Literatura Arquivo

  • Your ads will be inserted here byEasy Plugin for AdSense.Please go to the plugin admin page toPaste your ad code OR Suppress this ad slot. Sinopse Dados Técnicos Sinopse . […]

    LIVRO – Clara dos Anjos (Ed. 2011)

    Your ads will be inserted here byEasy Plugin for AdSense.Please go to the plugin admin page toPaste your ad code OR Suppress this ad slot. Sinopse Dados Técnicos Sinopse . […]

    Continue Lendo...

  • <p style="text-align: justify;">Cenas documentais da região enquanto um locutor expõe o problema social pela posse das áreas cacaueiras. Em seguida faz a apresentação de alguns personagens importantes: o todo poderoso Zéca Marajó, a prostituta Nancy, e Sergio de Oliveira, para mostrar depois os domínios do oponente Raimundo, a esposa Irene e Joana, a empregada. Após esta apresentação, (...) os personagens são dispostos em embates pela conquista das terras que formara o desenvolvimento da trama. Praticamente, até o fim, serão seqüências da confrontação dos dois grandes latifundiários, crimes praticados por jagunços, misturado com os amores da prostituta e da nova conquista de Carlos, Irene.</p>

    Terra violenta (1948)

    Cenas documentais da região enquanto um locutor expõe o problema social pela posse das áreas cacaueiras. Em seguida faz a apresentação de alguns personagens importantes: o todo poderoso Zéca Marajó, a prostituta Nancy, e Sergio de Oliveira, para mostrar depois os domínios do oponente Raimundo, a esposa Irene e Joana, a empregada. Após esta apresentação, (...) os personagens são dispostos em embates pela conquista das terras que formara o desenvolvimento da trama. Praticamente, até o fim, serão seqüências da confrontação dos dois grandes latifundiários, crimes praticados por jagunços, misturado com os amores da prostituta e da nova conquista de Carlos, Irene.

    Continue Lendo...

  • <p style="text-align: justify;">No início do século, o músico Pestana conhece a fama nos salões do Rio de Janeiro, com suas composições populares. Mas seu maior desejo é a consagração como compositor erudito, o que lhe causa conflitos interiores, agravado com a descoberta de que é traído por Marcela, a mullher amada, com um embaixador, com quem afinal vem a se casar. Decepcionado, Pestana busca conforto na bebida e na companhia de outras mulheres. Conhece Maria e com ela se casa, podendo enfim dedicar-se a suas composições eruditas. Maria, entretanto, adoece e morre. Levado ao desespero, ele é internado num hospício por dois anos. Quando se recupera, dedica-se à música popular para sobreviver, mas é acometido de enfermidade que em pouco se torna fatal.</p>

    Um homem célebre (1976)

    No início do século, o músico Pestana conhece a fama nos salões do Rio de Janeiro, com suas composições populares. Mas seu maior desejo é a consagração como compositor erudito, o que lhe causa conflitos interiores, agravado com a descoberta de que é traído por Marcela, a mullher amada, com um embaixador, com quem afinal vem a se casar. Decepcionado, Pestana busca conforto na bebida e na companhia de outras mulheres. Conhece Maria e com ela se casa, podendo enfim dedicar-se a suas composições eruditas. Maria, entretanto, adoece e morre. Levado ao desespero, ele é internado num hospício por dois anos. Quando se recupera, dedica-se à música popular para sobreviver, mas é acometido de enfermidade que em pouco se torna fatal.

    Continue Lendo...

  • Era baseado num poema de Cassiano Ricardo que descrevia a cidade de São Paulo com suas fábricas, suas casas, seus bondes, suas luzes, sua vida enfim; uma moça recitava o poema enquanto as imagens mostravam o que ela esta dizendo. Uma maravilha.

    O Canto da Raça

    Era baseado num poema de Cassiano Ricardo que descrevia a cidade de São Paulo com suas fábricas, suas casas, seus bondes, suas luzes, sua vida enfim; uma moça recitava o poema enquanto as imagens mostravam o que ela esta dizendo. Uma maravilha.

    Continue Lendo...

