Thomaz Farkas (1924-2011)

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More
Print Friendly, PDF & Email

Biografia

Thomaz Jorge Farkas, em arte mais conhecido como Thomaz Farkas, foi um um fotógrafo, cineasta, produtor, diretor de fotografia e professor de cinema, nascido em Budapeste, Hungria, em 17 de outubro de 1924. Foi um dos mais importantes fotógrafos e produtores que o cinema brasileiro já teve. Foi Presidente e Membro do Conselho da Cinemateca Brasileira.

Chegou ao Brasil com seis anos, em 1930. Formou-se engenheiro pela USP mas logo começa a trabalhar na loja do pai, a Fotoptica, pioneira na comercialização de equipamentos fotográficos e cinematográficos. Com a morte do pai, Thomaz assume os negócios da família.

Nos anos 1940, faz parte do Foto Clube Bandeirantes. Em 1948, faz sua primeira exposição fotográfica no MASP, tem contato com Chick Fowle na Vera Cruz. Dirige diversos filmes amadores, seu primeiro registro profissional data de 1950, no curta Estudos.

Nos anos 1960, produz 33 documentários curtos sobre o Brasil, num projeto intitulado Caravana Farkas, que conduziu pelo interior do país técnicos e jovens diretores para registrar o que viam. A empreitada gerou dois longas: Brasil Verdade> (1965) e Herança do Nordeste (1972), em que a maioria dos filmes trabalha com entrevistas e som direto e ajudaram a redescobrir o Brasil através do cinema.

Thomaz Farkas deu impulso aos documentários em dois movimentos: no primeiro, com os quatro médias-metragens depois reunidos no formato de longa com o título Brasil Verdade (1965): Memória do Cangaço, de Paulo Gil Soares, Subterrâneos do Futebol, de Maurice Capovilla, Nossa Escola de Samba, de Manuel Horacio Giménez, e Viramundo, de Geraldo Sarno.

Em seguida, entre 1969 e 1970, Thomaz Farkas não parou de produzir importantes documentários. Dessa iniciativa da Caravana, resultaram dezenas de curtas e médias. Além dos documentários de Brasil Verdade, Thomaz Farkas produziu diversos filmes assinados por nomes como Sérgio Muniz (A Cuíca), Eduardo Escorel (Visão de Juazeiro), Guido Araújo (A Morte das Velas do Recôncavo), Roberto Duarte (Ensaio), Miguel Rio Branco (Trio Elétrico), além das obras do próprio Farkas (Hermeto, Campeão, Paraíso, Juarez, Todomundo e Pixinguinha e a Velha Guarda do Samba). Com suas variantes de tema e estilo, o conjunto é um mergulho no Brasil profundo.

Nos anos 1970, Farkas também foi coprodutor de vários longas, professor de fotografia, fotojornalismo e jornalismo cinematográfico na Escola de Comunicações e Artes (ECA) da USP e presidente, em 1999, da Cinemateca Brasileira.

Em 1997, lançou o livro Thomaz Farkas, Fotógrafo, quando o Museu de Arte de São Paulo (MASP) organizava uma mostra retrospectiva de seu trabalho como fotógrafo e cineasta. Por suas lentes o Brasil viu as realidades do sertão, do Recôncavo Baiano, do samba carioca, etc. Como diz Eduardo Giffoni Flórido no livro As Grandes Personagens da História do Cinema Brasileiro, A obra de Thomaz Farkas é um tributo à cultura brasileira e a um Brasil que teima em ser brasileiro… E verdadeiro…

Thomaz Farkas costumava dizer que a fotografia era, para ele, o melhor jeito de aproveitar a vida. Deixou viúva, quatro filhos do primeiro casamento, netos e bisnetos. E um legado de cerca de 34 mil imagens, número que retrata uma vida inteira dedicada à fotografia.

