Eryk Rocha

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More
Print Friendly, PDF & Email

Biografia

Erik Aruak Gaitán Rocha, em arte mais conhecido como Eryk Rocha, é um cineasta, diretor de fotografia e produtor brasileiro nascido em Brasília (DF) em 19 de janeiro de 1978. É filho de Glauber Rocha com a cineasta colombiana Paula Gaitán. Entre 1997 e 1999, graduou-se em Cinema e Televisão na Escola de San Antonio de los Baños, em Cuba.

Filho de Glauber Rocha, Eryk nasceu durante as filmagens de A Idade da Terra e perdeu seu pai aos três anos de idade. Viveu com a mãe, Paula Gaitán, na Europa até os quinze anos e depois na Colômbia até os vinte.

Em sua carreira, Eryk Rocha constituiu uma considerável filmografia, trabalhando como produtor, diretor, diretor de fotografia, montador e ator. Como diretor de fotografia, seu primeiro filme é o curta Campo Real, de 2001.

Quando formou-se na Escola San Antonio de Los Baños, em Cuba, Eryk Rocha começou a pesquisar a passagem do pai por aquela cidade, principalmente os arquivos do ICAIC – Instituto Cubano Del Arte e Industria Cinematográficos. O farto material encontrado dá origem ao premiado documentário de longa-metragem Rocha que Voa (2002), que acaba sendo sua estreia no cinema como diretor. Aclamado em festivais de todo o mundo, dentre eles Veneza, Locarno e Rotterdam, e premiado no Brasil, Argentina e Cuba, o filme constrói um necessário panorama político-ideológico sobre a América Latina a partir de duas entrevistas de seu pai, Glauber Rocha, que encontrara posteriormente em Cuba.

No mesmo ano de 2002, publicou o livro Glauber Rocha, Rocha que Voa, através da Editora Aeroplano, com a íntegra das entrevistas feitas por pai em Havana (capital Cubana), no ano de 1971, e que foram o ponto de partida para a produção do filme Rocha que Voa (2002).

Em 2004, Eryk Rocha realizou o curta-metragem Quimera, com argumento do artista plástico Tunga. O filme participou da seleção oficial do festival de Cannes e de Sundance, além de inúmeros festivais no Brasil e no exterior.

No ano de 2006, ganhou o prêmio de distribuição da Petrobras e lança seu segundo documentário longa-metragem Intervalo Clandestino, que registra a presença da campanha presidencial de 2002 na TV e nas ruas no Rio de Janeiro, investigando de certa forma as impressões sobre o imaginário político brasileiro naquele momento. O filme ganhou Menção Honrosa no Festival de Guadalajara.

No ano de 2008, lança seu novo filme, Pachamama. O documentário de longa-metragem é um road-movie que percorre o continente sul-americano, registrando os resquícios da civilização inca na Amazônia peruana no século XXI.

Foi montador do curta De Glauber para Jirges (2006). Fez ainda direção de fotografia para vários amigos em diversos curtas, entre eles, Campo Geral (2001), Limite Branco (2001), Dirce a Caminho (2002), Maré Obliqua (2002) e Medula (2005), e também no documentário Zé do Sertão contra a Fera do Mar (2005). Compôs a música para o curta de sua irmã Ava Gaitán Rocha, Dramática (2005) e foi ator no documentário de sua mãe Paula Gaitán, Diário de Sintra (2007).

Em 2010, realizou o seu primeiro filme de ficção: Transeunte e com ele recebeu o prêmio do público no 6º Festival de Cinema Latino-Americano de 2011, realizado em São Paulo.

Filmografia

:: Filmografia como Diretor ::

2016 :: Cinema Novo – O Filme
2014 :: Jogo de Campo
2013 :: Jards
2010 :: Transeunte
2008 :: Pachamama
2006 :: Intervalo Clandestino
2005 :: Medula (codir. Tunga)
2004 :: Quimera
2002 :: Rocha que Voa

:: Filmografia como Roteirista ::

2010 :: Transeunte

:: Filmografia como Montador ::

2006 :: De Glauber para Jirges

:: Filmografia como Diretor de fotografia ::

2009 :: Olhos de Ressaca
2008 :: Vida (cofot. Janice D’Ávilla e Paula Gaitán);
2008 :: Pachamama
2005 :: Medula
2005 :: Zé do Sertão contra a Fera do Mar (cofot. Sérgio Sbragia)
2002 :: Glauber, o Filme – Labirinto do Brasil (cofot. Walter Carvalho, Américo Vermelho, Marcelo Garcia, Philippe Constantine, Stephan Hess, Sil e Fernando Duarte)
2002 :: Dirce a Caminho
2002 :: Maré Obliqua
2001 :: Campo Geral
2001 :: Limite Branco

:: Filmografia como Produtor Executivo ::

2010 :: Agreste

:: Filmografia como Produtor ::

2013 :: Exilados do vulcão

:: Filmografia como Ele Mesmo ::

2007 :: Diário de Sintra

Publicações

ROCHA, Eryk. Glauber Rocha, Rocha que Voa. Rio de Janeiro: Aeroplano, 2002.

Bibliografia

Livros:

ROCHA, Eryk. Glauber Rocha, Rocha que Voa. Rio de Janeiro: Aeroplano, 2002.
SILVA NETO, Antonio Leão da. Dicionário de Fotógrafos do Cinema Brasileiro. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2011.

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.