Cine São Mateus – Juiz de Fora – MG

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Histórico

O cinema pertencia à paróquia de São Mateus e foi arrendado para a Companhia Central de Diversões. Foram eles que nos anos 60 ou ou em sua metade fechou o e fora arrendado e aberto no ano de denúncias até teclar, contados o operador e o José de porteiro para e Roberto massa da gerência que também era um técnico de uma marcha de três desfiles e os. Logo depois me tornei gerente.

Em entrevista, o estilo José Moon tese, e gerente do cinema São Mateus afirma que o cinema começou por volta dos anos 30. Eram exibidos filmes de época, de ação, de aventura, de drama e especialmente o e matinês como mocinhos da época como de ao largo Marc Brown, durante um Durango o que de, e Alan Martin, Belém RO entre outros se completando a sessão de cinema esses filmes tinham a duração aproximadamente de 1h completando a sessão eram exibidos seriados. Normalmente eram em dois capítulos que só terminava quando você estava em perigo a para continuar na semana seguinte. Isso acontecer para criar a expectativa aquele público porque eles teriam se sabia a continuação da história. Isto se pode comparar o eixo com as novelas que usam deste artifício para segurar as a atenção da esse mesmo público. Esta expectativa de saber o que poderia acontecer a com eram a deixava as crianças e adultos ociosos para estar no domingo seguinte na sala de exibição e pois o seriado acontecia em doze capítulos e durava portanto seis semanas. Em alguns casos seriado tinha quinze capítulos. Senhor José mão pesem contou que nestes casos ele começava a história com três episódios de início e 3 ao final aumentando assim mais uma semana. Afirma era muito grande, passando pela rua Moraes Castro e virando até a Tavares Bastos e e as matinês estão sempre lotadas. Ele afirma isso porque até então ele era bem jovem ainda Italy enfrentava com os amigos estas sessões nas matinês de faroeste era para crianças se na opinião dele era este público que formavam os freqüenta dores do futuro. Ele conheceu muitos garotos que venham a festa exceções só para acompanhar de seriados. Eles foram crescendo e chegaram exceções que terão censura 14 anos que não filmes lotou nos. Tinha também em sessões de 18 e 21 anos e assim tornara-se assíduos a vida toda. Na entrada do cinema São Mateus, na então sala de espera e, havia um quadro com fotos mostrando cenas de filmes que viriam a ser exibidos no local. Hoje em dia, não se tenha a mais além disso, apenas cartazes para lembrar o filme em exibição Photo outro fato interessante era que existia artista local exclusivo para pintar e desenhar essas cenas de filmes em tamanho até o certo exagero para chamar a atenção dos passantes com dia e hora das exibições isso dava poderes ao pintor destes cartazes de dar vida aos personagens dos filmes podendo ser reproduzidos até o ladeira, em grande estilo. Havia situações que os passantes paravam a porta do cinema durante o dia para saber quais seriam os filmes que estavam programados para as semanas seguintes. Era a dona-de-casa, e estudantes e trabalhadores que aproveitavam a hora de folga do dia para saber das novidades eles guardavam ociosos para a sessão de inauguração do filme. Se nosso técnico e operador Roberto tinha direitos a uma folga semanal e então eu disse a ele que poderia ocupação lugar porque já sabia operar aquela beleza. Eu aprendi olhando e saqueiam edifício. Externo, já morto, quando o operador das vias Lamarca me deu muita e dívidas e sempre às terças veia do faz uma brincadeira que não se fazem em lugar nenhum pelo menos que o tenha notícia: a o filme de cinemas com um telejornal, três ler com 36 mm. E passava na lentes da lascou mas eu não trocava valente e conheço jornal, o três é, os desenhos e outros curtas quaisquer se está carregando a máquina para outro filho. Vila de voz e de era usado duas marcas quando terminava parte do estréia em tinha uma por lorde amarrada numa manivela que liga a máquina passa por cima de um bicho e vem a outra máquina. Eu ficava na cabine folha da cortina, Eliana tela. A gente entende o sinal sonoro que dá na tela para entrar com outra máquina. Passei terminava exibição, e puxava cordinha, além de de las fechava com, você entrava com outra marca que exibir o filme programas. Eu entrava com a lente fechada com os três que passava do jornal e davam pequeno de mim sem Damasco. Com a pele semi-aberta e o aparecimento dos donos da produtora no dos artistas, a banda do produtor e então é o vagarosamente abria pela até que ela se tornasse totalmente descortinada. Quando era faroeste o plano geral mostrando as pradarias e Jaqueline todos para fazer o ataque no início do verão causava a mídia de impressão que na tela das demais por cabiam muito mais simples e apela ia se havido cada vez mais e aparencia mais filhos até nada meramente ator da, esta brincadeira dava a sensação