Marcos Flaksman

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More
Print Friendly, PDF & Email

Biografia

Marcos Flaksman é Diretor de arte, arquiteto e cenógrafo para cinema, teatro, ópera e televisão.

Além dos projetos de arquitetura do espetáculo, Marcos Flaksman já realizou mais de 70 espetáculos de teatro e óperas como cenógrafo e diretor, entre eles: Budapeste, de Walter Carvalho; Irma Vap – O retorno, de Carla Camurati; Primo Basílio e Se eu fosse você e Se eu fosse você 2, de Daniel Filho; O veneno da madrugada, de Ruy Guerra; O Xangô de Baker Street, de Miguel Faria Jr.; e Zuzu Angel, de Sérgio Rezende.

Marcos Flaksman começou no teatro, por qual tem, segundo ele, “um encanamento inexplicável”. Trabalhou primeiramente com Flávio Império em São Paulo, que abriu portas para mostrar seu trabalho em peças como A Tempestade (1964), Mortos sem Sepultura (1964) e Luiz Carlos Maciel em O Labirinto (1965). E ainda leva o Prêmio Molière de melhor cenografia para a peça A Vida Impressa em Dólar, de Clifford Odetts, com direção de Paulo Afonso Grisolli.

Em 1966, plena ditadura e criação do AI5, se forma em arquitetura. Foi convidado para trabalhos cada vez mais profissionais para o teatro, se tornando um dos precursores de arquitetos-cenógrafos. Vai para França estudar, onde praticamente inventa o curso de cenografia. Nessas indas e vindas da França, em 1967, tinha perdido os contatos do Brasil, por conta da ditadura. Mas foi quando participou de seu primeiro longa, Garota de Ipanema: “Nessa época eu não sabia nada!”, confessa Flaksman. Voltou para França novamente e só retornou ao Brasil em 1973.

Nos meses novembro e dezembro de 2009, Marcos Flaksman foi foco e curador de uma exposição intitulada Desenhando um filme, no Oi Futuro Ipanema, por sua experiência de 40 anos especializada em direção de arte com mais de 70 filmes no currículo, mostrando os bastidores da direção de arte, essência de qualquer produção cinematográfica. A mostra expôs parte do acervo de Flaksman com plantas de cenários, maquetes, desenhos, tabelas de cor e imagens de referência e exibição de oito pequenos documentários com entrevistas e imagens sobre o processo de criação de oito filmes nos quais trabalhou.

Filmografia

:: Filmografia como Diretor de Arte ::

2015 :: Linda de Morrer
2015 :: Sorria, Você está sendo filmado
2014 :: O Duelo
2013 :: Confissões de adolescente
2013 :: Casa da Mãe Joana 2
2011 :: Não se preocupe, nada vai dar certo
2009 :: Budapeste
2009 :: Tempos de Paz
2009 :: Se eu fosse você 2
2007 :: Primo Basílio
2006 :: A Grande Família – O Filme
2006 :: Se eu fosse você
2006 :: O Veneno da Madrugada
2006 :: Zuzu Angel
2006 :: O Mistério de Irma Vap – O Retorno
2006 :: Zuzu Angel
2005 :: Vinicius
2004 :: O vestido
2003 :: Benjamim
2001 :: O Xangô de Baker Street
2001 :: A Partilha
2000 :: Villa Lobos, uma vida de Paixão
1996 :: O que é isso Companheiro?
1991 :: Os Trapalhões e a Árvore da Juventude
1988 :: Moon Over Parador (Luar sobre Parador)
1985 :: The Emerald Forest (A Floresta das Esmeraldas)
1980 :: Os Sete Gatinhos
1969 :: Brasil ano 2000
1967 :: Garota de Ipanema

:: Filmografia como Designer de Produção ::

1990 :: Barrela: Escola de Crimes
1986 :: Streets of Gold (Ruas de Fogo)

:: Filmografia como Produtor Associado ::

2015 :: Sorria, Você está sendo filmado

:: Filmografia como Ator ::

2009 :: Tempos de Paz …. Padrinho

Prêmios

Premiado em cenografia e direção de arte:

Prêmio Molière (em 3 edições)
Prêmio Mambembe
Prêmio Governador do Estado
Prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Arte
Crystal Lens (em 3 edições)
Prêmio ABC de Cinema
Grande Prêmio da Academia Brasileira de Cinema
Troféu Candango do Festival de Brasília
http://www.flaksman.com.br/ Site de Flaksman Pini Vergara Arquitetura e Arte – Brasil

Bibliografia

ASSIS, Wagner de. Marcos Flaksman: universos paralelos. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Fontes de Referência

Livros:

ASSIS, Wagner de. Marcos Flaksman: universos paralelos. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.