  • <p style="text-align: justify;">A estória se passava numa fazenda; o dono tinha um filho, que vivia brincando com a filha de um colono. Os dois crescem juntos, e se estimam muito; com o passar do tempo, a amizade se transforma em amor. Então o pai manda o rapaz estudar na capital. Gigi (era a filha do colono) sofre muito com a ausência, e passa o tempo a esperar a sua volta. Finalmente chega o grande dia: ela fica sabendo que o rapaz vai voltar. Ele volta, realmente, mas vem acompanhado; casara-se com uma moça da capital. Assim que chega, o rapaz manda chamar Gigi para apresentá-la à sua esposa. É então que a estória chega ao seu clímax; Gigi resistira à notícia do casamento, mas não resiste ao golpe final: o rapaz vira-se para a esposa e diz: <em>Querida, está aqui uma boa criadinha para nós</em>. A dor é tanta que Gigi se envenena e morre.</p>

    Gigi (1925)

    A estória se passava numa fazenda; o dono tinha um filho, que vivia brincando com a filha de um colono. Os dois crescem juntos, e se estimam muito; com o passar do tempo, a amizade se transforma em amor. Então o pai manda o rapaz estudar na capital. Gigi (era a filha do colono) sofre muito com a ausência, e passa o tempo a esperar a sua volta. Finalmente chega o grande dia: ela fica sabendo que o rapaz vai voltar. Ele volta, realmente, mas vem acompanhado; casara-se com uma moça da capital. Assim que chega, o rapaz manda chamar Gigi para apresentá-la à sua esposa. É então que a estória chega ao seu clímax; Gigi resistira à notícia do casamento, mas não resiste ao golpe final: o rapaz vira-se para a esposa e diz: Querida, está aqui uma boa criadinha para nós. A dor é tanta que Gigi se envenena e morre.

    Continue Lendo...

  • <p style="text-align: justify;">Um dos principais poetas em língua portuguesa, <strong>Ferreira Gullar</strong> é também cronista de mão cheia, como prova esta seleção dos melhores textos que publicou na <em>Folha de S.Paulo</em>. Estimulantes e deliciosas de ler, as crônicas oferecem ao leitor uma síntese da visão de mundo de Gullar e de suas ideias sobre poesia e arte. Os textos formam ainda um mosaico de importantes rememorações biográficas, sempre narradas com paixão e humor: a infância no Maranhão, a descoberta da poesia, a revolução do movimento neoconcreto, a criação de suas principais obras, o engajamento comunista e o exílio durante a ditadura militar.</p>

    LIVRO – A alquimia na quitanda: artes, bichos e barulhos nas melhores crônicas do poeta

    Um dos principais poetas em língua portuguesa, Ferreira Gullar é também cronista de mão cheia, como prova esta seleção dos melhores textos que publicou na Folha de S.Paulo. Estimulantes e deliciosas de ler, as crônicas oferecem ao leitor uma síntese da visão de mundo de Gullar e de suas ideias sobre poesia e arte. Os textos formam ainda um mosaico de importantes rememorações biográficas, sempre narradas com paixão e humor: a infância no Maranhão, a descoberta da poesia, a revolução do movimento neoconcreto, a criação de suas principais obras, o engajamento comunista e o exílio durante a ditadura militar.

    Continue Lendo...

  • <p style="text-align: justify;">Lenita, ressentida da morte do pai e herdeira de grande fortuna, escreve ao Coronel Barbosa, velho amigo da família, pedindo-lhe para passar uma temporada em sua fazenda. O Coronel responde-lhe imediatamente. Na fazenda, Lenita é tomada por fortes e constantes lembranças do pai que aos poucos a abatem. Mantém contato com a natureza e sente nascer dentro de si um desejo sexual, tão poderoso, que foge ao seu controle. Vive neste clima até que, numa conversa com o Coronel, ele lhe conta que seu filho Augusto está para chegar. A idéia do encontro com Augusto traz novo ânimo a Lenita. Ela espera encontrar em Augusto o homem culto e educado de que o Coronel lhe falara. Porém, quando ele chega, está bêbado e não parece cortêz. Insatisfeita e decepcionada, Lenita retira-se para seu quarto cheia de rancor. No outro dia, com a mesma sensação, enquanto caminha pela fazenda é gentilmente surpreendida por Augusto, que lhe consquista a simpatia. A partir deste momento, começa a nascer um grande amor. Apesar de amá-la, Augusto se retrae do contato íntimo com Lenita, pois mesmo separado da esposa, continua casado. Recea também do Coronel, que considera Lenita como uma neta. Lenita não aceita esta situação e numa noite, procura Augusto em seu quarto, seduzindo-o. Mas o romance aos poucos é interrompido. Lenita, grávida, abandona a fazenda durante a ausência de Augusto, que ao voltar encontra sua carta comunicando que ela se casaria com outro. Oficialmente seu filho teria outro pai. Augusto, descrente do amor de Lenita, descrente da esposa, farto do mundo e enjoado até de sim, não se interessa por mais nada e acaba se suicidando.</p>