de que o espectador entrava direto da história. A nos anos 50, a igreja e tinha a missa das 7h, das 8h e depois tinha o catecismo da criança que durava cerca de 40 minutos. A companhia central de versões davam presente para os que fosse um tapete e mesmo, uma sessão lei que as nove meias e essas sessão durava cerca de 40 minutos ao mal a. Eram desenhos, curtas, que eram produzidos pelos estúdios da metro, a foto e outras pequenas comédias mostrando artistas em atividade extra, viagem, e 3 dias filmes de Marte e como resume light numa forma de propaganda para atrair o público para as sessões em duras. As crianças venho ao catecismo e aproveitava para assistir. é uma forma da igreja manter seus fiéis com essa forma de brinde, porque eles também não queriam piso igreja ficasse vazia. Afinal de cotas o padre levava as levantava se sendo o que se não tivesse ninguém com quem rezar não teria sentido ele estará de bom ela geralmente vinham na companhia dos pais e de irmãos mais velhos que os deixavam no cinema e podiam as assistir à missa sem serem incomodados com com estes. essa missa, para sua voz a lei que só para adultos, acontecia sempre f 10 na. As sessões aconteciam sempre sete e 9h da noite com sessões extras aos domingos às 2 da tarde com filmes que não aumente eram exibidos na cidade. Dirceu José que ele e a companhia central de diversões faziam contratos com empresas de distribuição do Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Eram filmes da metro, para rolo, universal e outras. Elas próprias subsidiado e a distribuição desses filmes. Em Belo Horizonte, uma distribuidora com comprava as cópias e se encarregava de alugar para interior de Minas Gerais. Outras vezes, e o mesmo e arestas distribuidoras para escolher a programação do cinema São Mateus e, os dos cinemas da cidade não participava vez para acesso o eu contratado esses filmes, que respondem os o que for exibidos-e fora e as vazia com a estréia na cidade. E isso nos fazia lançadores de novidades. O início previsto da globalização do sistema cinematográfico de exibição começa a chegar no Brasil filmes do oriente como japoneses e o chinês dado a entrada de Bruce li nos EUA com seus vilões de luta. Criou-se então um novo público destes tipos de filmes de ação e que prevendo que poderia ser aproveitada a idéia resolveu-se criar um festival com filmes dessa natureza com sessões diárias e filmes diferentes. As sessões ficaram lotadas aponta de criar filas na porta do cinema havia duas sessões e às segundas só começava com a grassar estiver totalmente vazia. Das fazemos isso porque a segunda sessão era para que os que ficaram na fila e não com a seguir um lugar na primeira sessão com. Os preza entrada era muito popular. Se naquela época entrada custa R$5 o preço do ingresso custava R$2, e daí o sucesso de público e a grande frequência de público, o que se tornava isso muito a acessível. Isso foi magra ele joga era para atrair o grande público e oferecer viver de homens da população vizinha e já ao público de outro bar o o festival e ficou tradicional conheço cativa ramos aquele público que normalmente não freqüenta a base linha. Essa decisão foi tão bem aceita cartão com versos dele viciava diz houve por que a ver e os marxistas, a farra se é que a mesma igreja e por que muito jovens começaram a namorar nos cinema ou na fila dele e do então aconteceu casamentos. Muitas vezes esses casais e o cinema e depois gostava de namorar a praia e. Na verdade, eles estavam a apressando casado com mas se via de regra o o fez logo na tornava ser um sucesso. Quero lembrar que o festival não tinha escape de aumentar a família criar pessoas. Era puramente de divertimento. E este festival foi idealizado para as quintas-feiras com os duas faroeste pouco de Kong foi sempre às 19 n e 21h Pol isto aconteceu até o cinema fechar novamente o em 19 cerca de 8. Naquela época era comum a venda de balas e chocolates dentro do cinema. Eu, dizia José, com outros em outras salas Brasil com comigo concerto pelo horário no pescoço vasos guloseimas o era comum na época nos intervalos e a de Felipe Ferreira oferecendo para que o soro para aquela final da defesa a ser pai de seu lugar com vivia fez dez anos de idade e aproveitava para reviver o mês da e trazer para bem para assistir ao filme de graça de proponha a vender poder do mesmo. Havia também um alto-falante na parte dos fundos cinema e o de reproduzir o que já é acoplado a fita que dava a impressão de que era nada pela mas as taxas de só ficavam atrás até. Os filmes não alimentavam exatamente. às vezes e estava em uma cena com legenda e tudo pulava para outra cena e o público gritava: o olha tesoura. Quero meu dinheiro de volta. Era o maior roubo em o na verdade, não é possível cortar o filme com ele movimento por hera faz de seus filmes de que as forças que eram exibidos de cidade em cidade o quando chegavam aqui em Juiz de Fora, as cópias