Doramundo (1978)

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More
Print Friendly, PDF & Email

Sinopse

Na pequena e oprimida cidade de Cordilheira, perto de São Paulo, ocorre uma série de misteriosos assassinatos. Em 1939, na cidade ferroviária de Cordilheira, perto de São Paulo, construída e explorada pelos ingleses, surge nos trilhos um operário assassinado. Flores, assessor do superintendente inglês Comb, passa a cuidar do caso e chama Guizzot, famoso e temível delegado da capital que, chegando com seus policiais, torna tenso o clima local. Ninguém fala, e novos mortos surgem misteriosamente. As investigações envolvem todos e acabam trazendo à tona o triângulo amoroso entre Raimundo, sua amante Teodora e o esposo desta, Pereira. Várias pessoas são presas, inclusive Raimundo e Pereira, soltos com a prisão do suposto assassino, o operário Mingo. Mas novas mortes se sucedem, inclusive a de Moura, personagem misterioso recém-chegado à cidade. Sem pistas a polícia supõe que os crimes tenham origem numa rivalidade entre casados e solteiros, por causa das mulheres locais. Por iniciativa de Flores, a companhia Railroad envia à Cordilheira três prostitutas, que se instalam num vagão abandonado, logo incendiado pelas esposas revoltadas. Teodora planeja fugir com Raimundo da mediocridade de sua vida conjugal. Na véspera da viagem, Raimundo aparece morto. Inaugurando um campo de futebol na cidade, Flores exige o fim da violência. E tudo parece ser esquecido na alegria da partida inaugural.

Elenco

Rolando Boldrin …. Pereira
Irene Ravache …. Dora
Antônio Fagundes …. Raimundo
Armando Bogus …. Dr. Guizot
Sérgio Hingst …. Amâncio
Aldo Bueno …. Manuelão
Campozana, Oswaldo (Dr. Flores)
Vechi, Denise de (Olga)
Peres, Assunta (Assunta)
Frateschi, Celso (Repórter)
Oliveira, Denoy de (Dr. Neves)
Donovan, Felipe (Seu Nagib)
Peixoto, Fernando (Dr. Ramos)
Cazarré, Olnei (Bentinho)
Miletto, Sergio (Pedrão)
Lakatos, Suzana (Marieta)
Marins, Walter (Mingo)
Froes, Célia (Neuzona)
Pontes, Claudete (Clara)
Santos, Dario Souza (Operário)
Telles Neto, Goffredo (Repórter)
Anic Filho, Ivan
Lima, José Luis de
Silva, Luis
Stenia, Malu
Locatelli, Nilson José
Rocha, Waldir (Policial)
Rabelo, Wilson (Fotógrafo)
Ilha, Zé da (Soldado)
Sergio, Ivan (Policial)

Participação especial:
Rodrigo Santiago …. Carlos Moura
José, David(Zé Jau)

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Doramundo (1978) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: João Batista de Andrade
Roteiro: Vladimir Herzog, Roberto Menezes, João Silvério Trevisan, João Batista de Andrade, David José e Alain Fresnot
Pesquisa: Vladimir Herzog
Estória Baseada no romance Doramundo, de Geraldo Ferraz.
Assistência de direção: Alain Fresnot
Continuidade: Silvia de Souza Moreira
Direção de produção: Miron Rodrigues da Cunha
Produção executiva: Assunção Hernandes
Assistência de produção: Oswaldo Martins Filho e Marcos Cunha
Direção de fotografia: Antonio Meliande
Operador de Câmera: Antonio Meliande
Assistência de câmera: Gyula Kolozsvari
Fotografia de cena: Roberto Wolfenson
Trucagens: Truca
Chefe eletricista: Miro Reis
Eletricista: José Deocleciano da Silva e Jaques Babylas Labre
Assistente de eletrecista: José Valencio da Silva e Jaques Babylas Labre
Maquinista: Miro Reis
Auxiliar de maquinista: Arlindo Xavier de Souza
Técnico de som: Carlos dos Santos
Som direto: Sidney Paiva Lopes e Hugo Amaral Gama
Mixagem: Benedito de Oliveira
Montagem: Glauco Mirko Laurelli
Assistente de montagem: Alain Fresnot
Figurinos: Laonte Klawa
Guarda-roupa: Ivone Correia de Toledo
Cenografia: Laonte Klawa
Letreiros: Otomar
Assistencia de cenografia: Adriana Salvoni
Montagem de cenário: Valdir Siebert e Arlindo Xavier de Souza
Maquiagem: Mario Lucio
Assistência de maquiagem: Antonio Beleza
Guarda-roupeira: Ivone Correia de Toledo
Penteados: Luiz Chioalastri
Empresa de figuração: Agência Prytt
Companhias Produtoras: Raíz Produções Cinematográficas Ltda. | Embrafilme – Empresa Brasileira de Filmes S.A.
Companhia Distribuidora: Embrafilme – Empresa Brasileira de Filmes S.A.

Música
Trilha musical: Prado, José Antônio Almeida

Dados adicionais de música
Orquestra: Orquestra Sinfônica de Campinas

Regente Maestro: Benito Juarez

Instrumentista: Regional do Tati

Canção
Título: Malandrinha
Autor da canção: Freire Jr.

Prêmios

Melhor filme, Melhor direção, Melhor cenografia no Festival de Gramado, 6, 1978, RS..
Prêmio APCA, 1980, SP, de Melhor fotografia e Melhor ator para Boldrin, Rolando..
Melhor filme no Festival dos Festivais, 1980.

Bibliografia

Fontes de Referência

Livros:

SILVA NETO, Antônio Leão da. Dicionário de Filmes Brasileiros: longa-metragem. São Paulo, Ed. do Autor, 2002.

Internet:

CINEMATECA BRASILEIRA. http://www.cinemateca.org.br/ – Cinemateca Brasileira – Brasil

Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de letreiros-Cat
Press-release
ALSN/DFB-LM
Certificado de Censura Federal

Fontes consultadas:
Guia de Filmes, 73/75
Jornal do Brasil, 12.05.1978
O Estado de S. Paulo, 19.11.1978

Observações:
Vladimir Herzog, Roberto Menezes e João Silvério Trevisan são autores, conforme os créditos, do roteiro inicial do filme.
Antonio Joaquim Moreira manipulou a câmera da 2ª unidade.
Luiz Chiolastri realizou os penteados de Irene Ravache.

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.