Lampião, Rei do Cangaço (1963)

Sinopse

O filme conta a história de Virgulino Ferreira da Silva, conhecido como Lampião, que liderou um bando de cangaceiros através dos estados do nordeste do Brasil, e que era respeitado e considerado um herói pelos pobres locais.

Os crimes praticados por coronéis para se apossar de terras de fazendeiros mais humildes, geravam violência entre os nordestinos. Virgolino Ferreira da Silva, ainda menino, encontra um cangaceiro ferido, lhe dá água, e, em troca, pede seu chapéu de couro. O velho cangaceiro atende seu pedido, mas lhe diz “somente use este chapéu quando tiver um motivo” e vai embora. Anos depois, Virgulino vê sua casa dizimada e seus pais mortos. Revoltado, pega o chapéu de couro e põe na cabeça. Inicia-se ai a maior lenda do nordeste brasileiro, a saga de Lampião que se tornaria o mais temido cangaceiro do nordeste na década de 30, que fazia justiça com as próprias mãos, tornando-se conhecido e respeitado entre os oprimidos camponeses.

Filme dirigido por Carlos Coimbra.

Elenco

Leonardo Villar …. Lampião
Vanja Orico
Dionísio Azevedo …. João de Mariano
Milton Ribeiro
Roberto Ferreira
Marlene França
Sadi Cabral
Antonio Sampaio (Pitanga)
Geraldo Del Rey
Glória Menezes
José Policena
Monteiro, Apolo
José, David
Fracari, Antônio
Cardoso, Osmano
Ferreira, Edgard
Santos, Angelita
Miranda, Antônio
Siqueira, Silnei
Freitas, João
Ferreira, Henrique
Duque, Luiz Pacheco
Warnovsky, Sérgio
Abbas, Eduardo
Maia, Yola
Sagatio, João
Fabiano, João
Araújo, Adelice
Descaves, Jean Luc
Povo e vaqueiros de Petrolina – PE
Povo e vaqueiros de Juazeiro – BA
Povo e vaqueiros de Santana – BA
Soldados da Polícia Militar de Juazeiro

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Lampião, Rei do Cangaço (1963) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Carlos Coimbra
Roteiro: Carlos Coimbra
Diálogos: Thalma de Oliveira
Adaptação: Carlos Coimbra
Estória de Thalma de Oliveira;
Baseada no livro homônimo de Eduardo Barbosa;
Baseada no livro Capitão Virgulino Lampião, de Nertan Machado
Assistência de direção: Policena, José
Continuidade: Araújo, Adelice
Produção: Massaini, Oswaldo
Direção de produção: Aidar, Félix
Assistência de produção: Ricci, Sérgio
Gerente de produção: Martins Filho, Antônio
Direção de fotografia: Robatoni, Tony
Câmera: Pfister, George
Assistência de câmera: Primavera, Marcelo; Oliveira, Oswaldo de
Fotografia de cena: Amaral, José
Animação: Miller, Roberto
Técnico de cor: Kemeny, Oswaldo Cruz
Eletricista: Warnowski, Sérgio; Sagatio, João Carlos; Ferreira, Edgard; Louzada, Wilson
Maquinista: Almeida, José de; Oliveira, Hermes Fernandes de; Fracari, Antônio
Técnico de som: Foscolo, Carlos; Bonnas, Waldir
Sonografia: AIC Estúdios
Sonoplastia: AIC – SP; Foscolo, Carlos; Bonnas, Waldir
Montagem: Carlos Coimbra
Assistente de montagem: Elias, Luis
Figurinos: Monteiro, Apolo
Títulos de apresentação: Miller, Roberto; Reidy, Youssef
Desenhos de letreiros de apresentação: Miller, Roberto
Maquiagem: Fracari, Antonio
Vestuário: Monteiro, Apolo; Aidar, Marly; Silva, Aleluia
Música: Migliori, Gabriel
Companhia Distribuidora: Cinedistri Companhia e Distribuidora de Filmes Nacionais

Dados adicionais de música
Música de: Migliori, Gabriel

Regente Maestro: Migliori, Gabriel

Canção
Título: Bumba meu boi;

Título: Canção da tristeza;

Título: Lá vem Virgulino Lampião;

Título: É Lampa…;

Título: Se eu soubesse;

Título: Maria Bonita;

Título: Cantador de feira;

Autor da canção: Paula, Catulo de

Título: Se eu sou triste: Volta Sêca – Temas folclóricos

Locação: Petrolina – PE; Juazeiro – PE; Santana – BA

Prêmios

Prêmio Saci, 1963, SP, deMelhor atriz para Menezes, Glória; de Melhor Ator secundário para Pitanga, Antônio..
Prêmio Governador do Estado, 1963, SP, de Melhor produtor para Massaini, Oswaldo..
Melhor atriz para Orico, Vanja no Festival de Curitiba, 6, 1963, PR..
Prêmio Cidade de São Paulo, 1963, conferido pelo Júri Municipal de Cinema, SP, de Melhor atriz para Orico, Vanja; de Melhor Edição para Coimbra, Carlos.

Bibliografia

Fontes de Referência

Fontes utilizadas:

CB/Transcrição de letreiros-Cat
ALSN/DFB-LM
ExibAn/63

Livros:

BARBOSA, Eduardo. Lampião, Rei do Cangaço. : , .
LICIA, Nydia. Leonardo Villar: garra e paixão. São Paulo: Fundação Padre Anchieta / Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2005.
MACHADO, Nertan. Capitão Virgulino Lampião. : , .

Internet:

CINEMATECA BRASILEIRA. http://www.cinemateca.org.br/
HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Lampião, Rei do Cangaço. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/lampiao-rei-do-cangaco/

Observações:

O elenco principal de O PAGADOR DE PROMESSAS trabalhou neste filme.
ALSN/DFB-LM inclui no elenco: José Gabriel Chaguinha; Clery Cunha; Antônio Pitanga e Oswaldo Louzada.
Apolo Monteiro, Marly Aidar e Aleluia Silva ficaram a cargo dos “costumes de época”.
Equipamento Cinematográfico: Companhia Cinematográfica Vera Cruz e Tupan Filmes Ltda.. Titulos e desenhos: Roberto Miller.
Os letreiros do filme ao indicarem as canções, especifica: ‘Canção da tristeza’, ‘Lá vem Virgulino Lampião’; ‘É Lampa…’ – “tema folclórico”; ‘Se eu soubesse’ – “Toada de Volta Seca”.
Nome completo do Festival de Curitiba: Festival de Cinema de Curitiba.

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.