Livros Arquivo

  • <p style="text-align: justify;">Livro de <strong>Antônio Leão da Silva Neto</strong> reúne boa parte da produção nacional de filmes nas bitolas 8mm e super-8, compreendendo inicialmente o perodo de 1930 a 1978. So 129 filmes na bitola 8mm e, depois de 1968 a 2016, 5.390 filmes na bitola super-8, totalizando o catálogo de 5.519 filmes.</p>

    LIVRO – Super-8 no Brasil: um sonho de cinema

    Livro de Antônio Leão da Silva Neto reúne boa parte da produção nacional de filmes nas bitolas 8mm e super-8, compreendendo inicialmente o perodo de 1930 a 1978. So 129 filmes na bitola 8mm e, depois de 1968 a 2016, 5.390 filmes na bitola super-8, totalizando o catálogo de 5.519 filmes.

    Continue Lendo...

  • <p style="text-align: justify;">A <em>Polícia Federal</em> é protagonista na história da <em>Operação Lava Jato</em>, mas sua atuação impõe uma discrição que instiga a curiosidade sobre os bastidores de suas atividades. Ao acompanhar os policiais envolvidos em cada etapa da investigação, em ritmo de <em>thriller</em>, <strong>Ana Maria Santos</strong> e <strong>Carlos Graieb</strong> apresentam o olhar inédito da instituição sobre uma das maiores operações de combate à corrupção da história. Nunca antes um livro expôs tão detalhadamente todas as nuances — decorrentes de dúvidas e incertezas e consequentes de pressões de ordem política — do trabalho do policial.</p>

    LIVRO – Polícia Federal – A lei é para todos: Os Bastidores da Operação Lava Jato

    A Polícia Federal é protagonista na história da Operação Lava Jato, mas sua atuação impõe uma discrição que instiga a curiosidade sobre os bastidores de suas atividades. Ao acompanhar os policiais envolvidos em cada etapa da investigação, em ritmo de thriller, Ana Maria Santos e Carlos Graieb apresentam o olhar inédito da instituição sobre uma das maiores operações de combate à corrupção da história. Nunca antes um livro expôs tão detalhadamente todas as nuances — decorrentes de dúvidas e incertezas e consequentes de pressões de ordem política — do trabalho do policial.

    Continue Lendo...

  • <p style="text-align: justify;">Ao deparar-se com a urgência de filmar operários em seus embates políticos, oito cineastas intervieram e representaram os novos movimentos sociais que ressurgiram durante a ditadura civil e militar no Brasil. Com base nisso, o livro Filmar operários: registro e ação política de cineastas durante a ditadura militar no Brasil propõe-se a analisar os embates e jogos desse processo de representação nas narrativas cinematográficas sobre os trabalhadores industriais urbanos, tendo como enfoque os processos de produção audiovisual e as temáticas que envolveram operários urbanos entre as décadas de 1970 e 80.</p>

    LIVRO – Filmar operários: registro e ação política de cineastas durante a ditadura militar no Brasil

    Ao deparar-se com a urgência de filmar operários em seus embates políticos, oito cineastas intervieram e representaram os novos movimentos sociais que ressurgiram durante a ditadura civil e militar no Brasil. Com base nisso, o livro Filmar operários: registro e ação política de cineastas durante a ditadura militar no Brasil propõe-se a analisar os embates e jogos desse processo de representação nas narrativas cinematográficas sobre os trabalhadores industriais urbanos, tendo como enfoque os processos de produção audiovisual e as temáticas que envolveram operários urbanos entre as décadas de 1970 e 80.

    Continue Lendo...

  • <p style="text-align: justify;"><strong>Lula - O início</strong> conduz o leitor numa verdadeira viagem ao passado, que ajuda a entender os caminhos seguidos por <strong>Lula</strong> nos últimos 25 anos e os descaminhos do PT após chegar ao poder. O livro recupera a infância de <strong>Lula</strong>, a migração de sua família para São Paulo, sua dificuldade de relacionamento com o pai, seu primeiro emprego, o acidente que o levou a perder um dedo no torno, sua entrada para o movimento sindical, sua prisão por causa das greves no <em>ABC paulista</em>. Mostra, ainda, o que o presidente pensava há 25 anos, quando um recém-nascido PT sonhava com o poder, mas sem ter idéia de quando e como chegaria até ele.</p>

    LIVRO – Lula: o início

    Lula - O início conduz o leitor numa verdadeira viagem ao passado, que ajuda a entender os caminhos seguidos por Lula nos últimos 25 anos e os descaminhos do PT após chegar ao poder. O livro recupera a infância de Lula, a migração de sua família para São Paulo, sua dificuldade de relacionamento com o pai, seu primeiro emprego, o acidente que o levou a perder um dedo no torno, sua entrada para o movimento sindical, sua prisão por causa das greves no ABC paulista. Mostra, ainda, o que o presidente pensava há 25 anos, quando um recém-nascido PT sonhava com o poder, mas sem ter idéia de quando e como chegaria até ele.

    Continue Lendo...

