Haroldo Marinho Barbosa (1944-2013)

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More
Print Friendly, PDF & Email

Biografia

Diretor nas décadas de 70 e 80, que a partir de meados dos anos 80 passou a atuar como roteirista. Carioca de 1944, Haroldo Marinho Barbosa formou-se em Engenharia Mecânica pela PUC-Rio.

Iniciou-se na direção com curtas-metragens como Copacabana (1965), Eu sou vida, eu não sou morte (1970), melhor filme no Festival JB, e Dom Quixote (1977).

Como diretor de longa-metragem ficou mais conhecido por Engraçadinha (1981), prêmios de ator, roteiro e música no Festival de Brasília, e também por Baixo Gávea (1986), prêmio especial do júri no Fest Rio e prêmios de interpretação feminina e masculina em Brasília. Dirigiu também o documentário de curta-metragem À Nelson Rodrigues (1978), prêmio no Festival JB. Foi continuísta no filme do cineasta e crítico Maurício Gomes Leite A vida provisória (1968), antes de dirigir seus primeiros longas-metragens, Vida de artista (1971) e Ovelha negra (1974).

Foi diretor de produção de O segredo da múmia (1981), de Ivan Cardoso, e roteirista de Fulaninha (1985), de David Neves. Em 2003, fez o roteiro de O vestido, de Paulo Thiago e, em 2004, dirigiu Centro do Rio, documentário baseado no livro Rio, o centro de nossas desatenções, de Antonio Torres, produzido por Gláucia Camargos, em parceria com a Fundação Padre Anchieta. Neste mesmo ano, iniciou a pré-produção de O demoninho dos olhos pretos, ficção sobre como o livro Contos Fluminenses, de Machado de Assis, atravessa o século XX e suas histórias interferem na vida dos seus quatro leitores.

Veja aqui o filme feito pelo cineasta, em Super-8, nos anos 1960, mostrando imagens da PUC-Rio. É um filme ficcional, que mostra os pilotis da Ala Leme, as escadas, uma sala de aula, aparentemente do CTC, alunos e professores. Um aluno sai da sala, atravessa a ponte do Rio Rainha, encaminha-se em direção à Concha Acústica, e no terreno arborizado encontra-se com uma moça. O filme tem duração de sete minutos, e foi cedido ao Núcleo de Memória pelo cineasta, com a intermediação do Prof. Umberto Guatimosin Alvim, do Depto. de História da PUC-Rio.

Seu último trabalho de sucesso como diretor foi em Baixo Gávea, vencedor do prêmio especial do júri no Festival do Rio. Carlos Gregório e Louise Cardoso também foram premiados, no Festival de Brasília, nas categorias melhor ator e atriz.

Haroldo Marinho Barbosa faleceu subitamente em sua casa, no dia 19 de dezembro de 2013, em decorrência de um infarto no miocárdio.

Filmografia

:: Filmografia como Diretor ::

2008 :: O demoninho de olhos pretos
2004 :: Centro do Rio
1986 :: Baixo Gávea
1981 :: Engraçadinha
1978 :: À Nelson Rodrigues
1977 :: Dom Quixote
1970 :: Eu sou vida; eu não sou morte
1965 :: Copacabana

:: Filmografia como Roteirista ::

2008 :: O demoninho de olhos pretos
2003 :: O Vestido, de Paulo Thiago
1985 :: Fulaninha

:: Filmografia como Diretor de Produção ::

1981 :: O segredo da múmia

Bibliografia

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.