Pedro Farkas

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More
Print Friendly, PDF & Email

Biografia

FOTO Pedro FarkasPedro Farkas é um cineasta e Diretor de Fotografia brasileiro nascido em São Paulo (SP) em 1954. Formou-se em cinema pela ECA-USP. É um dos mais conceituados, em atividade desde a década de 1980. É filho do produtor e fotógrafo húngaro Thomaz Farkas.

Participou de vários filmes como assistente de câmera e fotografia, até estrear como diretor de fotografia em A caminho das Índias (1981), de Augusto Sevá.

Dirigiu a fotografia de diversas produções nacionais e coproduções internacionais, recebendo prêmios em festivais como de Brasília e Gramado. Com o longa Os desafinados, de Walter Lima Jr., pelo qual ganhou o prêmio de melhor fotografia ibero-americana no 23º Festival de Cinema de Guadalajara.

Muito cedo frequenta a loja da Fotóptica da rua Conselheiro Crispiniano, em São Paulo, de propriedade do pai e se vê rodeado de dezenas de câmeras fotográficas de todos os tipos e localidades do mundo. Estuda cinema pela Escola de Comunicação e Artes (ECA) da Universidade de São Paulo (USP).

Começa a trabalhar com fotografia em 1974 e logo fotografou seu primeiro curta, Ensaio (1975), direção de Roberto Duarte, ainda dentro da USP, em parceria com o pai Thomaz. Experimenta e direção coletiva em Tem Coca-Cola no Vatapá (1976), filme de final de curso, em parceria com Rogério Corrêa, André Klotzel e José Roberto Eliezer, todos em começo de carreira. Mas encanta se mesmo com a fotografia e logo mostra talento e a sensibilidade que a função exige. Faz seu aprendizado nos anos 1970 em diversos curtas até chegar a seu primeiro longa, em 1980, O Boi Misterioso e o Vaqueiro Menino, direção de Maurice Capovilla. Logo é descoberto por Walter Lima Jr., que faz dele seu fotógrafo preferido, como podemos confirmar em Inocência (1983), Ele, o Boto (1988), O Monge e a Filha do Carrasco (1996), A Ostra e o Vento (1997) e Os Desafinados (2008). É considerado pelo meio como refinado e sofisticado fotógrafo, tanto que é requisitado pelos mais representativos diretores do cinema brasileiro, como em Dois Córregos – Verdades Submersas no Tempo (1999), de Carlos Reichenbach, Memórias Póstumas (2001), de André Klotzel; Desmundo (2002), de Alain Fresnot, Zuzu Angel, de Sérgio Rezende; O Menino da Porteira (2009), de Jeremias Moreira Filho.

Filmografia

:: Filmografia como Diretor de Fotografia ::

