As ruas de Ognatoque (2013)

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More
Print Friendly, PDF & Email

Sinopse

Ognatoque é uma cidade como outra qualquer, onde pessoas se afogam em rios, tecem teias disformes, respiram um ar descompassado e mentem prá quem estiver disposto a ouvir.

Curta que conta a história de Amuleto, homem de 30 anos que vive na cidade que dá nome ao filme. O protagonista segue, de ônibus, ao encontro de amigos num bar. No caminho encontra Emília, mulher bonita, por quem se sente atraído. Ao chegar ao bar – que, na verdade, é um set de filmagem –, percebe que a mesma mulher está lá, em cena, sentada e lendo um livro.

Amuleto encontra os amigos e o set de filmagem desaparece, para, então, dar lugar ao bar onde os amigos se encontram. Em seguida, volta a virar um set de filmagem, até que o diretor intervenha na cena, para, depois, transformá-lo num capítulo do livro que Emília lê, descrevendo a cena que acontece no momento.

A proposta, de acordo com o diretor, é mostrar que, em qualquer parte do mundo, as configurações sociais são as mesmas: pessoas constituem famílias, trabalham, constroem casas e cidades, criam leis e sobrevivem dentro de um padrão que se configurou como o ideal.

As ruas de Ognatoque (BH, 19min) é dirigido por Carlos Canela e foi apresentado no Rio de Janeiro, em São Paulo e em Brasília.

Elenco

Carlos Magno Ribeiro …. AMULETO
Ludmilla Ramalho …. EMÍLIA
Ronaldo Jannotti …. RAPAZ 01
Saulo Salomão …. RAPAZ 02
Léo Quintão …. RAPAZ 03
Byron O’Neill …. DIRETOR SUPER-8
Chris Geburah e João Valadares …. CASAL DE NAMORADOS
Marcelo Serodre …. ESCRITOR BÊBADO
Laly Cataguases …. MICROFONISTA
Rafaella Fantauzzi …. MENINA NO BALCÃO
Poliana Rozado …. MENINA NO BALCÃO

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de As ruas de Ognatoque (2013) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Carlos Canela
Roteiro: Carlos Canela
Produção Executiva: Suzana Markus
Direção de Produção: Fábio Schmidt e Laudimir Vieira
Direção de Fotografia: Marco Aurélio Ribeiro
Operador de Câmera: Marco Aurélio Ribeiro
Assistente de Câmera:
Diretor de Arte: Poliana Rozado
Desenho de Produção:
Figurinista:
Cenografia:
Montador: Carlos Canela
Som: Daniel Quintela
Edição de Som:
Empresa Produtora: Carabina Filmes
Empresa Coprodutora:
Empresa Distribuidora:

Bibliografia

Internet:

CARABINA FILMES. http://www.carabinafilmes.com.br/
HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. As ruas de Ognatoque. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/as-ruas-de-ognatoque/
UAI. Curta de Carlos Canela tem estreia no floresta. Disponível no endereço: http://www.uai.com.br/app/noticia/cinema/2013/06/22/noticias-cinema,143492/curta-de-carlos-canela-tem-estreia-no-floresta.shtml

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.