    A Carne (1975)

    Lenita, ressentida da morte do pai e herdeira de grande fortuna, escreve ao Coronel Barbosa, velho amigo da família, pedindo-lhe para passar uma temporada em sua fazenda. O Coronel responde-lhe imediatamente. Na fazenda, Lenita é tomada por fortes e constantes lembranças do pai que aos poucos a abatem. Mantém contato com a natureza e sente nascer dentro de si um desejo sexual, tão poderoso, que foge ao seu controle. Vive neste clima até que, numa conversa com o Coronel, ele lhe conta que seu filho Augusto está para chegar. A idéia do encontro com Augusto traz novo ânimo a Lenita. Ela espera encontrar em Augusto o homem culto e educado de que o Coronel lhe falara. Porém, quando ele chega, está bêbado e não parece cortêz. Insatisfeita e decepcionada, Lenita retira-se para seu quarto cheia de rancor. No outro dia, com a mesma sensação, enquanto caminha pela fazenda é gentilmente surpreendida por Augusto, que lhe consquista a simpatia. A partir deste momento, começa a nascer um grande amor. Apesar de amá-la, Augusto se retrae do contato íntimo com Lenita, pois mesmo separado da esposa, continua casado. Recea também do Coronel, que considera Lenita como uma neta. Lenita não aceita esta situação e numa noite, procura Augusto em seu quarto, seduzindo-o. Mas o romance aos poucos é interrompido. Lenita, grávida, abandona a fazenda durante a ausência de Augusto, que ao voltar encontra sua carta comunicando que ela se casaria com outro. Oficialmente seu filho teria outro pai. Augusto, descrente do amor de Lenita, descrente da esposa, farto do mundo e enjoado até de sim, não se interessa por mais nada e acaba se suicidando.

    Continue Lendo...

  • Sinopse Elenco Ficha Técnica Bibliografia Sinopse Em Salvador, um grupo de amigos, moradores do morro, vive por botequins, terreiros de candomblé e o cabaré. Cabo Martim, famoso malandro, é mulherengo […]

    Os Pastores da noite – Otália da Bahia (1977)

    Sinopse Elenco Ficha Técnica Bibliografia Sinopse Em Salvador, um grupo de amigos, moradores do morro, vive por botequins, terreiros de candomblé e o cabaré. Cabo Martim, famoso malandro, é mulherengo […]

    Continue Lendo...

  • <p style="text-align: justify;">Após o velório de Luísa, Paulo sai vagando pelas ruas à noite, debaixo de chuva, questionando o sentido da vida. Pelos bares, encontra boêmios, prostitutas, pessoas da noite carioca... e resolve contar a sua história para um homem que bebia solitariamente: Da redação onde trabalha como jornalista, Paulo liga para marcar encontros com Luísa, uma garota de programa que vez ou outra ele encontrava pela noite, com outros fregueses. Paralelamente, Paulo mantém um caso com Jane, uma mulher casada, pertencente a uma classe social abonada, com quem ele costuma ir a festas freqüentadas também pelo playboy René, por quem o homossexual Armando é apaixonado. Avisado pelo dono do bar, Paulo corre para acudir Luísa, embriagada, e a leva para se recuperar na casa de veraneio. Feliz, Luísa até volta a ensaiar o teatro de revista do grupo Rataplã, mas fica furiosa quando se depara com Paulo sendo assediado por uma jovem que circula de bicicleta pela cidade. Por sua vez, Paulo também fica incomodado quando Luísa inventa viagens para continuar se encontrando com os seus clientes. Dulce, uma colega de redação apaixonada por Paulo, cansada de não ser correspondida por ele, resolve viajar para tentar esquecê-lo. Uma noite, após se encontrarem num hotel, Paulo inventa uma desculpa para deixar Luísa sozinha e, de um telefone público, liga para alguém. Ainda deitada na cama, ela é surpreendida por um homem que irrompe quarto adentro, alvejando-a com dois tiros. Vagando pelos arredores dos arcos da Lapa, com um ramo de flores na mão, Paulo se dirige ao velório de Luísa...</p>

