Mãos sangrentas (1954)

Sinopse

Dramatização da fuga real de detentos do presídio da Ilha Anchieta, ao largo de Ubatuba, que se rebelaram, provocando uma fuga em massa. A polícia prende a maioria dos fugitivos sobreviventes, mas o grupo liderado por Adriano foge selva a dentro com os perseguidores em seu encalço.

O filme provocou grande impacto por seu realismo e violência, sendo exibido no prestigiado Festival de Veneza. No elenco, a atriz Tônia Carreiro no auge de sua beleza.

Filme com produção da Cinematográfica Maristela, em co-produção com Argentina e México, dirigido pelo argentino Carlos Hugo Christensen, que realizou outros importantes filmes no Brasil.

Elenco

Arturo de Córdova …. Adriano
Tônia Carrero
Carlos Cotrim
Jackson De Souza
Lizette Barros
Dionísio Azevedo
Sergio Álvarez
Ramiro Magalhães
Oswaldo Louzada
Sadi Cabral
Costinha

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Mãos sangrentas (1954) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Carlos Hugo Christensen
Roteiro: Carlos Hugo Christensen, Mário Donato, Pedro Juan Vignalle e Sadi Cabral
Produtores: Gregorio Walerstein e Roberto Acácio
Empresa Produtora: Cinematográfica Maristela

Bibliografia

Livros:

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Mãos sangrentas. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/maos-sangrentas/

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.