RJ Arquivo

  • <p style="text-align: justify;">A <em>Escola de Samba Unidos de Vila Isabel</em> entra na avenida no carnaval de 1965. Por meio de texto construído a partir de declarações de um dos fundadores da escola, <strong>Antônio Fernandes da Silveira</strong>, o <strong><em>China</em></strong>, é possível conhecer um pouco da vida de alguns moradores do <em>Morro do Pau da Bandeira</em> no Rio de Janeiro. A preparação para o carnaval: a pesquisa para o tema, a construção dos carros alegóricos, os ensaios, o samba-enredo. A presença crescente da comunidade. Com o enredo <em>Rio Epopeia do Teatro Municipal</em> a escola sobe para o grupo especial do carnaval carioca.</p>

    Nossa Escola de Samba (1965)

    A Escola de Samba Unidos de Vila Isabel entra na avenida no carnaval de 1965. Por meio de texto construído a partir de declarações de um dos fundadores da escola, Antônio Fernandes da Silveira, o China, é possível conhecer um pouco da vida de alguns moradores do Morro do Pau da Bandeira no Rio de Janeiro. A preparação para o carnaval: a pesquisa para o tema, a construção dos carros alegóricos, os ensaios, o samba-enredo. A presença crescente da comunidade. Com o enredo Rio Epopeia do Teatro Municipal a escola sobe para o grupo especial do carnaval carioca.

    Continue Lendo...

  • <p style="text-align: justify;">Uma história de conflitos e contrastes com endereço certo, na confluência dos bairros cariocas de Ipanema e Leblon. Ali, frente a frente, convivem categorias sociais opostas. De um lado, o quarteirão proletário da Cruzada São Sebastião. Do outro, apartamentos ocupados pela alta classe média da Zona Sul do Rio de Janeiro.</p>

    Jardim de Alah (1989)

    Uma história de conflitos e contrastes com endereço certo, na confluência dos bairros cariocas de Ipanema e Leblon. Ali, frente a frente, convivem categorias sociais opostas. De um lado, o quarteirão proletário da Cruzada São Sebastião. Do outro, apartamentos ocupados pela alta classe média da Zona Sul do Rio de Janeiro.

    Continue Lendo...

  • <strong>Carmen Miranda</strong> é uma pequena do rádio, toda <em>sex-appeal</em> que se deixa enamorar pelos estudantes, pelos seus encantos e pelas suas canções, que a <em>Pequena Notável</em> interpreta com toda a brejeirice. <strong>Mesquitinha</strong> e <strong>Barbosa Júnior</strong> são os apaixonados... E <strong>Carmen Miranda</strong>, que gosta do estudante <strong>Mário Reis</strong>, näo quer desiludir os dois, proporcionando-lhes momentos de alegria e... comédia. As declarações de ambos são gozadíssimas.

    Estudantes (1935)

    Carmen Miranda é uma pequena do rádio, toda sex-appeal que se deixa enamorar pelos estudantes, pelos seus encantos e pelas suas canções, que a Pequena Notável interpreta com toda a brejeirice. Mesquitinha e Barbosa Júnior são os apaixonados... E Carmen Miranda, que gosta do estudante Mário Reis, näo quer desiludir os dois, proporcionando-lhes momentos de alegria e... comédia. As declarações de ambos são gozadíssimas.

    Continue Lendo...

  • <p style="text-align: justify;">Fugitivo de um hospital psiquiátrico - advogado, divorciado com filhos e, também, vendedor de colchões - conta o seu drama pessoal num botequim, desde o dia em que se viu desempregado, na véspera do Ano Novo. Vivendo num claustrofóbico conjugado em Copacabana, o personagem mantém como única ligação com o mundo exterior as notícias dadas regularmente por um repórter da televisão, permanentemente ligada. Diante do aparelho - em que a realidade ultrapassa a ficção - , o drama do personagem compete com os filmes e reportagens exibidos na TV. Ele vivencia diversos estados de espírito, mergulhado na mais completa solidão. Essa animosidade homem X televisão aumenta, progressivamente, e estado de depressão do advogado que, diversas vezes, tenta o suicídio. No entanto, a paixão platônica por uma estrela da TV e o prêmio de um grande sorteio de final de ano fazem com que a vida do personagem se modifique radicalmente.</p>

    O lado certo da vida errada (1996)

    Fugitivo de um hospital psiquiátrico - advogado, divorciado com filhos e, também, vendedor de colchões - conta o seu drama pessoal num botequim, desde o dia em que se viu desempregado, na véspera do Ano Novo. Vivendo num claustrofóbico conjugado em Copacabana, o personagem mantém como única ligação com o mundo exterior as notícias dadas regularmente por um repórter da televisão, permanentemente ligada. Diante do aparelho - em que a realidade ultrapassa a ficção - , o drama do personagem compete com os filmes e reportagens exibidos na TV. Ele vivencia diversos estados de espírito, mergulhado na mais completa solidão. Essa animosidade homem X televisão aumenta, progressivamente, e estado de depressão do advogado que, diversas vezes, tenta o suicídio. No entanto, a paixão platônica por uma estrela da TV e o prêmio de um grande sorteio de final de ano fazem com que a vida do personagem se modifique radicalmente.

    Continue Lendo...

  • <p style="text-align: justify;">Longa documental sobre os cinco anos (2011) da maior tragédia climática do Brasil, ocorrida na <em>Região Serrana</em> do Estado do Rio de Janeiro. O documentário é contado através do olhar da população, afinal de contas foram eles que mais sofreram e sofrem até hoje com essa catástrofe.</p>

    Aguaceiro (2016)

    Longa documental sobre os cinco anos (2011) da maior tragédia climática do Brasil, ocorrida na Região Serrana do Estado do Rio de Janeiro. O documentário é contado através do olhar da população, afinal de contas foram eles que mais sofreram e sofrem até hoje com essa catástrofe.