já estava desgastada, a cópia chegava danificado. Estas vidas corriam as cidades do interior eu chegar aqui tinham que ir para a revisão o um avião no escritório do cinema Palace como funcionar é exclusivamente encarregada deste ofício. Funcionava da seguinte maneira; neste escritório continham duas mesas cada qual convocou e ainda que a revisor recriadas. Era passada a fita de uma bobina ou três e a revisão era feita para quadro de uma fita. Onde ela estivesse picotada destes orifícios e rodava na prática retire dentada que ia puxando as roldanas dentadas. A fita trazer pequenos buracos e tinha que igualar e este edifício na ronda na e ela ainda puxando um, passava no rolo de cima e ou lata no de baixo onde estava cotado e não tinha como passar de tinha assistir cortar aquela parte danificadas ou que vez danificada de outro cinema e era cortada e emendada. Ao portarias pedaço e emendar o outro era retirar uma pequena parte do filme é as vezes o filme era tão danificada que quer cortar um pedaço maior daí a platéia vinha limpava não era culpa de exibição e sim da revisão. Quando o filme estava sendo cotado, nós tínhamos que acender a mês, pegar as duas pontas, baixar uma chapa, raspava com uma gilete, recolocá-lo filme dizia estar com. O voltava se um pouco ou para pegar a última cena e continuava o filme. O exibidor nunca cortar o filme. E espera mitos. Existiam as máquinas de 35 de vida. E eram duas. Ele dava uma parte do filme e você tinha que entrar com a última, não dava intervalo e era carro vão que era paralelo ao outro acesso. Eles ficavam próximos para dar luminosidade e na tela da imagem. Tinha o risco de lápis no teto de zinco de um foco de luz conhece o dia. Seu foco distanciada dessa marca a pela conversava esclarecer até ficar totalmente preta. Você voltava ele acertava o cargo ao e o filme continuar. acontecia que os filmes da metro era um de celulose, diz os anos 30 e 40 e no começo dos anos 50 era inflamáveis e pôde incendiar facilmente, e isso porque esta fita passa muito próximo tendo assim que cortará arte tem nada. Hoje em dia tudo está ficando diferente. As marcas japonesas usou uma lâmpada e foto à nitrato de prata e a 6 the Hot antigamente, era de celulose pegava fogo e mesmo. Dos anos 50 para cá com estas seis the não corre mais o risco de se incendiar. Hoje então as máquinas automáticas ainda mais fácil. O projetor delegado e o operador não tem mais a preocupação com o espelho. as lâmpadas são de o tipo ou nos de leis e como pôde depreender que faz com que a Luiz leia facilmente a o que está passando por no se você percebe que o ao mês do sus como lei é lei em esta informação de olhos que vive com é o percurso dessa tecnologia porque desde o cinema sonoro atriz sonora era medida em que o que passa na que essa região era a imagem na tela junto com por seu. O fato negativo era que quando esta me queimavam o aconteceu defeito era de se chamar o técnico era% para cortará do você não via nada a tela ficava preso. As latas com os filmes eram pequenas, pois como os filmes insere vinho em muito as latas o correio era Kahn. As vezes, com grandes filmes, viam com até 18 latas o elas eram pouco pesadas que era usado um carrinho e o funcionário exclusivo para este serviço. Ex-funcionário tinha até que andar de São Mateus o mariano Procópio, no cine Rex, carregando este peso que continha nas latas de filme. Outras vezes, ele tinha que ir até a rodoviária com até cinco filmes, para embarcados para o de janeiro pela desova de, de onde vinha o as cópias alugadas. Outra observação ou era que ficava muito difícil passar de cópia cópia. Umas latas acabavam muito rápida, então nós de dávamos até três latas em um isto facilitava nós trabalha mais ao final, que tinha se que desfazer o feito por até que nos anos 70 os seus passaram a vir com dois rolos e isso enchi diabo de um ponto o filme e tendo e os de média metragem cabiam em uma o único da lata. O quanto os cinema São Mateus estavam para fechar, o padre da paróquia, na reta, tinha pedido para desejo louvar o espaço pois pensa de fazer obras, como foi feito ao fundo e mas não estava projetando mais nada por ele que estava em vender o terreno e por não está dando lucro a igreja, a vender espaço para a concessão do prédio de apartamentos era a solução. Para surpresa dele, o prédio não podia ser vendido por se tratar doação dos para o que anos e a idéia foi abortado e criou sua pequena polêmica entre os freqüenta dores no cinema e a igreja vê causando certo mal-estar entre as partes. O cinema fechou. (FRMG)

Bibliografia

Jornais:

LOURES, Marisa. Arte e Sustentabilidade. Caderno Dois. Jornal Tribuna de Minas. Juiz de Fora, 10 de abril de 2016.

Revistas:

Revista das Bodas de Prata da Paróquia de São Mateus. Juiz de Fora, 1952.

Livros:

NICOLINE, Humberto. JF Anos 80: fotografias. Juiz de Fora: Edições Funalfa, 2009.

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.