Prá Frente, Brasil (1982)

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More
Print Friendly, PDF & Email

Sinopse

Junho de 1970. Primeiro jogo do Brasil na Copa do Mundo. Sob o signo do ‘milagre econômico’, os brasileiros vivem um momento de euforia. Paralelamente a este momento de heróis nacionais existe tensão no ar: assaltos a bancos, sequestro de embaixadores e industriais, luta armada, prisão de estudantes. Jofre é um sossegado e apolítico cidadão casado com Marta, com dois filhos. Miguel, seu irmão, é como ele. Ama Mariana que tem ligações com a luta armada e que, por isso, se afasta dele e de seu meio classe média. Jofre desaparece. Miguel e Marta tentam encontrá-lo. Miguel, com o telefone censurado, recebe Mariana em casa, ferida depois de um assalto a banco fracassado. Fica sabendo de uma organização de repressão política subvencionada por empresários. Descobre, finalmente, que Jofre está morto. Marta, Miguel, e Mariana, escondidos em um sítio perto do Rio de Janeiro, tentar fugir do país. Miguel é perseguido, há um tiroteio onde morrem um colega de Mariana e Dr. Barreto, principal torturador de Jofre e responsável por sua morte. A fuga os separa: Marta e os filhos fogem, Miguel e Mariana se aproximam do mesmo ideal – uma questão de liberdade. O Brasil conquista o Tri-campeonato mundial.

Pacato cidadão, por circunstâncias infelizes, é tomado por terrorista e submetido a atrozes torturas da parte de uma organização paramilitar, enquanto lá fora a população vibra com os jogos da Copa do Mundo de 70.

Elenco

Reginaldo Faria …. Jofre
Antônio Fagundes …. Miguel
Vale, Natália do (Marta)
Savalla, Elizabeth (Mariana)
Carlos Zara …. Barreto
Cláudio Marzo …. Sarmento
Flávio Migliaccio
Queiroz, Luiz Armando
Barreira, Expedito
Moraes, Milton
Cândido, Ivan
Amaral, Neuza
Alvarez, Irma
Farias, Luís Mário
Farias, Maurício
Padilha, Gisele
Freire, Álvaro
Vinicius, Marcus
Rocha, Eleonora
Coutinho, Renato
Bourke, Denis
Pedro
Giata, Ana
Pimentel, Ivone
Siqueira, Sandro
Godinho, Ivens
Ramos, Nardel
Rosa, Jorge
Neves, Paulo
Peres, Dalmo
Couto, Newton
Pio, Alviemar
Lima, Álvaro
Gentil, Pedro A.
Peixoto, José Carlos
Ribeiro, João Batista
Blum, Rogério
Reino, João Batista do
Simeds, Raul
Fraga, Odenir Costa
Ribeiro, Fredman
Mascarenhas, Hélio
Jorge Couri …. Locução

Participação especial:
Porto, Paulo

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Pra Frente Brasil que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Roberto Farias
Assistência de direção: Mauro Farias e Luís Mário Farias
Continuidade: Dantas, Paulo Moraes de Souza; Canto, Andréa Tavares do
Argumento: Roberto Farias, Reginaldo Faria e Paulo Mendonça
Roteiro: Roberto Farias
Estória: Baseada em Sala escura de Reginaldo Faria e Paulo Mendonça
Diálogos: Roberto Farias
Produção: Roberto Farias
Direção de produção: Gentil, Pedro Aurélio
Produção executiva: Faria, Rogério
Assistência de produção: Pereira Filho, Antonio Martins; Santos Filho, Nelson Pereira dos
Coordenação de produção: Faria, Riva
Direção de fotografia: Francisco Balbino Nunes e Dib Lutfi
Câmera: Nunes, Francisco Balbino; Dib Lutfi e Newton Medeiros
Assistência de câmera: Francisco Balbino Nunes e Newton Medeiros
Fotografia de cena: Pereira Jr., Vantoen
Chefe eletricista: Teixeira, Sandoval
Eletricista: Aquino, Adleir de; Silva, Jorge da; Santos, José Pereira dos; Telles, José; Luna, Sebastião de; Santos, Valfrido dos; Finizola, Wildemilson
Maquinista: Cunha, Moacir Estevão da
Som direto: Farias, Maurício
Mixagem: Vianna, Aloísio
Assistente de som: Ven, Marian Van de
Montagem: Roberto Farias e Mauro Farias
Direção de arte: Amarante, Maria Tereza
Figurinos: Amarante, Maria Tereza; Aché, Mara
Cenografia: Amarante, Maria Tereza
Programação visual: Pimenta, Fernando; Lima, Alexandre
Assistencia de cenografia: Barbosa, João Carlos Lutz
Maquiagem: Fairbanks, Elizabeth
Costureira: Silva, Maria Gomes da
Guarda-roupeira: Cerino, Nazareth
Música: Gismonti, Egberto
Canções:
Título: Prá frente Brasil;
Autor da canção: Gustavo, Miguel;
Título: Aquele abraço
Autor da canção: Gil, Gilberto

Empresas Produtoras: Produções Cinematográficas R.F. Farias Ltda. | Embrafilme – Empresa Brasileira de Filmes S.A.
Empresa Distribuidora: Embrafilme – Empresa Brasileira de Filmes S.A.

