Villa-Lobos – Uma vida de paixão (2000)

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More
Print Friendly, PDF & Email

Trailer

Sinopse

Cinebiografia de Heitor Villa-Lobos, o mais importante compositor das Américas. A história começa com Villa, já velho, saindo para um concerto de gala no Teatro Municipal, onde seria homenageado. É a última vez que o maestro sai de casa com vida. Seu olhar é febril e atento e a partir desta cena e de outras do mesmo concerto vão surgindo lembranças de sua vida.

Desde criança Heitor Villa-Lobos demonstra grande interesse pela música, mas seus pais não aprovam esta inclinação. Adulto, ele toca numa orquestra de circo e conhece um músico aventureiro que o convida para uma viagem sem destino, na qual passa por fortes experiências. Casa-se com Lucilia e vive um longo e vulnerável relacionamento. Pela difícil aceitação de sua música no Brasil, tenta a vida em Paris. Mas surgem problemas e sua tentativa não alcança êxito. Lucilia descobre uma traição do marido e, devido a diversos desentendimentos, o relacionamento termina mal. Ela se desespera e Villa-Lobos conhece outra mulher, Arminda (Mindinha) por quem se apaixona e com quem passa a viver. A popularidade chega e Villa-Lobos cria um projeto chamado “música e criança”, aprovado pelo presidente Getúlio Vargas, que lhe concede a regência de um concerto para grande público. Nos Estados Unidos, desmaia e vai para o hospital. Com a saúde debilitada, Villa-Lobos quer deixar suas obras para Arminda, mas Lucilia não coopera negando-se a aceitar o desquite amigável junto a justiça. Um concerto se encerra e Villa-Lobos, já idoso, é muito aplaudido por admiradores. Arminda permanece junto de seu marido, que pensa na vida, satisfeito.

O diretor Zelito Viana vem tentando levar às telas de cinema a história de Villa-Lobos há mais de 25 anos. O ator originalmente escolhido para interpretar o maestro, por exemplo, era Glauber Rocha, que nunca chegou a gravar uma cena como o personagem.

Apesar de ser estrelado por Antônio Fagundes, Marcos PalmeiraLetícia Spiller, o filme passou por 4 paralizações durante suas filmagens, todas elas ocorridas por falta de dinheiro.

Depois de lançado, Villa-Lobos – Uma vida de paixão ganhou o Grande Prêmio Cinema Brasil de Melhor Trilha Sonora, além de ter sido indicado em outras 2 categorias: Melhor Ator (Antônio Fagundes) e Melhor Montagem.

Elenco

Antônio Fagundes …. Villa-Lobos
Marcos Palmeira …. Villa-Lobos
Ricardo, André (Villa-Lobos)
Letícia Spiller …. Mindinha
Nogueira, Ana Beatriz (Lucila)
Wilker, José (Donizeti)
Severo, Marieta (Noêmia, a mãe)
Bastos, Othon (Raul, o pai)
Mello, Emílio de (Rubinstein)
São Paulo, Ilya (Afonso)
Pitanga, Antonio (Joaquim)
Tás, Marcelo (Érico Veríssimo)
Moura, Paulo (Espinguela)
Lins, Lucinha (Tia Fifina)
Abujamra, Antonio (Diretor do Municipal)
Medeiros, Joana (Francesa)
Dacosta, Alexandre (Luis)
Couto, Solange (Terezinha)
Castrinho (Alfaiate)
Roberto de Cleto (Juiz)
Braga, Julio (Capitão Prata)
Haroldo Serra (Coronel Nordestino)
Ferreira, Carlos (Getúlio Vargas)
Andrade, Joca (Parceiro bilhar norte)
Colasanti, Arduíno (Parceiro bilhar rio)
Viudes, Hubert (Otavio Guinle)
Senna, Ivan (Cantor de cabaret)
Monteiro, Duda (Amigo Heitor 1)
Madeira, Augusto (Amigo Heitor 2)
Silva, Luis Sergio Lima e (Maestro circo)
Rethy, Delisier (Força Capilar)
Crook, John (Medico)
Dial, Joseph (Repórter americano)
Porto, Daniel (Correspondente)
Trémoroux, Thierry (Rapaz francês)
Nicholas, Yves (Amigo francês 1)
Silveira, Guilherme (Cultura Rancorosa)
Prazeres, Armando (Maestro)
Lehmann, Marcos (Correspondente americano)
Marie, Jean (Técnico de gravação)