  • <p style="text-align: justify;">Silencioso nas articulações políticas e estrondoso na tribuna, <strong>Tancredo Neves</strong> participou dos momentos mais impactantes da história brasileira. Foi Ministro da Justiça de <strong>Getúlio Vargas</strong> em 1954. Primeiro-ministro da experiência parlamentarista de <strong>João Goulart</strong> em 1961. Líder do governo, senador e governador de Minas Gerais. Nos 21 anos de resistência pacífica ao regime militar, costurou a derrocada da ditadura em 1985 aceitando eleger-se presidente, ainda que sob regras não democráticas. A posse, marcada para 15 de março, não aconteceu. Mais do que uma biografia, o livro de <strong>Plínio Fraga</strong> é uma grande reportagem sobre a política brasileira e os bastidores do poder entre as décadas de 1950 e 1980.</p>

    LIVRO – Tancredo Neves: o Príncipe Civil

    Silencioso nas articulações políticas e estrondoso na tribuna, Tancredo Neves participou dos momentos mais impactantes da história brasileira. Foi Ministro da Justiça de Getúlio Vargas em 1954. Primeiro-ministro da experiência parlamentarista de João Goulart em 1961. Líder do governo, senador e governador de Minas Gerais. Nos 21 anos de resistência pacífica ao regime militar, costurou a derrocada da ditadura em 1985 aceitando eleger-se presidente, ainda que sob regras não democráticas. A posse, marcada para 15 de março, não aconteceu. Mais do que uma biografia, o livro de Plínio Fraga é uma grande reportagem sobre a política brasileira e os bastidores do poder entre as décadas de 1950 e 1980.

    Continue Lendo...

  • <p style="text-align: justify;"><strong>Marcio Paschoal</strong> mergulha na alma de Astolfo e mostra como, com talento e superação, ele transformou sua maior criação, <strong>Rogéria</strong>, num sucesso absoluto. Nascida <strong>Astolfo Barroso Pinto</strong>, teve de enfrentar grandes desafios para se afirmar como homossexual, ícone do transformismo e, acima de tudo, artista. Movida por uma enorme paixão pela arte e pela vida, conquistou, ao longo de mais de 50 anos de carreira, seu espaço no teatro, no cinema e na televisão, consagrando-se como uma personagem irresistível, quase mítica: <strong>Rogéria</strong>, o travesti da família brasileira.</p>

    LIVRO – Rogéria: uma mulher e mais um pouco

    Marcio Paschoal mergulha na alma de Astolfo e mostra como, com talento e superação, ele transformou sua maior criação, Rogéria, num sucesso absoluto. Nascida Astolfo Barroso Pinto, teve de enfrentar grandes desafios para se afirmar como homossexual, ícone do transformismo e, acima de tudo, artista. Movida por uma enorme paixão pela arte e pela vida, conquistou, ao longo de mais de 50 anos de carreira, seu espaço no teatro, no cinema e na televisão, consagrando-se como uma personagem irresistível, quase mítica: Rogéria, o travesti da família brasileira.

    Continue Lendo...

  • <p style="text-align: justify;">Todo mundo vai morrer, inclusive o <strong>Sarney</strong>. E o mundo vai acabar, quer acredite em deus ou não, mais cedo ou mais tarde, que nem o governo <strong>Dilma</strong>. Aliás essa é a experiência mais comum da vida, que ela acaba. Acontece o tempo todo de diferentes maneiras, desde quando mata uma barata ou termina um relacionamento. É o fim. E mesmo assim, não nos preparamos para a coisa mais antiga e certa da vida. É essa angústia primordial que faz o ser humano inventar ideias de imortalidade, deuses e sustentar consultórios de psicanálise.</p>

    LIVRO – O fim do mundo é hoje!

    Todo mundo vai morrer, inclusive o Sarney. E o mundo vai acabar, quer acredite em deus ou não, mais cedo ou mais tarde, que nem o governo Dilma. Aliás essa é a experiência mais comum da vida, que ela acaba. Acontece o tempo todo de diferentes maneiras, desde quando mata uma barata ou termina um relacionamento. É o fim. E mesmo assim, não nos preparamos para a coisa mais antiga e certa da vida. É essa angústia primordial que faz o ser humano inventar ideias de imortalidade, deuses e sustentar consultórios de psicanálise.

    Continue Lendo...

  • <p style="text-align: justify;"><strong>Como Fracassar na Vida e Ser Infeliz no Amor</strong> é uma obra que parodia os livros de autoajuda, expondo ao longo do texto diversos temas tratados pela literatura do gênero, mas refutando suas verdades tidas como absolutas e, assim, mostrando ao leitor de maneira inteligente e bem-humorada que viver com base em manuais que ditam o caminho do sucesso podem levá-lo ao inverso.</p>

    LIVRO – Como fracassar na vida e ser infeliz no amor

    Como Fracassar na Vida e Ser Infeliz no Amor é uma obra que parodia os livros de autoajuda, expondo ao longo do texto diversos temas tratados pela literatura do gênero, mas refutando suas verdades tidas como absolutas e, assim, mostrando ao leitor de maneira inteligente e bem-humorada que viver com base em manuais que ditam o caminho do sucesso podem levá-lo ao inverso.

