Leandra Leal

Biografia

Leandra Rodrigues Leal Braz e Silva, em arte conhecida como Leandra Leal, é uma atriz, cineasta e produtora de teatro, cinema e televisão brasileira nascida no Rio de Janeiro no dia 08 de setembro de 1982. É neta do produtor cultural Américo Leal e filha da atriz Ângela Leal.

Artísticamente, começou no teatro aos sete anos de idade e na televisão com oito anos, quando participou do último capítulo da novela Pantanal, em que sua mãe também trabalhava.

É filha única, e assume ter sido influenciada pela mãe na escolha da carreira, pois desde muito pequena conviveu no meio artístico e fascinou-se pela arte de interpretar.

Graças a uma aptidão rara para despontar com personagens no cinema, teatro e TV, é considerada hoje uma das maiores atrizes de sua geração, com uma carreira consistente que inclui novelas, peças e filmes de sucesso. Em 1994, participou da minissérie Confissões de Adolescente, transmitida pela TV Cultura e pela Band, com a personagem Mariana, mas seu primeiro papel de destaque na televisão foi na novela Explode Coração, com a personagem Yanka, uma cigana que se apaixona pelo pretendente de sua irmã mais velha.

No cinema, foi premiada nacional e internacionalmente, com apenas 13 anos de idade, pela sua interpretação em A Ostra e o Vento, seu primeiro filme, onde contracenou com grandes atores, como Lima Duarte e Fernando Torres. No longa, assumiu o papel de uma menina que se apaixonava pelo vento.

Ainda em 1997, participou da primeira fase da novela A Indomada e, no ano seguinte, integrou o elenco do remake da novela Pecado Capital.

Já trabalhou com importantes diretores brasileiros, como Walter Lima Jr., Jorge Furtado, Murilo Salles, Paulo Cesar Saraceni, Júlio Bressane, Sérgio Rezende, Moacyr Góes e José Eduardo Belmonte. Também se destaca na área cultural, tendo, aos 18 anos, criado sua própria produtora, chamada As Três Meninas, engajada em eventos sócio-culturais.

Em 2000, co-protagonizou a minissérie A Muralha e depois a novela O Cravo e a Rosa, em ambas despontando de bastante destaque. Posteriormente, limitaria-se a fazer somente participações em minisséries e seriados da emissora afim de dedicar-se mais ao cinema e teatro.

Em 2002, participou da minissérie Pastores da Noite e, em 2003, esteve presente em uma temporada do infantil Sítio do Pica Pau Amarelo. Também chegou a participar de alguns episódios da série A Grande Família, como Viviane, uma das namoradas do Tuco.

Na novela Senhora do Destino, de 2004, conquistou a simpatia dos telespectadores por bater de frente com a vilã Nazaré, vivida por Renata Sorrah. A trama marcava seu retorno as novelas de maneira triunfal, tendo sido bastante elogiada e premiada pela sua atuação. Ainda nesse ano, participaria do filme Cazuza – O Tempo Não Pára, como Bebel, melhor amiga do cantor.

No teatro, escreveu, dirigiu e produziu a peça Impressões do meu Quarto, com Bianca Gismonti, em 2005. Além de participar da montagem de Antonio Pedro do clássico nacional Se Correr o Bicho Pega, Se Ficar o Bicho Come, Tartufo, de Tonio Carvalho, e Simpatia, de Renata Melo.

Em 2006, filmou o grande sucesso de crítica Zuzu Angel. Em 2007, estrelou como protagonista do filme Nome Próprio, dirigido por Murilo Salles, baseado na obra Máquina de Pinball de Clara Averbuck. Neste filme, a mesma participou de algumas cenas sensuais e nu artístico (sexo implícito).

Como produtora teatral, realizou vários shows no teatro de sua família (o Teatro Rival) — como Seu Jorge, Mundo Livre SA, Los Sebosos Postizos, Cordel do Fogo Encantado e Paula Lima.

Em 2008, co-protagonizou o remake de Ciranda de Pedra como Elzinha. No final do mesmo ano, estreou na direção do espetáculo teatral Mercadorias e Futuro, com José Paes de Lira.

Em 2009, foi uma das protagonistas da série televisiva Decamerão – A Comédia do Sexo, ao lado de nomes como Deborah Secco, Lázaro Ramos e Drica Moraes, entre outros.

Em 2010, pode ser vista como Agostina, uma das co-protagonistas da novela Passione.

Filmografia

:: Filmografia como Atriz ::

2017 :: Love Film Festival
2017 :: Bingo: O Rei das Manhãs
2016 :: O Rastro
2016 :: La Vingança
2015 :: Chatô, o Rei do Brasil
2014 :: O Fim de uma Era
2014 :: O lobo atrás da porta
2013 :: O Rio nos pertence
2013 :: O Uivo da Gaita
2013 :: Mato sem cachorro
2012 :: Éden
2010 :: Boca
2009 :: Insolação
2009 :: Antes da Noite
2009 :: Bonitinha, mas Ordinária
2008 :: Se Nada Mais Der Certo
2007 :: Nome Próprio
2007 :: Costumes
2006 :: Zuzu Angel
2004 :: Cazuza – O Tempo Não Pára
2003 :: O Homem que Copiava
2002 :: Dias de Nietzsche em Turim
2000 :: O Melhor
2000 :: O Maior
1999 :: O Viajante
1997 :: A Ostra e o Vento

:: Filmografia como Produtora ::

2013 :: O Rio nos Pertence
2013 :: O Uivo da Gaita

:: Filmografia como Diretora ::

2013 :: Divinas Divas

Prêmios

2008 :: Indicação ao Grande Prêmio Cinema Brasil de Melhor Atriz, por “Nome Próprio” (2008).
2008 :: Kikito de Ouro de Melhor Atriz, no Festival de Gramado, por “Nome Próprio” (2008).
2004 :: Indicação ao Grande Prêmio Cinema Brasil de Melhor Atriz Coadjuvante, por “Cazuza – O Tempo Não Pára” (2004).
1997 :: Lente de Cristal de Melhor Atriz, no Festival de Cinema Brasileiro de Miami, por “A Ostra e o Vento” (1997).

Bibliografia
Fontes de Referência

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.