Fabiula Nascimento

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Biografia

Fabíula Nascimento é uma atriz brasileira nascida na cidade paranaense de Curitiba no dia 18 de agosto de 1978.

Filha de dono de bar, onde ajudava a família, Fabíula Nascimento decidiu fazer teatro no dia em que caiu de bunda em um palco e todo mundo riu. Pensou: É isso que eu quero. Isso aos seis anos. Mas, a carreira de atriz só tomou forma em sua vida quando ela tinha cerca de 17 anos, quando foi escolhida entre 300 meninas para fazer parte do elenco da peça Cinderela, do Espaço da Criança, em 1997. Desde então, não parou mais.

Com 13 anos de carreira no teatro, em 2008, Fabíula ganhou projeção por sua participação no filme Estômago. Desconhecida do grande público, a estreante na telona roubou a cena no longametragem de Marcos Jorge, no qual viveu uma prostituta. Estômago foi eleito o melhor filme pelo júri popular e levou o prêmio de melhor ator e diretor do Festival de Cinema do Rio de Janeiro. Participou do Festival de Rotterdam, na Holanda, e do de Berlim, na Alemanha, na mostra paralela Eat, drink and see the movie. Ganhou também o prêmio de melhor filme e melhor ator no Festival de Punta Del Leste.

Antes do sucesso no longa, Fabíula era mais conhecida em Curitiba por suas atuações no teatro, muitas delas ao lado da atriz e humorista Katiuscia Canoro. A parceria entre as duas atrizes começou em 2004 com a peça Medea Material, com direção da uruguaia Mariana Percovich, no Teatro de Comédia do Paraná, do Teatro Guaíra. Depois, veio Mulheres de Chico, sob a direção de Maurício Vogue, onde quatro mulheres conversam sobre seus problemas como TPM e com trilha do Chico Buarque. Também teve Cintaliga e Macbeth. A partir daí, o diretor de teatro Moacir Chaves deu a grande chance de apresentação no Rio de Janeiro. Elas montaram a peça D. Graça, Mas Tem que Pagar, em cartaz desde 2007.

Em 2009, Fabíula fez o filme Não se Pode Viver sem Amor, com Cauã Raymond, Simone Spoladore e Angelo Antônio. Em 2010, Reflexões de um Liquidificador.

Em 2011, a atriz estava mais uma vez nos cinemas com os filmes Bruna Surfistinha – O Filme, Corpos Celestes, Amor? e Cilada.com.

Na televisão, a curitibana participou de dois episódios do seriado Casos e Acasos, em 2008. Entre 2009 e 2010, Fabíula Nascimento participou do elenco do seriado Força Tarefa fez o seriado Junto e Misturado. Em 2011, também trabalhou do seriado televisivo Tapas & Beijos, todos da Rede Globo.

Em 2012, Fabíula entrou para o elenco da novela Avenida Brasil, como Olenka.

Durante 10 anos, Fabíula foi casada com o ator Alexandre Nero.

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.