Desabafo (2016)

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Trailer

Sinopse

Desabafo conta a história de três casais em crise, vivendo momentos cruciais em suas vidas. Cada família representando uma classe social e um grupo de valores, um conjunto de objetivos. A tediosa opulência da riqueza, a frustração de uma classe média focada em metas, a difícil tarefa de lidar com as limitações impostas pela pobreza. De alguma forma, essas vidas representam a todos nós. Juntas as histórias revelam o quadro de uma sociedade em declínio.

Filme, dirigido por Márcio B. Venturi e estrelado por Inez Viegas e Fernando Alves Pinto, é uma adaptação da peça teatral Extravagância Brasileira, do dramaturgo Wilson Sayão. O enredo é dividido em três episódios com as histórias de três famílias de classes sociais distintas.

O primeiro episódio, chamado Caviar e Champagne, é uma comédia que retrata a vida de um casal que vive de rendas, sofre de tédio, e que bebe muito para passar o tempo e suportar a crise que enfrenta.

Na sequencia nos deparamos com Sanduíche e Coca-Cola, episódio dramático que mostra um casal de classe média morando em um condomínio com vários apartamentos e muita área de lazer e que, mesmo criando dois filhos, não consegue ocupar o vazio de seus corações.

Pão e Água, que encerra o longa, é uma tragédia que ilustra as dificuldades da classe baixa. A constante falta de recursos, aliada a uma repentina (mas usual) demissão do emprego misturadas a exigente rotina de cuidar de um filho recém-nascido, consomem as forças físicas e psíquicas de um casal da periferia, e isso os leva a ultrapassar muitos limites.

Inez Viegas, que não só protagoniza o filme como também é sua produtora, teve contato com o texto de Wilson Sayão, quando era integrante do grupo teatral Tá Na Rua, dirigido por Amir Hadad. No início dos anos 1990, o renomado diretor levou ao palco a peça Extravagância Brasileira com o titulo Uma Casa Brasileira com Certeza, e Sayão recebeu o Prêmio Shell de melhor texto naquela ocasião. Sobre o texto, aliás, nas palavras de Hadad: é um estudo em profundidade, um corte transversal da estratificação social brasileira.

Com intensa participação em cinema, Fernando Alves Pinto já conta 33 filmes em sua carreira, destacando-se Dois Coelhos (de Afonso Poyart), Terra Estrangeira (1995), de Walter Salles Jr.), e Quase Dois Irmãos (2004), de Lúcia Murat.

A direção de fotografia é de Daniel Talento e montagem de Felipe Lacerda. A trilha original é de João Macdowell e Cleyde Afonso, que assina a produção executiva. Ainda constam do casting Ricardo Rama (direção de produção), Lua Veiga (direção de arte), Nathalia Amorim (figurino), Rosa Bandeira (maquiagem), Luigi Porto (desenho de som), Daniel Lins e Breno Soares (produção de finalização) e co-produção de Tia Maria Filmes, Canal Imaginário e Square Pixel.

O longa-metragem Desabafo foi realizado com um micro orçamento, com produção iniciada com crowdfunding, que acabou ganhando o selo do Canal Brasil.

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Desabafo (2016) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Márcio Venturi
Argumento original: Wilson Sayão
Roteiro: Inez Viegas
Produção: Inez Viegas
Produção executiva: Cleyde Afonso
Direção de produção: Ricardo Rama
Direção de fotografia: Daniel Talento
Direção de arte: Lua Veiga
Figurino: Nathalia Amorim
Maquiagem: Rosa Bandeira
Montagem: Felipe Lacerda
Trilha Original: João Macdowell
Desenho de som: Luigi Porto
Produção de finalização: Daniel Lins e Breno Soares
Co-produção: Tia Maria Filmes | Canal Imaginário | Square Pixel Filmes
Distribuição: Elo Company
Exibição: Canal Brasil

Bibliografia

Livros:

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Desabafo. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/desabafo/

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.