Anselmo Duarte (1920-2009)

Biografia

Anselmo Duarte Bento, em arte mais conhecido como Anselmo Duarte, foi um ator, cineasta, roteirista e produtor brasileiro nascido na cidade de Salto (SP) no dia 21 de abril de 1920. Faleceu em São Paulo no dia 07 de novembro de 2009.

Dos dez aos quatorze anos, estudava e trabalhava para conseguir alguns trocados com a finalidade de assistir aos filmes mudos no Cine-Pavilhão, começando aí a se apaixonar pela arte cinematográfica. Nessa época não existia no país escola de cinema, nem produtores de filmes em São Paulo. Estudou então economia.

Atraído por um anúncio de Orson Welles, aos 22 anos mudou-se para o Rio de Janeiro e consegue uma pequena ponta, como figurante, no filme It’s All True (1942), produção inacabada do cineasta americano realizada no Brasil. Em seguida atuou como figurante no filme Inconfidência Mineira (1943/1948), de Carmen Santos.

Paralelamente trabalhou numa revista de economia, quando Alberto Pieralisi convida-o para atuar em Querida Suzana (1947).

Contratado pela Atlântida em 1947, é ator principal em três dramas sociais, uma comédia romântica e dois musicais. Tornando-se o galã mais popular do Brasil. Surpreende produtores e críticos ao desempenhar também as funções de autor roteirista no filme Carnaval no Fogo (1949), dirigido por Watson Macedo, ele se torna um dos maiores galâs que o cinema brasileiro já teve.

Convidado a dirigir, começa a trabalhar na história e roteiro de Amei um Bicheiro, mas adia sua estreia atrás das câmeras ao aceitar, em 1951, proposta milionária da Cia. Cinematográfica Vera Cruz ganhando, então, o maior salário da empresa. No estúdio atuou em quatro filmes, destacando-se o grande sucesso Tico-Tico no Fubá (1952), como Zequinha de Abreu, e do advogado Rodolfo em Sinhá Moça (1953).

Com o fim da Vera Cruz, escreveu, roteirizou e editou Depois eu Conto (1956) e Absolutamente Certo (1957), sua estreia como diretor em longas-metragens, com grande sucesso de público e crítica.

Em 1958, foi à Europa estudar e acaba participando de dois filmes como ator.

De volta, em 1961, produziu, roteirizou e dirigiu sua realização mais importante na carreira foi sem dúvida o lendário filme O pagador de promessas, que ganhou cinco prêmios internacionais, com destaque para a Palma de Ouro e o Prêmio Especial do Júri no Festival de Cannes de 1962, além de ter concorrido ao Oscar de 1963, na categoria de Melhor Filme Estrangeiro.

Mostrou-se um grande diretor de cinema realizando clássicos do cinema nacional, como Vereda da Salvação (1965), Quelé do Pajeú (1969), Um Certo Capitão Rodrigo (1970), O Descarte (1973) e O Crime do Zé Bigorna (1977), exibidos comercialmente inclusive no exterior.

Poderia ter realizado muito mais, se tivesse tido apoio da Embrafilme e da imprensa especializada, então empolgada pelos jovens diretores do Cinema Novo mas, devido a divergências ideológicas com esta nova geração, sua carreira entrou em declínio.

Viajou todos os anos à Europa, como membro de Júris Internacionais de Cinema, ou para receber homenagens, tais como retrospectivas de seus filmes nos Festivais de Nantes e Biarritz. Em 1971, foi Membro do júri Festival de Cannes.

Por sua contribuição para o cinema, foi convidado especial Palme Dor do 50º Aniversário do Festival de Cannes, na França, em 1997.

Em 1979, fez uma participação especial na telenovela Feijão Maravilha.

Em 2004, a Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, pela Coleção Aplauso, lança sua biografia, Anselmo Duarte: o Homem da Palma de Ouro, de autoria de Luiz Carlos Merten.

Anselmo Duarte morreu, aos 89 anos de idade, devido a complicações decorrentes de um AVC (Acidente Vascular Cerebral), o terceiro que infelizmente o acometeu, no dia 07 de novembro de 2009. Foi homenageado com um Grande Centro de Educação e Cultura (CEC) em Salto, sua cidade natal, um Tributo a Anselmo Duarte.

