César de Alencar (1917-1990)

Biografia

Ermelindo César de Alencar Mattos, em arte conhecido como César de Alencar, é um ator brasileiro nascido em Forteleza (CE) no dia 06 de junho de 1917.

Radicado no Rio de Janeiro, trabalha durante trinta anos na Rádio Nacional, apresentando o Programa César de Alencar, em que desfilam grandes estrelas, como Emilinha Borba, Linda Batista, Izaurinha Garcia, Vicente Celesti no, Nelson Gonçalves, entre tantos outros. Segundo Luis Vieira, ele tinha o raciocínio rápido, era engraçado, sabia extasiar um auditório. Foi o maior animador que já apareceu no Brasil.

Em março de 1964, na tomada do poder pelos militares, César, então diretor da Rádio Nacional, é acusado (nunca comprovado) de delatar como comunistas vários companheiros de trabalho. Poucas vezes ele rebate as acusações, mas com certeza morre com essa mágoa. Nos últimos tempos, ainda apresentava seu programa todas as manhãs de sábado na Rádio Nacional.

No cinema, participou de inúmeros filmes, sempre apresentando programas de auditório ou mesmo cantando, sendo sua estreia em 1944, no filme Corações sem Piloto e o último em 1962, As Testemunhas não Condenam.

Faleceu em 14 de janeiro de 1990, aos 72 anos de idade, vítima de complicações advindas de enfisema pulmonar, no Rio de Janeiro.

Filmografia

1944 – Corações sem Piloto
1946 – O Ébrio
1948 – Pra Lá de Boa; Folias Cariocas
1950 – Todos por Um; Carnaval no Fogo
1952 – Está com Tudo
1955 – Carnaval em Marte; Carnaval em Lá Maior
1956 – Vamos com Calma; Colégio de Brotos
1957 – Garotas e Samba; 1960 – Viúvo Alegre; Virou Bagunça
1962 – As Testemunhas não Condenam

Bibliografia

Livros:

SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. César de Alencar. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/cesar-de-alencar/

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.