Nome de Batismo – Alice (2017)

Sinopse

Em 1975, a declaração da independência de Angola iniciou uma longa Guerra Civil que matou e expulsou vários angolanos de suas terras. Quarenta anos depois, Alice, a única filha brasileira de uma família angolana que encontrou refúgio no Brasil, decide ir pela primeira vez à Angola, atrás das histórias que motivaram seus pais a lhe batizarem com esse nome.

Em 2018, o filme Nome de Batismo – Alice, dirigido por Tila Chitunda, foi selecionado para a programação da Mostra Competitiva Brasileira de Curtas-metragens na É Tudo Verdade 2018.

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Nome de Batismo – Alice (2017) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Tila Chitunda

Brasil/PE, 2017, 25 min.

Bibliografia

Livros:

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Nome de Batismo – Alice. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/nome-de-batismo-alice/
É TUDO VERDADE 2018. Nome de Batismo – Alice. Disponível no endereço: http://etudoverdade.com.br/. Acesso em: 05 de abril de 2018.

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.