Sempre Amor (2018)

Sinopse

O amor e o amar em idade avançada, na terceira idade, é o tema do documentário Sempre Amor, de Mariana Musse. O longa apresenta a experiência de sete personagens que já passaram dos 60 e como lidam com afeto nessa fase da vida.

Na paisagem das vidas, o filme explora diversos cenários. A homessexual Zezé Garcia conta férvidas histórias e vive à espera de mais romances; próxima dos cem anos e viúva, Zuleika redescobriu o primeiro namorado e ex-noivo, após 60 anos, com qual conversa todos os dias. O casal Maria e Joaquim narra o dia do matrimônio, quando pegaram um trem para a lua de mel, em 1955. Wilma, por sua vez, admite com naturalidade que o pai de seus filhos e marido não foi seu grande amor. E, enquanto Ruth, morando em um abrigo de idosos, carrega até hoje no peito um amor platônico, Olga vive solitária com a certeza de que essa foi sua melhor escolha.

Do ponto de vista da linguagem visual, o trabalho remete ao estilo do cineasta Eduardo Coutinho, com as entrevistas sendo conduzidas de modo livre, no ambiente das personagens. A esse traço, Musse acrescenta à forma de seu longa uma fotografia poética e sinestésica. Além disso, imagens “de quebra” permeiam os diálogos, servindo como respiro entre as falas e histórias, dando fluidez à narrativa.

Sempre Amor foi realizado através de recursos da Lei Murilo Mendes de Incentivo à Cultura (LMM), mecanismo de fomento do município de Juiz de Fora (MG).

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Sempre Amor (2018) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Mariana Musse

Bibliografia

Livros:

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Sempre Amor. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/sempre-amor/

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.