Cinema, Aspirinas e Urubus (2005)

Trailer

Assista abaixo o trailer oficial do filme disponível no Youtube:

Sinopse

O ano é 1942, o mundo vive a Segunda Guerra Mundial. No sertão do Brasil, encontram-se dois homens muito diferentes: um alemão de nome Johann, que fugiu da guerra, aceitando um emprego para vender a mais nova droga miraculosa. O outro é o sertanejo Ranulpho, morador de uma pequena vila, mais um dos muitos agricultores expulsos de suas terras pela implacável seca nordestina.

Johann sai do Rio de Janeiro e dirige rumo ao Nordeste do Brasil num caminhão carregado de frascos de Aspirina® e filmes com propagandas do produto. Ranulpho faz o percurso inverso, ou seja, está indo buscar uma vida melhor no promissor e industrializado sudeste do país e, para isso, deixa sua pequena cidade natal rumo ao Rio de Janeiro.

Johann precisa de um ajudante e contrata Ranulfo. Assim, acontece o encontro ocasional desses dois personagens. Interesses em comum e a promessa de cada um chegar ao seu destino fazem com que partam nessa aventura juntos. Nessa viagem, Johann começa a conhecer o país, ao mesmo tempo em que escapa das notícias da guerra.

Num caminhão, os dois percorrem as estradas poeirentas do interior do Brasil. Mostram aos moradores das menores vilazinhas um filme sobre o novo remédio que é a primeira experiência com o cinema da maioria deles. A viagem é também uma oportunidade de troca entre duas experiências de vida muito diferentes, do alemão urbano e educado, e do brasileiro iletrado, mas versado em vários expedientes úteis para seu dia-a-dia.

Cinema, Aspirinas e Urubus é um filme brasileiro de 2005, e o longa-metragem de estréia do diretor Marcelo Gomes. Foi rodado nas cidades de Patos, Picote, Pocinhos e Cabaceiras, no sertão da Paraíba. O filme Cinema, Aspirinas e Urubus foi indicado pelo Ministério da Cultura para concorrer a uma indicação de Melhor Filme em Língua Estrangeira na edição do Oscar de 2007.

Elenco

João Miguel …. Ranulpho
Peter Ketnath …. Johann
Fialho, Mano (Caçador)
Figueiredo, Francisco (Rapaz na estrada)
Lopes, Arilson (Dono do posto de gasolina)
Leite, José (Dono do restaurante)
Matos, Zezita (Mulher da galinha)
Hermila Guedes …. Jovelina
Guerra, Sandro (Homem da cobra)
Accioly, Madalena (Mulher da cobra)
Mil, Oswaldo (Claudionor Assis)
Irandhir …. Manoel
Pirro, Fabiana (Adelina)
Cavalcanti, Veronica (Maria da Paz)
Câmera, Daniela (Neide)
Francinete, Paula (Lindalva)
Alves, Jeane (Mulher dando de mamar)
Acordeon, Lúcia do (Sanfoneira)
Clésio, Jorge (Funcionário dos correios)
Lira, Nanego (Funcionário da estação de trem)
Riszla, Rodrigo (Stand in)