Prêmios

Margarida de Prata da CNBB, 1983 – Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, Rio de Janeiro, RJ..
Melhor filme; de Melhor Montagem para Farias, Roberto e Faria, Mauro no Festival de Gramado, 10, 1982, RS..
Prêmio Ofício Católico do Cinema e Prêmio Associação dos Cinemas de Arte da Europa no Festival de Berlim, 33, 1983 – DE..
Prêmio Especial da Crítica no Festival de Huelva, 9, 1983 – ES.

Bibliografia

Fontes de Referência

Livros:

RAMOS, Fernão Pessoa (org.). História do cinema brasileiro. São Paulo: Art Editora, 1981.

_________; MIRANDA, Luiz Felipe A. de. (Org.). Enciclopédia do cinema brasileiro. São Paulo: Senac São Paulo, 2000.

SILVA NETO, Antônio Leão da. Dicionário de Filmes Brasileiros: longa-metragem. São Paulo, Ed. do Autor, 2002.

Jornais e Periódicos:

Jornal Diário Mercantil
Jornal Diário Regional
Jornal do Brasil
Jornal do Comércio
Jornal O Dia
Jornal O Globo
Jornal O Pharol
Jornal Panorama
Jornal Tribuna da Tarde
Jornal Tribuna de Minas

Sites na Internet:

http://www.ancine.gov.br/ – Agência Nacional do Cinema – Brasil
http://www.cinemateca.org.br/ – Cinemateca Brasileira – Brasil
http://www.cinemabrasileiro.net – Cinema Brasileiro – Brasil
http://www.cinemateca.gov.br – Cinemateca Brasileira – Brasil
http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br – História do Cinema Brasileiro – Brasil

Instituições Consultadas:

Arquivo da Cinemateca Brasileira
Arquivo Histórico da Universidade Federal de Juiz de Fora
Biblioteca da Universidade Federal de Juiz de Fora
Biblioteca da Universidade Salgado de Oliveira de Juiz de Fora

Fontes utilizadas:

CB/Transcrição de letreiros-Cat
CB/Ficha Filmográfica
CB/FIBRA
Concine/Ficha Técnica
Concine/82
Press-release
FGR/10
Embrafilme/BBM
CCSP/LMP
Guia de Filmes, 82
O Globo, 02.01.1982, p. 23; 31.03.1982, p. 10
O Estado de S. Paulo, 30.03.1982, p. 21 e 13.02.1983, p. 23
Veja, 13.01.1982, p. 87
CA/AF
Site, CNBB, disponível em: www.cnbb.br/site/imagens/arquivos/files_49b12ee5469cb.pdf, acesso em: 28.06.2011
Cb/EMB-110.1-00930

Fontes consultadas:

Embrafilme/Lista 82
Jornal da Tela, n. 1
Luz e Ação, 1
Folha de S. Paulo, 07.03.1982, p. 58; 28.03.1982, p. 64; 16.12.1982, p. 34
O Estado de S. Paulo, 06.04.1982, p. 24; 07.04.1982, p. 22; 08.04.1982, p. 18
O Globo, 21.03.1982, p. 3
Jornal do Brasil, 29.03.1982, caderno B; 31.03.1982, p. 7, caderno B; 02.04.1982, p. 1, caderno B; 06.04.1982, p. 1; 23.06.1982, p. 1, caderno B
Jornal da Tarde, 06.04.1982, p. 18; 07.04.1982, p. 14; 08.04.1982, p. 4 e p. 10
Folha da Tarde, 21.04.1980, p. 26; 27.06.1980, p. 20
Isto É, 17.03.1982, p. 50; 31.03.1982, p. 47-50; 07.04.1982, p. 18
Veja, 13.01.1982, p. 72; 07.04.1982, p. 24-5; 14.04.1982, p. 20-1
ALSN/DFB-LM

Observações:

Guia de Filmes 82 aponta Nelson Pereira dos Santos também como assistente de produção.
Exibido em 26.03.1982 no Festival de Gramado, 10, 1982, RS.
Concine/Ficha Técnica informa: ano de produção 1981 e Embrafilme como ‘produtor associado’.
Jornal do Brasil de 06.04.1982 informa: a “Divisão de Censura da Polícia Federal interditou-o ontem, por considerar que incita contra o regime, a ordem, as autoridades e seus agentes”.
Folha de S. Paulo de 16.12.1982, p. 34, informa: “liberado em 15.12.1982 pelo Conselho Superior de Censura”.
Os letreiros do filme grafam “estagiários” ao indicar os nomes de Andréa Tavares do Canto na continuidade e de Joçao Carlos Lutz Barbosa como assistente de cenografia.
Canção “Pra frente Brasil”: gravação Copacabana.
Letreiros finais não localizados.
Festival de Huelva: Festival de Cinema Íbero-Americano de Huelva.
CA/AF informa: fez parte do seminário Política e Cinema Brasileiro, organizado pelo CEC – Centro de Estudos Cinematográficos em Belo Horizonte de 11 a 16.12.1984.

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.