    Um ramo para Luisa (1965)

    Após o velório de Luísa, Paulo sai vagando pelas ruas à noite, debaixo de chuva, questionando o sentido da vida. Pelos bares, encontra boêmios, prostitutas, pessoas da noite carioca... e resolve contar a sua história para um homem que bebia solitariamente: Da redação onde trabalha como jornalista, Paulo liga para marcar encontros com Luísa, uma garota de programa que vez ou outra ele encontrava pela noite, com outros fregueses. Paralelamente, Paulo mantém um caso com Jane, uma mulher casada, pertencente a uma classe social abonada, com quem ele costuma ir a festas freqüentadas também pelo playboy René, por quem o homossexual Armando é apaixonado. Avisado pelo dono do bar, Paulo corre para acudir Luísa, embriagada, e a leva para se recuperar na casa de veraneio. Feliz, Luísa até volta a ensaiar o teatro de revista do grupo Rataplã, mas fica furiosa quando se depara com Paulo sendo assediado por uma jovem que circula de bicicleta pela cidade. Por sua vez, Paulo também fica incomodado quando Luísa inventa viagens para continuar se encontrando com os seus clientes. Dulce, uma colega de redação apaixonada por Paulo, cansada de não ser correspondida por ele, resolve viajar para tentar esquecê-lo. Uma noite, após se encontrarem num hotel, Paulo inventa uma desculpa para deixar Luísa sozinha e, de um telefone público, liga para alguém. Ainda deitada na cama, ela é surpreendida por um homem que irrompe quarto adentro, alvejando-a com dois tiros. Vagando pelos arredores dos arcos da Lapa, com um ramo de flores na mão, Paulo se dirige ao velório de Luísa...

    Continue Lendo...

  • <p style=Dois irmãos, Ricardo e Roberto, filhos de gente rica, odeiam a sociedade de consumo e decidem ir para uma cidade do interior e viver entre os pobres, minorando-lhes o sofrimento. Tornam-se venerados por uns e odiados por outros. O padre tenta afastá-los de modo a pacificar a cidade. Repentinamente desequilibrado, Ricardo deixa-se levar como louco para o hospício, sendo acompanhado por Roberto. O exemplo dos dois, porém, fica na pessoa do menino Pedrinho, que resolve viver fazendo caridade.

    " title="Rua Descalça (1971)" />

    Rua Descalça (1971)

    Dois irmãos, Ricardo e Roberto, filhos de gente rica, odeiam a sociedade de consumo e decidem ir para uma cidade do interior e viver entre os pobres, minorando-lhes o sofrimento. Tornam-se venerados por uns e odiados por outros. O padre tenta afastá-los de modo a pacificar a cidade. Repentinamente desequilibrado, Ricardo deixa-se levar como louco para o hospício, sendo acompanhado por Roberto. O exemplo dos dois, porém, fica na pessoa do menino Pedrinho, que resolve viver fazendo caridade.

    Continue Lendo...

