Pureza Proibida (1974)

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Sinopse

Irmã Lúcia, criada por monjas em Goiás, vai para o convento de um pequeno lugarejo à beira-mar. Ela é alegre e jovial, tem muito dom para a enfermagem e adora crianças. Por indicação do bispo, vai trabalhar no pequeno ambulatório local. O serviço médico é precário, com poucos leitos, e o médico mora em outra cidade. Irmã Lúcia revoluciona o tratamento dos pacientes e, por causa dela, o médico passa a ter mais interesse por seu ofício. As crianças a adoram. No lugarejo há uma comunidade de pescadores. Chico, que fornece peixe ao convento, é um deles. Anésia é apaixonada pelo pescador e não é correspondida. Irmã Lúcia passa a estudar enfermagem na cidade vizinha. Chico se afeiçoa muito à moça e sempre a leva de barco até a escola. Dr. Alcides, alcoólatra, nutre forte desejo pela freira e tenta, em vão, seduzi-la. A profunda amizade de Chico e Irmã Lúcia começa a ser malvista. Anésia, enciumada, faz um despacho com Mãe Cotinha e o coloca debaixo da cama da freira. Um dia, brincado com as crianças, ela cai de uma árvore e desmaia. Fica um tempo em convalescença. A madre superiora pede que Chico se afaste do convento para evitar maiores problemas. Chega a data da ordenação e Lúcia faz seus votos. Certo dia, Irmã Lúcia brinca na praia com as crianças. Chico se junta ao grupo. Uma freira os vê e os denuncia para a madre. Todo o convento, o padre e alguns policiais surpreendem o casal conversando na areia. O pescador é levado preso e a madre esbofeteia Lúcia. Ela jura inocência, mas o convento a pressiona a fazer um exame médico. Dr. Alcides faz com que ela cheire éter até ficar inconsciente e diz às freiras que ela não é mais virgem. No consultório, estupra a Irmã Lúcia. A freira se confessa com o padre e Chico é posto em liberdade. Num dia de procissão, a religiosa foge do convento e vai se encontrar com o pescador. Transam na praia em plena luz do sol. Irmã Lúcia descobre sua verdadeira vocação, o amor. Lúcia se refugia numa cabana e pede que Chico vá falar com o padre. Este entende seu drama pessoal. Ela retornará a sua cidade natal. Quando saem à noite para pegar o barco, Anésia esfaqueia Chico que morre. Lúcia, condoída, despede-se do padre. Algumas crianças, que ela tanto havia amado, lhe atiram pedras. O religioso diz que o médico fora preso. Ela toma uma embarcação e vai embora.

Pureza Proibida é um filme brasileiro de 1974 dirigido por Alfredo Sternheim, baseado na peça A Branca e o Negro, de Monah Delacy.

A atriz Rossana Guessa também assina a produção, por meio de sua empresa, a RG Produções.

Elenco

Rossana Ghessa
Zózimo Bulbul
Ruth de Souza
Carlo Mossy
Monah Delacy
Wanda Matos
Vanda Costa
Walter Portela
Edgar Lopes
Dinah Mezzomo
Vilmar Soares
Edith Soares
Ilza Lopes de Aguiar

Ficha Técnica

Direção: Alfredo Sternheim

Bibliografia

Livros:

RAMOS, Fernão, MIRANDA, Luís Felipe. Enciclopédia do Cinema Brasileiro. São Paulo: SENAC, 2000.

Internet:

http://www.cinemateca.gov.br/ – Cinemateca Brasileira – Brasil

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.