2016 :: O Escaravelho do Diabo (em Produção)
2014 :: Os Homens são de Marte… E é pra lá que eu vou
2014 :: Deserto Azul
2010 :: As doze estrelas
2009 :: O menino da porteira
2008 :: Palavra (En)Cantada
2008 :: Os desafinados
2007 :: O Crime da Atriz (CM)
2007 :: Não por Acaso
2006 :: Andar às Vozes
2006 :: O passageiro – segredo de adultos
2006 :: Zuzu Angel
2004 :: Vida de menina
2004 :: O diabo a quatro (cofot. Jacques Cheuiche)
2004 :: Thomaz Farkas, brasileiro
2003 :: O Santo Mágico (CM)
2003 :: Um Cavaleiro de Fina Estampa
2002 :: Lara (cofot. José Guerra)
2002 :: Desmundo
2001 :: Memórias póstumas
1999 :: Dois córregos – Verdades Submersas no Tempo
1999 :: Celebração – Cem Anos de Cinema (CM) (cofot. Dib Lutfi e Toca Seabra)
1998 :: Um copo de cólera
1997 :: A ostra e o vento
1997 :: Ed Mort
1997 :: Pobres por um Dia (CM)
1996 :: Todos os Corações do Mundo (Two Billion Hearts) (Brasil/EUA) (cofot. Walter Carvalho, César Charlone, Carlos Pacheco, José Roberto Eliezer e Lúcio Kodato)
1996 :: Jenipapo
1995 :: O monge e a filha do carrasco (The Monk And The Hangman’s Daughter)
1995 :: Criaturas que Nasciam em Segredo (CM)
1995 :: Entusiasmo e Fome (CM) (cofot. Dib Lutfi)
1994 :: Boca (Brasil/EUA)
1994 :: Encanto (CM)
1994 :: Pé de Pato (CM)
1993 :: Capitalismo selvagem
1993 :: Era uma Vez no Tibet… (CM)
1993 :: Oceano Atlantis (cofot. Dib Lutfi)
1992 :: Abá (cofot. Raquel Gerber e Hermano Penna)
1992 :: As Três Mães (CM)
1992 :: Marie-Galante (França)
1991 :: Manobra radical
1991 :: O Drama da Polônia (CM)
1991 :: Tudo ao Mesmo Tempo Agora (MM) (cofot. Mustapha Barat, Marcelo Durst e José Roberto Eliezer)
1990 :: Diário Noturno (CM)
1989 :: Lua Cheia
1989 :: Orí (MM) (cofot. Adrian Cooper, Chico Botelho, Cláudio Kahns, Hermano Penna, Jorge Bodanzky, Raquel Gerber e Waldemar Tomas)
1989 :: Paraty Mistérios (CM)
1989 :: Porta Aberta (CM)
1989 :: Anos 30: Entre Duas Guerras, Entre Duas Artes (CM)
1988 :: Adultério (CM)
1988 :: Fogo e Paixão
1988 :: Caramujo-flor
1987 :: Catehe (CM)
1987 :: Deus é um Fogo (cofot. Carlos Ebert, Lauro Escorel, Tadeu Ribeiro, Nonato Estrela e João Carlos Horta)
1986 :: Amor que Fica (CM)
1986 :: Cinema Falado
1986 :: Ufogão (CM)
1986 :: Fonte da saudade
1986 :: Cinema falado
1986 :: Ele, o boto
1985 :: A marvada carne
1985 :: Karai, o Dono das Chamas (CM)
1985 :: Sprayjet (CM)
1984 :: A Terra Queima (CM) (cofot. José Antonio Ventura)
1984 :: Diacuí, a Viagem de Volta
1984 :: Ilê/Aiyê Angola (CM) (cofot. José Ventura e Roberto Pires)
1983 :: Inocência
1983 :: Ecos Urbanos (CM)
1983 :: Mato Eles? (CM)
1982 :: In Vino Veritas
1982 :: (CM)
1971/1982 :: O Rei da Vela (cofot. Carlos Ebert, Rogério Noel, Adilson Ruiz e Jorge Bouquet)
1982 :: Pura Violeta (CM)
1981 :: Índia, a filha do sol
1981 :: Hermeto Campeão
1981 :: A caminho das Índias
1981 :: Boa Noite (CM)
1981 :: Idos com o Vento (CM)
1981 :: Maldita Coincidência
1981 :: República (cofot. Edgar Moura)
1981 :: Um Raio de Luz (CM)
1981 :: Ylê Xoroquê (CM) (cofot. Hermano Penna e Raquel Gerber)
1980 :: Certas palavras com Chico Buarque (cofot. Fernando Duarte)
1980 :: A Voz do Brasil (CM)
1980 :: Curimins e Cunhantãs (CM)
1980 :: Estranho Sorriso (CM)
1980 :: O Boi Misterioso e o Vaqueiro Menino
1980 :: Oro (CM)
1980 :: Periferia (CM)
1980 :: Projeto Carajás (CM) (cofot. Jorge Bodanzky)
1980 :: Raso da Catarina, Reserva Ecológica (CM)
1980 :: Todomundo (cofot. Eduardo Poiano, Nilo Mota, Zetas Malzoni, André Klotzel, Gilberto Otero e Thomaz Farkas)
1979 :: Elomar do Rio Gavião (CM)
1978/1980 :: Os Italianos no Brasil (Andiamo In’America) (cofot. Eduardo Poiano, Zetas Malzoni, Chico Botelho, Cristiano Maciel, Thomaz Farkas, Hugo Gama e Timo de Andrade)
1978 :: Os Queixadas (CM)
1978 :: Projeto Pequenos Produtores (CM)
1978 :: Rio de Contas (CM)
1978 :: Roças Comunitárias (CM) (cofot. José Roberto Eliezer)
1977/1989 :: Gilda (CM)
1977 :: A Segunda Besta (CM)
1976 :: Congada de Ilhabela (CM)
1976 :: Tem Coca-Cola no Vatapá (CM) (codir. de Rogério Corrêa e cofot. André Klotzel e José Roberto Eliezer)
1975 :: Ensaio (CM) (cofot. Thomaz Farkas)
1975 :: Nitrato
1975 :: Roças (CM)
1973 :: Teatro: Esporte das Multidões (CM)

:: Filmografia como Operador de Câmera ::

1991 :: Brincando nos campos do Senhor (At Play in the Fields of the Lord)
1986 :: Fonte da saudade
1984 :: Quilombo

:: Filmografia como Diretor ::

1976 :: Tem Coca-Cola no Vatapá (CM) (codir. de Rogério Corrêa e cofot. André Klotzel e José Roberto Eliezer)

:: Filmografia como Ele Mesmo ::

2007 :: Iluminados

Prêmios

:: Prêmio de Melhor Fotografia Ibero-Americana em seu trabalho em Os desafinados no 23º Festival de Cinema de Guadalajara.
:: Prêmio de Melhor Fotografia em seu trabalho em Vida de menina no Festival de Gramado.
:: Prêmio de Melhor Fotografia em seu trabalho em A marvada carne no Festival de Gramado.
:: Prêmio de Melhor Fotografia em seu trabalho em Inocência, no Festival de Brasília.

Bibliografia

Fontes de Referência

Livros:

ALMEIDA, Paulo Sérgio; OLIVEIRA, José Maria de. (org.). Quem é Quem no Cinema. Rio de Janeiro: Iluminuras, 2003.

SILVA NETO, Antônio Leão da. Dicionário de Fotógrafos do Cinema Brasileiro. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2011.

Internet:

FILMEB. http://www.filmeb.com.br/

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/pedro-farkas/

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.