Um ramo para Luisa (1965)

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Sinopse

POSTER Um ramo para LuisaApós o velório de Luísa, Paulo sai vagando pelas ruas à noite, debaixo de chuva, questionando o sentido da vida. Pelos bares, encontra boêmios, prostitutas, pessoas da noite carioca… e resolve contar a sua história para um homem que bebia solitariamente: Da redação onde trabalha como jornalista, Paulo liga para marcar encontros com Luísa, uma garota de programa que vez ou outra ele encontrava pela noite, com outros fregueses. Paralelamente, Paulo mantém um caso com Jane, uma mulher casada, pertencente a uma classe social abonada, com quem ele costuma ir a festas freqüentadas também pelo playboy René, por quem o homossexual Armando é apaixonado. Avisado pelo dono do bar, Paulo corre para acudir Luísa, embriagada, e a leva para se recuperar na casa de veraneio. Feliz, Luísa até volta a ensaiar o teatro de revista do grupo Rataplã, mas fica furiosa quando se depara com Paulo sendo assediado por uma jovem que circula de bicicleta pela cidade. Por sua vez, Paulo também fica incomodado quando Luísa inventa viagens para continuar se encontrando com os seus clientes. Dulce, uma colega de redação apaixonada por Paulo, cansada de não ser correspondida por ele, resolve viajar para tentar esquecê-lo. Uma noite, após se encontrarem num hotel, Paulo inventa uma desculpa para deixar Luísa sozinha e, de um telefone público, liga para alguém. Ainda deitada na cama, ela é surpreendida por um homem que irrompe quarto adentro, alvejando-a com dois tiros. Vagando pelos arredores dos arcos da Lapa, com um ramo de flores na mão, Paulo se dirige ao velório de Luísa…

Elenco

Porto, Paulo (Paulo)
Darlene Glória …. Jane
Lopes, Edmundo
Graça, Magalhães
Gasper, Elizabeth (Fernanda)
Mello, Angelito
Montel, Susi
Dutra, Sônia (Luísa)
Padilha, Paulo (Bêbado)
Mendes, Teresinha (Glauce)
Cavalcanti, Claudio (René)
Costalino, Dermeval (Marialva)
Pereira, Fernando (Ricardo)
Petraglia, Mário
Goulart, Glória
Rocha, Roberval
Benvenuti, Iraci
Helena, Diva
Maria, Alcina
Maria, Ruth
Bandeira, Jorge
Madrid, Maria Esther
Lopes, Leila
Gomes, Alfredo
Coimbra, Lourdes
Moura, Sandra

Apresentando:
Alves, Lúcia (Celinha)

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Um ramo para Luisa (1965) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: J.B. Tanko
Roteiro: Porto, Paulo
Adaptação: Porto, Paulo
Estória Baseada no romance Um ramo para Luísa, de José Condé;
Produção: Porto, Paulo
Direção de produção: Fava, Riva
Assistência de produção: Havt, David; Maia, Gabriel
Gerente de produção: Ribeiro, Roberto
Assistência de direção: Pereira, Gilvan
Continuidade: Azevedo, Rubens
Direção de fotografia: Rosa, José
Câmera: Rosa, José
Assistência de câmera: Souza, Ronaldo de
Chefe eletricista: Silva, Oswaldo da
Efeitos especiais de som: José, Geraldo
Montagem: Valverde, Rafael Justo
Assistente de montagem: Erita, Lúcia; Erita, Lúcia
Contra-regra/acessórios de cenografia: Silva, Vinícius
Maquiagem: Marquez, Gilberto
Música: Negrão, João
Companhia(s) produtora(s): Produções Cinematográficas Herbert Richers S.A.
Companhia(s) distribuidora(s): Produções Cinematográficas Herbert Richers S.A.
Financimento/patrocínio: Governo da Guanabara

Dados adicionais de música
Título da música: Tema de Irene;
Música de: Kelly, João Roberto;

Título da música: Tema de Celinha;
Música de: Kelly, João Roberto;

Título da música: Candinho;
Música de: Kelly, João Roberto;

Título da música: Enquanto houver perdão;
Música de: Kelly, João Roberto;

Título da música: Deixa-me voltar;
Música de: Nogueira, Mariano;

Título da música: Ainda espero;
Música de: Medeiros, Francisco e Ubirajara;

Título da música: Madison Hully gully;
Música de: Eznard e Gorrias;

Título da música: Dance with me;
Música de: Hazlewood, Lee e Eddy, D.;

Título da música: Yankey Yak
Música de: Lieber & Stoller

Regente Maestro: Negrão, João

Orquestração: Negrão, João

Locação: Rio de Janeiro – GB; Saquarema – GB

Prêmios

Prêmio Governo do Estado da Guanabara, Décimo lugar pela Comissão de Auxílio à Indústria Cinematográfica do Rio de Janeiro, 1965, RJ.

Bibliografia

Internet:

.

Fontes utilizadas:
Material examinado
RB/AN65
JCB/BTC
CENS/IV
CENS/I
Correio da Manhã, 03.09.1965
ALSN/DFB-LM

Fontes consultadas:
ACPJ/I

Observações:
CENS/IV aponta: “suprimir a palavra prostituta” e em data posterior, “interdição em 17.03.1966 pelo serviço de Censura Federal em Brasília (até 2ª ordem)”. Nos certificados de Censura Federal do filme, expedido em 01.09.1965: “substituir a palavra puta”, e no expedido em 17.06.1966, “sofreu cortes: 1) Paulo dizendo ‘merda de vida’; 2) Luíza dizendo ‘sua vagabunda’; 3) personagem falando sobre pederasta; 4) cenas: moça de busto nu caindo na piscina, moço tirando o soutien da moça na festa, cena de amor na cama; 5) diálogos: ‘era uma vagabunda’, ‘vá a merda’, sobre pederastia, sobre prostituta e a palavra ‘merda’; 6) bacanal passada na casa do homossexual, devendo ser eliminada toda a parte referente a revelação do interesse de Arnaldo pelo jovem René; 7) cena passada na praia quando Paulo, o jornalista, começa possuir a mulher de Arnaldo e 8) cena que se passa no quarto quando Paulo começa a despir Luíza, após ter brigado por causa do namoro de Paulo com uma jovem ciclista”.
ACPJ/I aponta o gerente ; o assistente ; o roteiro de ; diálogos de ; sonografia de ; cenografia de ; o anotador ; canções de ; os estúdios S.A., e acrescenta no elenco: ; ; ; ; ; ; ; ; ; ; ; ; e . Este filme obteve financiamento do , através da Comissão de auxílio à Indústria Cinematográfica.

Print Friendly, PDF & Email
Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.