Jeca Tatu (1959)

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Sinopse

Jeca (Mazzaropi) é um roceiro que tem sua propriedade ameaçada pela ganância de um latifundiário.

Elenco

Amácio Mazzaropi
Geny Prado
Roberto Duval
Nicolau Guzzardi …. Totó
Nena Viana
Marlene França
Francisco de Souza
Miriam Rony
Marlene Rocha
Pirolito
Marthus Mathias
Hamilton Saraiva
José Soares
Hernani Almeida
Homero Souza Campos
Eliana Wardi
Marilú
Galampito
Augusto Cezar Ribeiro
Argeu Ferrari

os meninos:
Claudio Barbosa
Humberto Barbosa
Newton Jaime S. Amadei

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Jeca Tatu (1959) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Milton Amaral
Argumento: Amácio Mazzaropi
Roteiro: Milton Amaral
Baseado na história é baseada no conto Jeca Tatuzinho cujos direitos autorais foram cedidos graciosamente pelo Instituto Medicamenta (sic) Fontoura S/A; expresso aqui meu agradecimento – Mazzaropi (in letreiros de apresentação do filme)
Diretor de fotografia: Rodolfo Icsey
Câmera: George Pfister
Foco: Marcial Alfonso
Assistente de fotografia: Hector Femenia
Fotógrafo de cena: José Amaral
Diretor de produção: Felix Aidar
Direção musical: Hector Lagna Fietta
Engenheiro de som: Ernest Hack e Constantino Warnowsky
Montagem: Mauro Alice
Maquilagem: Maury Viveiros
Continuista: José Soares
Estúdio filmagem, Equipamento de mixagem: Cia. Cinematográfica Vera Cruz (São Bernardo do Campo – SP)
laboratório imagem: Rex Filme
Empresa Produtora: PAM Filmes (Taubaté, SP)

Canções:

Ave Maria
samba-canção de Vicente Paiva e J. Redondo
canta: Lana Bittencourt, gravado em disco Columbia;

Tempo para amar
rock de Fred Jorge e Mário Genari Filho
cantam: Tony Campello e Cely Campello;

Estrada do Sol
samba-canção de Antonio Carlos Jobim e Dolores Duran
canta Agnaldo Rayol
gravado em disco Copacabana;

Fogo no rancho
de Elpídio dos Santos e Anacleto Rosa
canta Amácio Mazzaropi;

Pra mim o azar é festa
de João Izidoro Pereira e Ado Benatti
canta Amácio Mazzaropi.

Bibliografia

Fontes de Referência:

Livros:

DUARTE, Paulo. Mazzaropi: uma antologia de risos. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2009.

FRESSATO, Soleni Biscouto. Caipira sim, trouxa não: representações da cultura popular no cinema de Mazzaropi. Salvador: EDUFBA, 2011.

MATOS, Marcela. Sai da Frente! – A Vida e a Obra de Mazzaropi. São Paulo: Desiderata, 2010.

ROCHA, Glauber. Revisão crítica do cinema brasileiro.

TOLENTINO, Célia Aparecida Ferreira. O Rural no Cinema Brasileiro. São Paulo: Unesp, 2001.

Internet:

MUSEU MAZZAROPI. Disponível no endereço: http://www.museumazzaropi.com.br/. Acesso em: 28 de set. de 2011.

WIKIPEDIA. Disponível no endereço: http://pt.wikipedia.org/wiki/Amácio_Mazzaropi. Acesso em: 28 de set. de 2011.

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.