    Continue Lendo...

  • <p style="text-align: justify;"><strong>Cine Caiçara</strong> era um cinema de rua localizado na cidade de Bento Ribeiro (RJ), na rua João Vicente, 1.143. Possuía 847 lugares e projetores <strong>AGA</strong> 35mm. Inaugurado no dia 19 de março de 1957, o cinema ficou em funcionamemnto até 13 de junho de 1982.</p>

    Cine Caiçara – Rio de Janeiro – RJ

    Cine Caiçara era um cinema de rua localizado na cidade de Bento Ribeiro (RJ), na rua João Vicente, 1.143. Possuía 847 lugares e projetores AGA 35mm. Inaugurado no dia 19 de março de 1957, o cinema ficou em funcionamemnto até 13 de junho de 1982.

    Continue Lendo...

  • <p style="text-align: justify;">Vista do céu, a Baia de Guanabara é uma das mais belas baías do mundo. 150 quilômetros de praias e 130 pequenas ilhas onde o tempo parece não passar. Os 12 milhões de habitantes da Baía dispõem de uma paisagem mágica com o Pão de Açúcar e o Corcovado como tela de fundo, mas sobre as águas calmas do mar se esconde uma outra realidade... olhando de perto , toneladas de lixo e de líquidos tóxicos se acumulam dia após dia. Além disso, uma grande parte da rede de esgoto são liberados diretamente dentro do oceano. Viagem ao centro da Baía mais linda do mundo transformada em pesadelo. Um boat movie de investigação em busca de lançadores de alerta que dão suas vidas para a proteção da Baia de Guanabara e de seus 12 milhões de seres humanos que vivem em torno dela.</p>

    Baía dos pesadelos (2016)

    Vista do céu, a Baia de Guanabara é uma das mais belas baías do mundo. 150 quilômetros de praias e 130 pequenas ilhas onde o tempo parece não passar. Os 12 milhões de habitantes da Baía dispõem de uma paisagem mágica com o Pão de Açúcar e o Corcovado como tela de fundo, mas sobre as águas calmas do mar se esconde uma outra realidade... olhando de perto , toneladas de lixo e de líquidos tóxicos se acumulam dia após dia. Além disso, uma grande parte da rede de esgoto são liberados diretamente dentro do oceano. Viagem ao centro da Baía mais linda do mundo transformada em pesadelo. Um boat movie de investigação em busca de lançadores de alerta que dão suas vidas para a proteção da Baia de Guanabara e de seus 12 milhões de seres humanos que vivem em torno dela.

    Continue Lendo...

  • Your ads will be inserted here byEasy Plugin for AdSense.Please go to the plugin admin page toPaste your ad code OR Suppress this ad slot. Histórico Galeria Bibliografia Histórico Galeria […]

    Cinema Royal – Niterói – RJ

    Your ads will be inserted here byEasy Plugin for AdSense.Please go to the plugin admin page toPaste your ad code OR Suppress this ad slot. Histórico Galeria Bibliografia Histórico Galeria […]

    Continue Lendo...

  • Your ads will be inserted here byEasy Plugin for AdSense.Please go to the plugin admin page toPaste your ad code OR Suppress this ad slot. Histórico Galeria Bibliografia Histórico Galeria […]

    Cinema Polyterpsia – Niterói – RJ

    Histórico Galeria Bibliografia Histórico Galeria >> Galeria << HistóricoBibliografia >> Bibliografia Livros: FREIRE, Rafael de Luna. Cinematographo em Nictheroy: história das salas de cinema de Niterói. Niterói: Niterói Livros, 2013. […]

    Continue Lendo...

  • Histórico Bibliografia Histórico Bibliografia >> Bibliografia Livros: FREIRE, Rafael de Luna. Cinematographo em Nictheroy: história das salas de cinema de Niterói. Niterói: Niterói Livros, 2013. << Histórico

    Cine São Bento – Niterói – RJ

    Histórico Bibliografia Histórico Bibliografia >> Bibliografia Livros: FREIRE, Rafael de Luna. Cinematographo em Nictheroy: história das salas de cinema de Niterói. Niterói: Niterói Livros, 2013. << Histórico

    Continue Lendo...

  • <p style="text-align: justify;"><strong>Cinema Alameda</strong> era uma sala de cinema de Niterói (RJ), localizada na Alameda São Boaventura, entre as ruas Manoel João Gonçalves e rua Manoel Areal, no Bairro Fonseca.</p>

    Cinema Alameda – Niterói – RJ

    Cinema Alameda era uma sala de cinema de Niterói (RJ), localizada na Alameda São Boaventura, entre as ruas Manoel João Gonçalves e rua Manoel Areal, no Bairro Fonseca.

    Continue Lendo...

  • <p style="text-align: justify;">Inaugurado em 1940, com 800 lugares, na Rua Dr. Paulo César. Apesar de não ter luxo (cadeiras eram de madeira e não tinha ar-condicionado, apenas ventiladores), era muito popular por ficar em frente ao ponto de bonde e num local de grande movimento. O cinema fechou em 1974.</p>

    Cine Mandaro – Niterói – RJ

    Inaugurado em 1940, com 800 lugares, na Rua Dr. Paulo César. Apesar de não ter luxo (cadeiras eram de madeira e não tinha ar-condicionado, apenas ventiladores), era muito popular por ficar em frente ao ponto de bonde e num local de grande movimento. O cinema fechou em 1974.

    Continue Lendo...

Página 1 de 1712345...10...Última »