Se segura, Malandro! (1978)

Sinopse

Paulo Otávio comanda do alto de um morro carioca uma popular estação de rádio clandestina, cujo slogan é “sorrindo se chega mais fácil ao meio do inferno”. Sua única repórter, Calói Volante, vai, de bicicleta, cobrindo os acontecimentos cotidianos da grande metrópole. Há o caso do charmoso ladrão, Zatopek do Crime, que assalta os transeuntes em seu uniforme de ginasta. Calói é chamada para entrevistar Alcebíades, modesto burocrata que enlouquece no dia de receber um prêmio pelos trinta anos de funcionário exemplar e seqüestra o elevador de sua empresa, cheio de passageiros; enquanto os reféns pedem para sair do elevador, há os que querem entrar, solidários com o gesto rebelde de Alcebíades e liderados pelo presidente da Sociedade Brasileira de Neuróticos, que pede a regulamentação da classe. O programa não pode sair do ar e Calói é acionada para fazer a cobertura do caso de Candinho, jovem e rico economista, obrigado a trabalhar como operário e viver numa favela, com sua esposa Jô, para merecer a gerência das empresas do pai. Candinho envolve-se na construção de um banheiro coletivo mas é pressionado por Jô e volta para seu mundo burguês. Calói parte para outra notícia: Laurinha e Romão, emigrantes nordestinos, noivos, que se enganam mutuamente sobre suas verdadeiras atividades; ele, pequeno ladrão de banheiro, ela, massagista e stripper; mas existe amor e o casal acaba trabalhando junto, enriquecendo com a devolução de cães roubados por eles mesmos. A polícia descobre a estação clandestina e prende Paulo e Calói. Um choque entre o camburão que os transporta e uma ambulância facilita a fuga de ambos, que descem uma ladeira seguidos por todos os personagens do filme.

Elenco

Hugo Carvana …. Paulo Otávio
Bandeira, Denise (Calói Volante)
Luis, Lutero (Alcebíades)
Cardoso, Louise (Laurinha)
Cláudia, Maria (Jô)
Rangel, Helber (Candinho)
Brieba, Henriqueta (Clotilde)
Vilon, André (Dr. Leandro)
Grey, Wilson (Ascensorista)
Pedro, Antônio (Aderbal, asmático)
Narduchi, Eliene (Agripina)
Colassanti, Manfredo (Velho paralítico)
Setta, Vera (Marlene)
Setta, Ivan (Serginho)
Reston, Telma (Esposa do Alcebíades)
Vasconcelos, Anselmo (Beto)
Alves, Maria (Marilu)
Salvatori, Vinicius (Bob)
Bahia, Carlos Alberto (Piqui)
Africano, Banzo (Cabeção)
Carnera, Antonio (Carnera)
Valli, Virgínia (Dona Ruth)
Wilson, Carlos (Porteiro)
Dumont, José (Cara do Papagaio)
Barroso, J. (Dr. Ferreirinha)
Cachimbo (Cachimbo)
Reski, Fernando (Escriturário)
Ramos, Beatriz (Secretária)
Porto, Fátima (Secretária)
Salvador, Andrei (Repentista)
Villaboim, Paschoal (Romão)
Botkay, Catalina
Pompeu, Antônio
Ferreira, Jurandir
Ribeiro, Fredman
Pimentel, Sebastião
Godinho, ives
Apolônio, Sebastião
Participação especial:
Marzo, Cláudio (Zatopek do Crime)
Carneiro, Milton (Cândido)
Pereio, Paulo César(Presidente da Sociedade Brasileira de Neuróticos)