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Cinema, Aspirinas e Urubus (2005) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Marcelo Gomes
Roteiro: Marcelo Gomes, Caldas, Paulo; Aïnouz, Karim
Pesquisa: Reis, Ana Clara
Estória Inspirada em Relato de Viagem, de Ranulpho Gomes
Assistência de direção: Jordão, Julia; Haddad, Vera; Aragão, Daniel
Continuidade: Alves, Juliana
Story-board: Maia, Rodrigo; Pinto, André Gustavo
Produção: Silveira, Sara; Ionescu, Maria; Vieira Jr., João
Direção de produção: Costa, Dedete Parente
Produtor associado: Aïnouz, Karim
Assistência de produção: Mata, Brenda da; Homem, Rodrigo; Xavier, Petrônio; Ribeiro, Gabriela – SP; Santos, Glauce Pena – SP; Oliveira, Filipe – SP
Direção de Fotografia: Mauro Pinheiro Jr., abc
Assistência de câmera: Cunha, Breno; Beltrão, João Carlos; Pickmann, Mariano
Fotografia de Cena: Gil Vicente
Operador de Câmera: Mauro Pinheiro Jr., abc; Carvalho, Lula – operador de câmera adicional
Operador de VT: Sotero, Pedro
Chefe eletricista: Broa, Marcos
Eletricista: Santos, Beto; Barbosa, Gilmar
Maquinista: Nicolau, Luíz
Som direto: Câmara, Márcio
Mixagem: Torres Jr., Armando
Montagem: Karen Harley
Assistente de montagem: Recco, Guilherme
Montagem de som: Ferraz, Beto
Direção de arte: Pedroso, Marcos
Assistência de direção de arte: Ferreira, Valdy
Figurinos: Normal, Beto
Contra-regra/acessórios de cenografia: Barbosa, Wagner
Montagem de cenário: Cassimiro, Maurício; Bezerra, Neno
Maquiagem: Freire, Marcos
Assistência de maquiagem: Félix, Edson
Assistência de figurino: Bastos, Leila
Música: Souza, Tomás Alves de
Comercialização: Jordão, Luciana
Contabilidade: SGI Contabilidade
Motorista: Aguiar, Antônio; Pádua, Antônio de; Ferreira, Arlindo; Bezerra, Chico; Barreto, Claudionor; Carline, Erikson; Fragoso, Joca; Costa, Lúcio; Almeida, Nilton; Fragoso, Reginaldo; Vieira, Ricardo; Alves, Roberto; Seu Flor; Silva, Waguinho; Oliveira, Zilmar
Companhia(s) produtora(s): REC Produtores Associados; Dezenove Som e Imagens
Companhia(s) co-produtora(s): Quanta
Financimento/patrocínio: BR Petrobras; BNDES; Brasil Telecom

Dados adicionais de música
Instrumentista: Pi-R – piano; Sidclei – percussão; Genaro – sanfona

Título da música: Serra da Boa Esperança;
Música de: Babo, Lamartine;
Intérprete(s): Alves, Francisco;
Orquestra: Orchestra Vitor Brasileiro

Título da música: Valsa da meia-noite;
Intérprete(s): Romani, Nulo;

Título da música: Tudo é Brasil;
Música de: Paiva, Vicente e Róris, Sá;
Intérprete(s): Batista, Linda;

Título da música: Veneno para dois;
Música de: Barro, João de e Ribeiro, Alberto;
Intérprete(s): Miranda, Carmen;

Título da música: Esmagando rosas;
Música de: Nasser, David e Vermelho, Alcyr Pires;
Intérprete(s): Alves, Francisco;

Título da música: Deixa comigo;
Música de: Valente, Assis;
Intérprete(s): Miranda, Carmen;

Título da música: Vivo bem na minha terra
Música de: Vianna, Gastão e Faraj, Jorge
Intérprete(s): Alves, Francisco

Bibliografia

Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de letreiros-Cat
MSP/29

Fontes consultadas:
FestRio/2005

Livros:

GOMES, Ranulpho. Relato de Viagem. : , .
SILVA, Paulo Henrique (Org.). 100 Melhores Filmes Brasileiros. Belo Horizonte: Letramento/Abraccine/Canal Brasil, 2016.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Cinema, Aspirinas e Urubus. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/cinema-aspirinas-e-urubus/

Observações:
Os letreiros do filme grafam: Breno Cunha – 1§ assistente de câmera; João Carlos Beltrão – 2§ assistente de câmera; Mariano Pickmann – 1§ assistente de câmera (filmes publicitários); o estúdio de gravação de música Estudio Z – da composição “Valsa do sertão”; os assistentes de produção de São Paulo: Gabriela Ribeiro, Glauce Pena Santos e Filipe Oliveira; Julia Jordão – 1ª assistente de direção; Vera Haddad – 2ª assistente de direção; Daniel Aragão – 3§ assistente de direção.
Os letreiros do filme especificam as seguintes funções: Story-board adicional: André Gustavo Pinto. Pesquisa histórica: Ana Clara Reis.
MSP/29 informa que o filme foi selecionado na mostra Un Certain Regard no Festival de Cannes 2005 – FR.

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.