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Villa-Lobos – Uma vida de paixão (2000) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Zelito Viana
Roteiro: Assis, Joaquim
Assistência de direção: Diegues, Carlos Manuel; Frazão, José; Dias, Dayse Amaral; Hsin, Hsu Chien; Sette, Bárbara
Produção: Zelito Viana
Direção de produção: Bittencourt, rené
Produção executiva: Paula, Vera de
Assistência de produção: Cardoso, Nara; Ferreira, Maria Clara; Brandão, Tereza; Giovanni, Regina; Gandelman, Lia; Almeida, Marco de; Melges, Márcio; Chueke, Carlos; Bezerra, Francisco
Produção de locação: Catrolli, Johnny
Diretor assistente: Simas, Marco Antônio
Continuidade: Alencastro, Patrícia
Direção de fotografia: Carvalho, Walter
Assistência de câmera: Brasil, Marcelo; Bellezia, Alberto; Silva, Claudio Gustavo da
Fotografia de cena: Schwenck, Roberto
Fotografia da 2. unidade: Brasil, Marcelo; Abramo, Luiz
Operador de VT: Ortiz, Adriana; Andrés, Pablo; Matias
Eletricista: Noronha, Marcos; Guimarães, Julio; Xerem, Luis
Assistente de eletrecista: Oliveira, Rodrigo; Jorge; Valderi; Azevedo, Marcio
Maquinista: Hora, Júlio da; Cardoso, Nilo
Auxiliar de maquinista: Quinia, Beto; Souza, Natanael; Sinistro
Som direto: Simone, Giovanni di
Som adicional: Rin, Silvio da
Técnico de mixagem: Flickinger, Eric
Operador de microfone: Nucifora, Gerard; La Nessa Phearson; Alves, Alberto
Montagem: Escorel, Eduardo
Assistente de montagem: Berg, Jordana; Bastos, Fernanda; Zettel, Flávio
Direção de arte: Flaksman, Marcos
Assistência de direção de arte: Flaksman, Daniel
Figurinos: Carneiro, Marília
Cenografia: Meyer, Alexandre
Programação visual: Escorel, Ana Luísa
Assistencia de cenografia: Heimburguer, Bernar; Mallet, Carlos Eduardo; Levinsohn, Claudia
Montagem de cenário: Cristófaro; Paulinho, Dubois; Celso; Casari, Fernando
Cabelereiro: Oliveira, Névea de; Valadares, Geraldo; Artur, Carlos; Frank
Maquiagem: Mattos, Maria Lucia; Bob, Paulino
Assistência de maquiagem: Penna, Sonia; Santos, Sandro dos
Costureira: Eloi, Marcia; Assis, Marlucia Sousa de; Maria José; Silva, Eliene Nunes da
Assistência de figurino: Salles, Marie; Monteiro, Karla
Direção musical: Barbato, Silvio
Motorista: Cardoso, Alberto; Alexandre; Bira; Frederico, Carlos; Pitta, Carlos; Abreu, Dagoberto de; Oliveira, Damião de; Domênico; Edson; Gama; Bezerra, Francisco; Andrade, Gilberto; Guilherme; Jorge; Luis; Leal; Lorentti; Augusto, Luis; Márcio; Augusto, Mario; Marley; Affonso; Mauricio; Miguel; Lacerda, Milton; Andrade, Paulo; Paulo; Cezar; Lemos, Ricardo; Cunha, Rogério da; Caetano, Rossy; Ramos, Sérgio; Sidney; Vieira, Tiririca
Companhia Produtora: Produções Cinematográficas Mapa Ltda.
Companhias Distribuidoras: Riofilme | United International Pictures

Dados adicionais de música
Música de: Villa-Lobos, Heitor
Orquestra: Orquestra Sinfônica Brasileira;
Regente Maestro: Barbato, Silvio;

Título da música: Remeiros de São Francisco;
Instrumentista: Staneck, José – gaita;