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Se segura, Malandro! (1978) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Hugo Carvana
Argumento: Hugo Carvana, Costa, Armando; Serran, Leopoldo
Roteiro: Hugo Carvana, Costa, Armando; Serran, Leopoldo
Diálogos: Hugo Carvana, Costa, Armando; Serran, Leopoldo
Assistência de direção: Ribeiro, Emiliano; Martins, Renato
Continuidade: Brito, Cynthia
Produção: Sroulevich, Nei
Direção de produção: Barbosa, Nilson; Rangel, Herber
Produção executiva: Graça, Alberto
Assistência de produção: Roberto, Paulo; Rogério, Paulo; Thiery, Milton
Coordenação de produção: Correia, Carlos Alberto Prates; Villela, Heloisa Xavier; Cláudia, Maria; Carnera, Antônio
Direção de fotografia: Moura, Edgar
Assistência de fotografia: Joffily, José
Câmera: Moura, Edgar
Fotografia de cena: Lara, Xuxu; Reston, Thelma
Chefe eletricista: Teixeira, Sandoval
Eletricista: Teixeira, Sandoval; Leão, Eduardo
Assistente de eletrecista: Luna, Sebastião; Jorginho
Maquinista: Monteiro, Valdir
Auxiliar de maquinista: Azevedo, Joaquim de; Tolentino, Geraldo; Tolentino, Adão
Técnico de som: Leite, Roberto Melo; Costa, Onélio Motta
Efeitos especiais de som: José, Geraldo; Formiga
Som guia: Rodrigues, Lael
Montagem: Rodrigues, Lael Alves
Assistente de montagem: Leão, Eduardo
Figurinos: Klawa, Laonte
Cenografia: Klawa, Laonte
Letreiros: Alencar, Martha; Magalhães, Carminha
Assistencia de cenografia: Candeias, Maria Fernanda; Cecília, Maria
Maquiagem: Jesus, Aila de
Costureira: Dona Moça
Guarda-roupeira: Cerino, Nazaré
Assistência de figurino: Candeias, Fernanda
Arranjos musicais: Waghabi, Magro; Paulo, Darcy de
Música: Holanda, Chico Buarque de; Bosco, João; Blanc, Aldir; Lago, Mário
Empresa de figuração: I. Jarosevschi Publicidade
Companhia(s) produtora(s): Zoom Cinematográfica
Companhia(s) co-produtora(s): Trópico Cinematográfica; Embrafilme – Empresa Brasileira de Filmes S.A.
Companhia(s) produtora(s) associada(s): Alter Filmes; Embrafilme – Empresa Brasileira de Filmes S.A.; Zoom Cinematográfica; Sincro Filmes Ltda.; Corisco Filmes Ltda.; Trópico Cinematográfica
Companhia(s) distribuidora(s): Embrafilme – Empresa Brasileira de Filmes S.A.

Dados adicionais de música
Título da música: Plataforma;
Música de: Bosco, João e Blanc, Aldir;
Intérprete(s): Carvana, Hugo e Bandeira, Denise;

Título da música: Quem chegou já tá dentro;
Música de: Lago, Mário;
Intérprete(s): Carvana, Hugo;

Título da música: Feijoada completa;
Música de: Hollanda, Chico Buarque de;
Intérprete(s): Hollanda, Chico Buarque de;

Título da música: Vaso ruim não quebra
Música de: Bosco, João e Blanc, Aldir
Intérprete(s): Bosco, João e Buarque, Cristina

Prêmios

Segundo Prêmio no Festival de Cadiz, 1981 – ES.

Bibliografia

Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de letreiros-Cat
Press-release
Guia de Filmes, 76/78
O Estado de S. Paulo, 27.08.1978 e 01.02.1980
ALSN/DFB-LM
CB/EMB-110.1-00180

Fontes consultadas:
ACPJ/II

Livros:

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Se segura, Malandro!. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/se-segura-malandro/

Observações:
Press-release indica: censura 16 anos.
O Estado de S. Paulo de 01.02.1980 informa que o filme será apresentado na mostra ‘Melhores Filmes Brasileiros da Década de 70’ no Cinesesc, dia 04.02.1980.
ACPJ/II acrescenta no elenco: Marília Pera; Zezé Mota, Ana Maria Magalhães; Nildo Parente e Osvaldo Loureiro.
Os créditos indicam: câmera: Edgar Moura; outras fontes: José Joffily; metragem: 3.105m; outras fontes: 3.169m.
Os créditos grafam: Manfredo Colassanti e não Manfredo Colasani, André Vilon e não André Villon, Virgínia Valli e não Virgínia Valle.

Print Friendly, PDF & Email

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.