO 2015. http://www.festivaldorio.com.br/

Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de letreiros-Cat
CB/FI
SCP/HICB
Guia de Filmes, 03
CENS/I
Certificado de Censura Federal
Press-release, As filhas do fogo

Fontes consultadas:
Última Hora, 08.04.1966
ACPJ/I

Observações:
ACPJ/I acrescenta a Verona Filmes como companhia produtora; Mario Fiorani como gerente de produção; Alexandre Torres como asssistente de produção; Norberto G. Ventura como secretário de produção; Renato Neumann como câmera; Gianpaolo Santini em sonografia; Claudio Moura em cenografia; Nena em maquilagem; Figueiredo em penteados; em continuidade; Arminio Moraes como eletricista; Lidio G. Rocha como maquinista; Rogerio Duarte em visual.
Última Hora de 08.04.1966 informa que ”quem faz uma ponta é Oscar Niemeyer.

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.