Ricardo Della Rosa, abc (1968-2015)

Biografia

FOTO Ricardo Della RosaRicardo Della Rosa foi um Diretor de Fotografia brasileiro nascido na cidade de São Paulo (SP) no dia 13 de novembro de 1968. Formado em cinematografia em 1992 na UCLA – Universidade da Califórnia em Los Angeles, nos EUA, Della Rosa foi um dos mais renomados Diretores de Fotografia do país. Em sua breve e intensa carreira, foi reconhecido como um dos fotógrafos mais conceituados da nova geração pós-retomada.

Em 1997, fez seu primeiro trabalho como fotógrafo de cinema é no curta Recife de dentro pra fora, de Kátia Mesel, pelo qual ganhou os prêmios de melhor fotografia de curta-metragem nos festivais de Gramado e Recife. Ganhou diversos prêmios por filmes publicitários e por videoclipes de artistas de sucesso, como Paralamas do Sucesso e Sepultura.

Trabalhou também com intensidade no cinema publicitário, ao realizar centenas de comerciais para empresas do porte da Grendene, Toyota, Volkswagen, Coca-Cola etc. Nesse segmento, recebe dois prêmios ABC – Associação Brasileira de Cinematografia pelos comerciais Pepsi – Andes (2004) e Xingu (2007). Com os videoclipes das bandas Sepultura (Bullet In The Blue Sky) (2002), recebe o Prêmio ABC 2002 e o VMB -Vídeo Music Brasil – MTV e Paralamas do Sucesso (Onde Quer que Eu Vá’, o prêmio ABC 2003.

Estreou em longas-metragens com a fotografia de Olga (2004), de Jayme Monjardim, pelo qual ganhou o Prêmio ABC de Melhor Fotografia.

A experiência por trás das câmeras, em diferentes áreas, foi justamente o que credenciou Ricardo Della Rosa para a Direção de Cena. Em 2013, iniciou sua carreira de Diretor de Filmes Publicitários. Seu primeiro trabalho como diretor foi para a campanha do projeto Nivea Viva Elis, série de shows que Maria Rita fez em memória aos 30 anos da morte de sua mãe, a cantora Elis Regina, filme reconhecido por sua delicadeza. De lá para cá já está dirigindo diversas campanhas, com destaque para o comercial Árvore, produzido pela O2 Filmes para O Boticário.

Premiado no Brasil e no exterior, seu trabalho em publicidade é tão relevante quanto o feito para o cinema. Como Diretor de Fotografia, trabalhou em filmes como Olga (2004), Casa de Areia (2005), de Andrucha Waddington, vencedor do Sapo de Bronze no Camerimage 2006, Polônia, no ACIEF 2006 e nomeado para Melhor Fotografia no Sattelite Awards 2006; O Passado (2007), de Hector Babenco; À Deriva (2009), de Heitor Dhalia, cujo trabalho lhe rende vários prêmios de fotografia como o de Havana (Cuba), o Grande Prêmio do Cinema Brasileiro, o Prêmio ABC entre outros prêmios; Lope (2010), O Homem do Futuro (2011), Os 3 (2011) e Os Penetras (2012).

Ricardo Della Rosa faleceu precocemente no dia 02 de abril de 2015. Ele lutava contra um câncer há dois anos.

Filmografia

:: Filmografia como Diretor de Fotografia ::

2014 :: Rio, Eu Te Amo
2012 :: Alex Cross (A Sombra do Inimigo)
2012 :: Os Penetras
2011 :: Amanhã nunca mais
2011 :: O Homem do Futuro
2011 :: Os 3
2011 :: Eduardo e Mônica: O Filme
2010 :: Lope
2009 :: À Deriva
2007 :: Maria Bethânia – Pedrinha de Aruanda (cofot. Flávio Zangrandi, Fábio Sagattio e Dudu Miranda)
2007 :: O Passado (El Pasado) (Brasil/Argentina)
2005 :: Casa de Areia
2004 :: Olga
2002 :: Os Paralamas do Sucesso – Longo Caminho
2002 :: Outros (Doces) Bárbaros
1997 :: Recife de dentro pra fora

:: Filmografia como Operador de Câmera ::

2010 :: Lope
2007 :: O Passado

Prêmios

:: MELHOR FOTOGRAFIA NO GRANDE PRÊMIO DO CINEMA BRASILEIRO 2010 “À DERIVA”;
:: MELHOR FOTOGRAFIA DE FILME LONGA-METRAGEM 2010 – Prêmio ABC (Associação Brasileira de Cinematografia) “À DERIVA”;
:: MELHOR FOTOGRAFIA NO FESTIVAL DE HAVANA 2009 “À DERIVA”;
:: MELHOR FOTOGRAFIA DE FILME COMERCIAL 2007 – Prêmio ABC (Associação Brasileira de Cinematografia) “XINGU”;
:: MELHOR FOTOGRAFIA 2006 – Sapo de Bronze “Casa de Areia” no CAMERIMAGE (Polônia);
:: MELHOR DIRETOR DE FOTOGRAFIA 2006 – ACIEF (Associação dos Correspondentes da Imprensa Estrangeira) “Casa de Areia”;
:: MELHOR FOTOGRAFIA DE FILME LONGA-METRAGEM 2005 – Prêmio ABC (Associação Brasileira de Cinematografia) “OLGA”;
:: MELHOR FOTOGRAFIA DE FILME COMERCIAL 2004 – Prêmio ABC (Associação Brasileira de Cinematografia) para “PEPSI-ANDES”;
:: MELHOR FOTOGRAFIA EM VÍDEO CLIPES 2003 – Prêmio ABC (Associação Brasileira de Cinematografia para “Os Paralamas do Sucesso- Onde quer que eu vá”;
:: MELHOR FOTOGRAFIA EM VÍDEO CLIPES 2002 – Prêmio ABC (Associação Brasileira de Cinematografia) “SEPULTURA- Bullet in the Blue Sky”;
:: MELHOR FOTOGRAFIA EM VÍDEO CLIPES 2002 – VMB (Vídeo Music Brasil -MTV) “SEPULTURABullet the Blue Sky”;

Bibliografia

Livros:

SILVA NETO, Antonio Leão da. Dicionário de fotógrafos do cinema brasileiro. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/ricardo-della-rosa/

IMDB. Disponível no endereço: http://www.imdb.com/name/nm1628660/. Acesso em: 02 de abril de 2015.

O2 FILMES. Disponível no endereço: http://o2filmes.com.br/diretores/ricardo-della-rosa. Acesso em: 08 de dezembro de 2013.

RICARDO DELLA ROSA – SITE OFICIAL. Disponível no endereço: http://www.ricardodellarosa.com. Acesso em: 08 de dezembro de 2013.

UOL – CINEMA. Disponível no endereço: http://cinema.uol.com.br/noticias/redacao/2015/04/02/diretor-de-fotografia-de-a-deriva-ricardo-della-rosa-morre-aos-41-anos.htm. Acesso em: 02 de abril de 2015.

VIMEO. Disponível no endereço: https://vimeo.com/ricardodellarosa. Acesso em: 02 de abril de 2015.

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.