Cidade Ameaçada (1960)

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Sinopse

A história do bandido Promessinha. Suas proezas e crueldades, até a morte pelas mãos da polícia.

Elenco

Jardel Filho
Eva Wilma
Reginaldo Faria
Milton Gonçalves
Nabuco, Ana Maria
Dionísio Azevedo
Silveira, Mozael
Abbas, Eduardo
Prado, Alberto
Kusnet, Eugênio
Ambrósio Fregolente
Oliveira, Douglas de
Marques, Fernando
Doca
Arruda, Suzy
Savino, Tônio
Mathias, Marthus
Jurici, Amélia Rosa
Jurici, Maria de Lurdes
Henricão
Riorologlio, Maria Cecília
Anatole
Lopes, José Carlos
Mercaldi, José
Pequena, Miguel
Oliveira Neto
Roma, Luciano de

Participação especial:
Hatheyer, Pedro Paulo

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Cidade Ameaçada (1960) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Roberto Farias
Argumento: Azevedo, Alinor
Roteiro: Roberto Farias e Riva
Diálogos: Azevedo, Alinor
Produção: Orsini, José Antônio
Direção de produção: Sampaio, Camillo
Assistência de produção: Nabuco, Maurício; Ricci, Sérgio
Assistência de direção: Riva
Direção de atores: Roberto Farias
Continuidade: Melki, Diana
Direção de fotografia: Tony Rabatoni
Câmera: Gabriel, Geraldo
Assistência de câmera: Oliveira, Oswaldo; Picchi, Aldo
Fotografia de cena: Costa, Geter
Cinegrafista: Rabatoni, Tony
Técnico de cor: Ferreira, Edegar
Chefe eletricista: Costa, Geter
Eletricista: Aguiar, Eddi
Maquinista: Santos, João dos; Oliveira, Hermes de
Direção de som: Hack, Ernst; Costa, Juares Dagoberto
Técnico de som: Costa, Juarez Dagoberto da
Engenharia de som: Hack, Ernst
Operador de microfone: Segatti, Miguel
Montagem: Landini, Maria Guadalupe
Guarda-roupa: Silveira, Secy
Cenografia: Massenzi, Pierino
Assistencia de cenografia: Marques, Fernando
Contra-regra/acessórios de cenografia: Massenzi, Pierino
Maquiagem: Marques, Gilberto
Música: Migliore, Gabriel
Companhia(s) produtora(s): Cinematográfica Inconfidência Ltda.; Unida Filmes S.A.
Financimento/patrocínio: Banco do Estado de São Paulo

Prêmios

Prêmio Associação Brasileira de Cronistas Cinematográficos, 1960, RJ, de Melhor Filme; de Melhor Diretor para Farias, Roberto; de Melhor Ator para Faria, Reginaldo; de Melhor Ator Secundário para Gonçalves, Milton; de Melhor Atriz Secundária para Jurecio, Maria; de Melhor Argumento para Azevedo, Alinor..
Prêmio Saci, 1960, SP, de Melhor Atriz para Wilma, Eva; de Melhor Atriz Secundária para Nabuco, Ana Maria..
Prêmio Governador do Estado, 1960, SP, de Melhor Diretor para Farias, Roberto; de Melhor Edição para Guadalupe, Maria..
Prêmio Cidade de São Paulo, 1960, SP, conferido pelo Júri Municipal de Cinema, de Melhor Atriz para Wilma, Eva; de Melhor Argumento para Azevedo, Alinor..
Troféu Cinelândia, 1960, RJ, de Melhor Filme; de Melhor Diretor para Farias, Roberto; de Melhor Ator para Farias, Reginaldo; de Melhor Atriz para Wilma, Eva..
Melhor Filme; de Melhor Diretor para Farias, Roberto; de Melhor Ator para Faria, Reginaldo e Melhor Atriz para Wilma, Eva no Festival de Marília, 1960 – SP..
Destaque no Festival de Poços de Caldas, 1959 – MG..
Melhor Filme; de Melhor Diretor para Farias, Roberto; de Melhor Ator para Faria, Reginaldo; de Melhor Atriz para Wilma, Eva no Festival de Curitiba, 1961 – PR.

Bibliografia

Links de Referência:

Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de letreiros-Cat
SCP/HICB
ACPJ/I
Correio da Manhã, 19.08.1960
O Estado de S. Paulo, 09.10.1960
Correio da Manhã, 19.10.1960
ALSN/DFB-LM

Fontes consultadas:
MRG/OCISP
CENS/I
FCB/FF
JCB/BTC

Observações:
Os letreiros iniciais informam: “A história dêste filme foi tirada da vida real. Suas personagens e situações, porém, ganharam feição própria, ao sabor da ficção, libertando-se das pessoas e dos fatos verdadeiros. Os incidentes e os tipos aqui expostos, portanto, não retratam ou refletem determinados acontecimentos ou pessoas reais, mas sim uma realidade genérica por demais conhecida, para ser negada por quem quer que seja.”
SCP/HICB indica a distribuição da Sinofilmes e som de Erick Rasmussem.
ACPJ/I indica Paulo Sá Pinto como produtor associado; como assistente de direção; gerência de ; assistência de Rivanides Farias; roteiro de e som de . No elenco informa: , , , , , , , , , , e não Jurecic e e não Suzi.
Correio da Manhã de 19.10.1960, indica roteiro e diálogos de ; fotografia de e não Toni e o laboratório Rex Filme.
FCB/FF indica fotografia de Tony Rabatoni e não Toni; consta Fregolente e não Ambrósio Fregolente.
Os letreiros do filme grafam o nome de Eduardo Abbas como Eduardo Abas. Ao indicar Maurício Nabuco, os letreiros especificam como 1§ assistente de direção de produção e Sérgio Ricci como 2§ assistente de direção de produção. Para Oswaldo de Oliveira especifica como 1§ assistente de câmera e para Aldo Picchi como 2§ assistente de câmera.

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.