Bastante prestigiado na Europa, Anselmo Duarteé considerado, para muitos, o melhor diretor brasileiro. Seus mais de sessenta anos de atuação como ator, produtor e diretor e sua vastíssima obra são, com certeza, das mais importantes na História do Cinema Brasileiro.

Filmografia

:: Filmografia como Diretor ::

1982 :: Walter Nory – O Menino do Interior (CM)
1982 :: Estradas Vicinais (CM)
1982 :: Excesso de Peso Mata (CM)
1982 :: Hidrovia Tietê-Paraná (CM)
1982 :: Transporte–Desenvolvimento Integrado (CM)
1981 :: Dersa 20 Anos (A Conquista da Serra do Mar)
1979 :: Os Trombadinhas
1977 :: O Crime do Zé Bigorna
1976 :: Ninguém Segura essas Mulheres (Episódio: Marido que Volta Deve Avisar)
1976 :: Já não se Faz Amor como Antigamente (Episódio: Oh! Dúvida Cruel)
1973 :: O Descarte
1971 :: Um Certo Capitão Rodrigo
1970 :: O Impossível Acontece (Episódio: O Reimplante)
1969 :: Quelé do Pajeú
1965 :: Vereda da Salvação
1962 :: O Pagador de Promessas
1962 :: Um Homem Só (CM)
1960 :: O Rapto (CM)
1957 :: Absolutamente Certo
1957 :: Fazendo Cinema (CM)

:: Filmografia como Ator ::

1986 :: Brasa Adormecida
1984 :: Tensão no Rio
1979 :: Embalos Alucinantes (Troca de Casais)
1976 :: Ninguém Segura essas Mulheres (Episódio: Marido que Volta Deve Avisar)
1976 :: Já não se Faz Amor como Antigamente (Episódio: Oh! Dúvida Cruel)
1976 :: Paranóia
1975 :: A Casa das Tentações
1974 :: O Marginal
1974 :: A Noiva da Noite (Desejo de Sete Homens)
1974 :: Assim era a Atlântida
1972 :: O Grito (CM)
1972 :: Independência ou morte
1968 :: Juventude e Ternura
1968 :: Madona de Cedro
1967 :: O Caso dos Irmãos Naves
1967 :: A espiã que entrou em fria
1962 :: As Pupilas do Senhor Reitor (Portugal/Brasil)
1960 :: Un Rayo de Luz (Um Raio de Luz) (Espanha)
1958 :: O Cantor e o Milionário
1957 :: Absolutamente Certo
1957 :: Arara Vermelha
1957 :: Senhora (Inacabado)
1956 :: Depois eu Conto
1955 :: Carnaval em Marte
1955 :: O Diamante
1955 :: Sinfonia Carioca
1953 :: Sinhá Moça
1953 :: Appassionata
1953 :: Veneno
1952 :: Tico-Tico no Fubá
1951 :: Maior que o Ódio
1950 :: Aviso aos Navegantes
1949 :: O Caçula do Barulho
1949 :: Carnaval no Fogo
1949 :: A Sombra da Outra
1948 :: Inconfidência Mineira
1948 :: Terra Violenta
1947 :: Pinguinho de Gente
1947 :: Não me Digas Adeus (No Me Digas Adiós) (Brasil/Argentina)
1947 :: Querida Suzana
1942 :: Its All True (Inacabado)

:: Filmografia como Roteirista ::

1969 :: Quelé do Pajeú

:: Filmografia como Produtor ::

1962 :: As Pupilas do Senhor Reitor

:: Filmografia como Ele Mesmo ::

2009 :: Eu, Eu, José Lewgoy
2008 :: O Velho Guerreiro não Morrerá (CM)
2008 :: O Homem que Engarrafava Nuvens
2006 :: Adolfo Celi, u Uomo Per Due Culture (Itália)
2003 :: Cinema Pagador (CM)
2002 :: Vera-Cruz (CM)
2000 :: Retratos Brasileiros – Eliana Macedo
1985 :: Estou com AIDS
1981 :: Chick Fowle, o Faixa Preta em Cinema (CM)
1968 :: Os Vencedores (CM)

Prêmios

1949 :: Melhor Ator, por Um pinguinho de gente, Prêmio “Revista A Cena Muda”, Rio de Janeiro.

Bibliografia

Livros:

MERTEN, Luiz Carlos. Anselmo Duarte: o Homem da Palma de Ouro. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2004.
SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Anselmo Duarte. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/anselmo-duarte/

Print Friendly, PDF & Email

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.