Título da música: Bachianas Brasileira n§ 2;

Título da música: Uirapuru;

Título da música: Descobrimentos do Brasil;

Título da música: Choros 10;
Intérprete(s): Coro do Teatro Municipal;
Regente Maestro: Costa, Maurilio;

Título da música: Bachianas Brasileiras n§ 4;

Título da música: Bachianas Brasileiras n§ 7;

Título da música: Bachianas Brasileiras n§ 5;
Intérprete(s): Rosa, Bidy Leonar Rose;
Instrumentista: Ensamble – violoncellos;

Título da música: Bachianas Brasileira n§ 1;
Orquestra: Orquestra de cellos;

Título da música: Noneto;

Título da música: Valsa da dor;
Instrumentista: Proença, Miguel – piano solo;

Título da música: Estudo n§ 11;
Instrumentista: Santos, Turibio – violão solo;

Título da música: Prelúdio 3;
Instrumentista: Santos, Turibio – violão solo;

Título da música: Estrela do céu é lua nova;
Intérprete(s): Coral Todotom;
Regente Maestro: Chevitarese, Maria José;

Título da música: Choros 5;
Instrumentista: Brasil, Lais de Souza – piano solo;

Título da música: Desesperance;
Instrumentista: Prates, Paula – violino e Proença, Miguel – piano;

Título da música: Canto do pajé, O;
Orquestra: Banda Sinfônica da CSN
Regente Maestro: Jardim, Marcelo

Título da música: Canto do cisne negro;
Instrumentista: Proença, Miguel – piano e Vicente, Guerra – violoncello;

Título da música: Lundu da Marquesa de Santos;
Intérprete(s): Lins, Lucinha;

Título da música: Quarteto de cordas n§ 1;
Intérprete(s): Quarteto de Brasília

Título da música: Polichinelo
Instrumentista: Proença, Miguel – piano

Prêmios

Melhor Trilha Sonora no Grande Prêmio Brasil, 2, 2001, RJ..
Melhor Direção de Arte para Flacksman, Marcos no Brazilian Film Festival, 5, 2001, Miami – US.

Bibliografia

Livros:

BALADI, Mauro. Dicionário de Cinema Brasileiro: filmes de longa-metragem produzidos entre 1909 e 2012. São Paulo: Martins Fortes, 2013.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/villa-lobos-uma-vida-de-paixao/

Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de letreiros-Cat
CB/EMB-110.2-00972
Riofilme/site

Observações:
Os letreiros do filme especificam a função de como 1§ assistente de câmera; para , grafam como “1ª assistente de figurino” e para e , grafam 1§ e 2§ assistente de montagem, respectivamente. A fonte ainda traz informações adicionais referentes às músicas: “Remeiros de São Francisco”, “Descobrimentos do Brasil”, “Choros 10”, “Bachianas Brasileira n§ 7”, “Noneno”, “Valsa da dor”, “Estudo n§ 11 e Prelúdio 3”, “Choros 5”, “Desesperance” e “Lundu da Marquesa de Santos” – ; “Bachianas Brasileira n§ 2” e “Uirapuru”, Bahianas Brasileiras n§1″ – ; “Bachianas Brasileira n§ 4”, “Estrela do céu é lua nova” – Irmãos Vitale; “Canto do cisne negro”, “Polichinelo” – do Brasil Ltda.; “Quarteto de cordas n§ 1” – Peer Music. “Bachianas Brasileira n§ 5”: cortesia de Sony Classical, cedida por Sony Music Brazil, Irmãos Vitale. “O canto do pajé” – ADDAF/Irmãos Vitale.
CB/EMB-110.2-00972 indica que o filme começou a ser produzido em 1986, com financiamento da para realização de roteiro e para coprodução. O título original era Villa-Lobos – O CORAÇÃO DO BRASIL.
Bachianas Brasileira n§ 1: ; ; ; ; ; ; ; .

Distribuição em DVD e vídeo: Riofilme e Consórcio Europa.
Riofilme/site aponta 1999, como o ano de produção do filme.
ALSN/DFB-LM grafa Sylvio Barbato e dá 134 min como tempo de duração.

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.