    Continue Lendo...

  • <p style="text-align: justify;">O caminho mais comum para a realização de filmes de longa-metragem e outras obras audiovisuais no Brasil é a captação de recursos pelas leis de incentivo fiscais. No entanto, o caminho é confuso, pois existe um conjunto de mecanismos de incentivo e a leitura da legislação e dos regulamentos disponíveis é árida. Numa linguagem acessível, de forma didática, o autor <strong>Marcelo Ikeda</strong> dá exemplos práticos, descreve os mecanismos, seus percentuais de dedução fiscal para o investidor e apresenta os tipos de projetos que podem ser enquadrados em cada mecanismo.</p>

    LIVRO – Leis de Incentivo para o audiovisual: como captar recursos para o projeto de uma obra de cinema e video

    O caminho mais comum para a realização de filmes de longa-metragem e outras obras audiovisuais no Brasil é a captação de recursos pelas leis de incentivo fiscais. No entanto, o caminho é confuso, pois existe um conjunto de mecanismos de incentivo e a leitura da legislação e dos regulamentos disponíveis é árida. Numa linguagem acessível, de forma didática, o autor Marcelo Ikeda dá exemplos práticos, descreve os mecanismos, seus percentuais de dedução fiscal para o investidor e apresenta os tipos de projetos que podem ser enquadrados em cada mecanismo.

    Continue Lendo...

  • <p style="text-align: justify;">O livro que todo fotógrafo, editor de vídeo e cinema precisa ler! Descubra os segredos da correção de cor para não perder tempo e não perder dinheiro. Este livro do aclamado diretor de fotografia <strong>Edgar Moura</strong>, convida fotógrafos, produtores e diretores de cinema a entrarem no mundo da correção de cor. Esta obra ensina como funciona todo o processo de ajuste de cores para filmes, vídeos e fotos. O livro possui um conteúdo riquíssimo e será um divisor de águas na forma de você ver, entender e corrigir imagens. O prefácio do livro é do renomado autor de novelas, <strong>Gilberto Braga</strong>.</p>

    LIVRO – Da cor

    O livro que todo fotógrafo, editor de vídeo e cinema precisa ler! Descubra os segredos da correção de cor para não perder tempo e não perder dinheiro. Este livro do aclamado diretor de fotografia Edgar Moura, convida fotógrafos, produtores e diretores de cinema a entrarem no mundo da correção de cor. Esta obra ensina como funciona todo o processo de ajuste de cores para filmes, vídeos e fotos. O livro possui um conteúdo riquíssimo e será um divisor de águas na forma de você ver, entender e corrigir imagens. O prefácio do livro é do renomado autor de novelas, Gilberto Braga.

    Continue Lendo...

  • <p style="text-align: justify;">A política e a economia do <em>Segundo Império</em> vistas por intermédio da biografia de <strong>Irineu Evangelista de Sousa</strong>, barão e visconde de Mauá, um empresário exemplar.</p>

    LIVRO – Mauá: Empresário do Império

    A política e a economia do Segundo Império vistas por intermédio da biografia de Irineu Evangelista de Sousa, barão e visconde de Mauá, um empresário exemplar.

    Continue Lendo...

  • <p style="text-align: justify;">"... e estava assim na janela, quando ela veio por trás e se enroscou de novo em mim, passando desenvolta a corda dos braços pelo meu pescoço, mas eu com jeito, usando de leve os cotovelos, amassando um pouco seus firmes seios, acabei dividindo com ela a prisão a que estava sujeito, e, lado a lado, entrelaçados, os dois passamos, aos poucos, a trançar os passos, e foi assim que fomos diretamente pro chuveiro."
"O corpo antes da roupa", afirma o personagem de Um copo de cólera ao narrar o que acontece numa manhã qualquer, depois de uma noite de amor, quando a aparente harmonia entre ele e sua parceira se rompe de repente. Tensa, contundente, a linguagem de Um copo de cólera alcança tal intensidade e vibração que faz desta narrativa uma obra singular da literatura brasileira, um clássico dos nossos tempos.</p>

    LIVRO – Um copo de cólera

    "... e estava assim na janela, quando ela veio por trás e se enroscou de novo em mim, passando desenvolta a corda dos braços pelo meu pescoço, mas eu com jeito, usando de leve os cotovelos, amassando um pouco seus firmes seios, acabei dividindo com ela a prisão a que estava sujeito, e, lado a lado, entrelaçados, os dois passamos, aos poucos, a trançar os passos, e foi assim que fomos diretamente pro chuveiro." "O corpo antes da roupa", afirma o personagem de Um copo de cólera ao narrar o que acontece numa manhã qualquer, depois de uma noite de amor, quando a aparente harmonia entre ele e sua parceira se rompe de repente. Tensa, contundente, a linguagem de Um copo de cólera alcança tal intensidade e vibração que faz desta narrativa uma obra singular da literatura brasileira, um clássico dos nossos tempos.

    Continue Lendo...

Página 1 de 11412345...102030...Última »