  • <p style="text-align: justify;">João da Grécia casa-se com Maria, 40 anos mais nova que ele. Um dia salva a vida de Deodato, menino que se perdera numa lagoa e que ele carrega nos ombros, a cavalo, numa noite de tempestade. O primeiro manifestar do desvario de sua paixão acontece numa sexta-feira santa, quando chicoteia Deodato, já adulto, movido por ciúmes injustificados. Parte, então, para a Amazônia com o propósito de enriquecer e assim compensar, perante os olhos da mulher, a enorme diferença de idade que existe entre os dois.</p>

    A faca e o rio (1972)

    João da Grécia casa-se com Maria, 40 anos mais nova que ele. Um dia salva a vida de Deodato, menino que se perdera numa lagoa e que ele carrega nos ombros, a cavalo, numa noite de tempestade. O primeiro manifestar do desvario de sua paixão acontece numa sexta-feira santa, quando chicoteia Deodato, já adulto, movido por ciúmes injustificados. Parte, então, para a Amazônia com o propósito de enriquecer e assim compensar, perante os olhos da mulher, a enorme diferença de idade que existe entre os dois.

    Continue Lendo...

  • <p style="text-align: justify;">Matador profissional volta ao Brasil com a missão de assassinar o delegado argentino na convenção da OEA, que se realiza no Rio. O inspetor José da Silva descobre sua presença e passa a acossá-lo. O atentado fracassa, o inspetor persegue o matador e o derrota.</p>
<p style="text-align: justify;">O inspetor José da Silva pratica esqui aquático no litoral carioca e avista um navio cargueiro. Nesse momento aparece um marujo no convés. Silva sente que essa fisionomia lhe é familiar. As suspeitas se confirmam: trata-se de Nácio Madeira Mendes, matador profissional que fez carreira no exterior e está de volta ao Brasil. Fôra contratado para assassinar um dos delegados à Convenção da OEA, a realizar-se no Rio, o argentino Dorcas. Depois de identificá-lo, Silva sai em sua perseguição. Mas o matador está habilmente disfarçado de médico e é hóspede do Hotel Serrador, de onde pretende liquidar Dorcas com um fuzil de mira telescópica, quando o argentino se dirigir ao monumento aos pracinhas juntamente com outros delegados. Enquanto a polícia vasculha a cidade, Silva tem um encontro inesperado com Mendes, que consegue escapar. Avisado da ameaça pela Interpol, Dorcas veste um colete de aço, mas o atentado é realizado e Mendes vai receber o dinheiro pelo crime, encomendado por um irmão gêmeo de Dorcas, para ficar com a fortuna deste. Ao chegar ao lugar marcado, Silva aparece e tem início vertiginosa perseguição em automóveis. Pulando fora de seu carro, Mendes deixa-o cair no abismo. A manobra não escapa a Silva, que corre atrás dele até à beira do precipício, onde se trava a luta final.</p>

    Missão: Matar! (1972)

    Matador profissional volta ao Brasil com a missão de assassinar o delegado argentino na convenção da OEA, que se realiza no Rio. O inspetor José da Silva descobre sua presença e passa a acossá-lo. O atentado fracassa, o inspetor persegue o matador e o derrota.

    O inspetor José da Silva pratica esqui aquático no litoral carioca e avista um navio cargueiro. Nesse momento aparece um marujo no convés. Silva sente que essa fisionomia lhe é familiar. As suspeitas se confirmam: trata-se de Nácio Madeira Mendes, matador profissional que fez carreira no exterior e está de volta ao Brasil. Fôra contratado para assassinar um dos delegados à Convenção da OEA, a realizar-se no Rio, o argentino Dorcas. Depois de identificá-lo, Silva sai em sua perseguição. Mas o matador está habilmente disfarçado de médico e é hóspede do Hotel Serrador, de onde pretende liquidar Dorcas com um fuzil de mira telescópica, quando o argentino se dirigir ao monumento aos pracinhas juntamente com outros delegados. Enquanto a polícia vasculha a cidade, Silva tem um encontro inesperado com Mendes, que consegue escapar. Avisado da ameaça pela Interpol, Dorcas veste um colete de aço, mas o atentado é realizado e Mendes vai receber o dinheiro pelo crime, encomendado por um irmão gêmeo de Dorcas, para ficar com a fortuna deste. Ao chegar ao lugar marcado, Silva aparece e tem início vertiginosa perseguição em automóveis. Pulando fora de seu carro, Mendes deixa-o cair no abismo. A manobra não escapa a Silva, que corre atrás dele até à beira do precipício, onde se trava a luta final.

    Continue Lendo...

Página 1 de 712345...Última »