Filmografia

:: Filmografia como Diretor ::

1981 :: Hermeto Campeão (CM)
1980 :: Todomundo
19 :: Pixinguinha e a Velha Guarda do Samba
1950 :: Estudos

:: Filmografia como Diretor de Fotografia ::

1980 :: Todomundo (CM) (cofot. Pedro Farkas, Eduardo Poiano, Nilo Mota, Zetas Malzoni, André Klotzel e Gilberto Otero)
1978/1980 :: Os Italianos no Brasil (Andiamo In’America) (cofot. Pedro Farkas, Zetas Malzoni, Chico Botelho, Cristiano Maciel, Eduardo Poiano, Hugo Gama e Timo de Andrade)
1978 :: Paraíso, Juarez (CM)
1978 :: Os Queixadas (CM) (cofot. André Klotzel)
1978 :: Trio Elétrico (CM) (cofot. Miguel Rio Branco)
1977 :: Um a Um (CM)
1976 :: A Morte das Velas no Recôncavo (CM)
1976 :: Cheiro-Gosto: Um Provador de Café (CM)
1975 :: Ensaio (CM) (cofot. Pedro Farkas)
1974 :: Petroquímica da Bahia (CM) (cofot. João Carlos Horta)
1972 :: De Raízes e Rezas, entre outros (cofot. Affonso Beato e Jorge Bodanzky)
1972 :: Feira da Baiana (CM) (cofot. Jorge Bodanzky)
1972 :: Herança do Nordeste
1971 :: Jornal do Sertão (CM) (cofot. Affonso Beato e Leonardo Bartucci)
1970 :: Beste (CM)
1970 :: Erva Bruxa (CM) (cofot. Affonso Beato)
1970 :: Homem de Couro (CM)
1970 :: Jaramantaia (cofot. Affonso Beato)
1970 :: Padre Cícero (CM) (cofot. Affonso Beato)
1969/1970 :: A Mão do Homem (CM) (cofot. Affonso Beato)
1969 :: Rastejador, s.m. (Episódio do longa Herança do Nordeste)
1969 :: Vitalino Lampião (cofot. Geraldo Sarno)
1968 :: Lavra-dor (CM) (cofot. Carlos Ebert)
1965 :: Brasil Verdade (Episódio Nossa Escola de Samba)
1965 :: Nossa Escola de Samba (cofot. Alberto Salvá) (Episódio do longa Brasil Verdade)
1965 :: Subterrâneos do Futebol (cofot. Armando Barreto) (Episódio do longa Brasil Verdade)
1965 :: Viramundo (cofot. Armando Barreto) (Episódio do longa Brasil Verdade)
1950 :: Estudos (CM)

:: Filmografia como Produtor ::

1980 :: Certas palavras com Chico Buarque
1972 :: De Raízes e Rezas, entre outros
1972 :: Herança do Nordeste (Episódio Rastejador)
1969 :: Rastejador, s.m. (Episódio do longa Herança do Nordeste)
1965 :: Brasil Verdade (Episódio Nossa Escola de Samba)
1965 :: Nossa Escola de Samba (cofot. Alberto Salvá) (Episódio do longa Brasil Verdade)

:: Filmografia como Produtor Executivo ::

1981 :: Hermeto Campeão
1972 :: De Raízes & Rezas, entre outros
1972 :: Herança do Nordeste (Episódio Rastejador)
1969 :: Rastejador, s.m. (Episódio do longa Herança do Nordeste)

:: Filmografia como Roteirista ::

1981 :: Hermeto Campeão

:: Filmografia como Ele Mesmo ::

2004 :: Thomaz Farkas, brasileiro

Bibliografia

Fontes de Referência

Livros:

FARKAS, Thomaz. Thomaz Farkas – Vol. 10

SILVA NETO, Antônio Leão da. Dicionário de Fotógrafos do Cinema Brasileiro. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2011.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/thomaz-farkas/

JORNAL O ESTADO DE SÃO PAULO – PORTAL ESTADÃO. http://www.estadao.com.br/noticias/arteelazer,thomaz-farkas-morre-aos-86-anos,697382,0.htm

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.