André Klotzel

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More
Print Friendly, PDF & Email

Biografia

O paulistano André Klotzel é um cineasta, roteirita, montador e diretor de fotografia nascido em São Paulo, em 1954. Formado em Cinema pela ECA-USP, é considerado um dos mais premiados cineastas do Brasil.

Entre 1973 e 1978, os anos em que cursou faculdade, fez experiências em Super-8 e depois 16mm. Estreiou na direção em 1975 com o curta em 16 mm Eva, produzido pela própria universidade. A partir de então passa a fotografar seus curtas e dos amigos, constituindo razoável filmografia.

Com Pedro Farkas, José Roberto Eliezer e Zita Carvalhosa, em 1983 constitui a Superfilmes, da qual se desliga em 2001.

Em 1985, dirige seu primeiro longa, A Marvada Carne, estrelado por Fernanda Torres, comédia sertaneja ao melhor estilo de Mazzaropi, inclusive contando no seu elenco com Geny Prado, atriz de quase todos os filmes do famosos cineastas. Grande sucesso de público e crítica, o filme venceu 11 prêmios no Festival de Gramado, participou de mais de 20 festivais internacionais – incluindo a Semana da Crítica do Festival de Cannes – e levou 1,2 milhão de espectadores aos cinemas no Brasil.

Em 1993, André filma seu segundo longa, Capitalismo Selvagem, com Fernanda Torres e José Mayer, exibido em sete festivais internacionais. Em 1996, é a vez do curta Brevíssima História das Gentes de Santos, com Ney Latorraca, vencedor do Prêmio Coral em Havana e premiado em diversos outros festivais.

Em 2001, ele lança Memórias Póstumas de Bráz Cubas, baseado em Machado de Assis e estrelado por Reginaldo Farias, vencedor de cinco prêmios em Gramado e exibido em 11 festivais internacionais, entre eles o de Berlim.

Para a TV, André dirigiu três episódios da série Brasil+500 – Mostra do Redescobrimento (2000), para o canal GNT, O Petróleo é Nosso (2004), sobre a campanha do petróleo e o documentário O Bom Retiro é o Mundo (2006).

Reflexões de um Liquidificador é seu quarto longa-metragem.

Hoje é proprietário da Brás Filmes.

Filmografia

:: Filmografia como Diretor ::

2010 :: Reflexões de um Liquidificador
2001 :: Memórias Póstumas de Bráz Cubas
1995 :: Brevíssimas histórias da gente de Santos
1994 :: Jaguadarte (CM)
1993 :: Capitalismo Selvagem
1990 :: No Tempo da II Guerra (CM)
1985 :: A Marvada Carne
1982 :: Gaviões (CM)
1979 :: Eleições: São Paulo – 1974 (CM) (codir. Adilson Ruiz e Albert Roger Hemsi)
1976 :: Os Deuses da Era Moderna (CM)
1975 :: Eva (CM)

:: Filmografia como Assistente de Direção ::

1980 :: Estrada da Vida

:: Filmografia como Assistente de Montagem ::

1980 :: Estrada da Vida

:: Filmografia como Diretor de Fotografia ::

1980 :: Bandhã (CM)
1978 :: Os Queixadas (CM) (cofot. Thomaz Farkas)
1978 :: Um Filme Como os Outros (CM) (cofot. José Roberto Eliezer)
1978/80 :: Todomundo (CM) (cofot. Pedro Farkas, Eduardo Poiano, Nilo Mota, Zetas Malzoni, Gilberto Otero e Thomaz Farkas)
1977 :: Cidade Irreal (CM) (cofot. Cristina Amaral)
1977 :: Perus (CM)
1976 :: A (CM) (fot.) (cofot. Albert Roger Hemsi)
1976 :: Os Deuses da Era Moderna (CM)
1976 :: Hoje Tem Futebol (CM)
1976 :: Tem Coca-Cola no Vatapá (CM) (cofot. Pedro Farkas e José Roberto Eliezer)
1975 :: Eva (CM)

Bibliografia

Livros:

SILVA NETO, Antonio Leão da. Dicionário de Fotógrafos do Cinema Brasileiro. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2011.

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.