Watson Macedo (1919-1981)

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More
Print Friendly, PDF & Email

Biografia

Diretor, produtor, roteirista, montador, cenógrafo e ator, Watson Macedo nasceu em 21 de julho de 1919 na cidade de Itaocara, no estado do Rio de Janeiro. Faleceu em 1981 no Rio de Janeiro.

Após terminar a escola em 1937, em Nova Friburgo, ele se muda para o Rio, apresentando-se nos estúdios da Brasil Vita Filme. Carmen Santos – dona dos estúdios – contava que ele viera para trabalhar como diretor. Para não desapontar o novato, Carmen permitiu que ele dormisse no estúdio, em um camarim, dando-lhe o trabalho de servente. Com o tempo, Macedo ganhou a confiança de Carmen, assumindo tarefas de estúdio como a realização de testes com candidatos a ator, assistência na montagem de filmes, até a assistência de direção em “Inconfidência Mineira”, filme iniciado por Carmen Santos em 1939, terminado em 1943 e somente exibido comercialmente em 1947; realizou a cenografia de “Argila” (1940), de Humberto Mauro. Sua primeira experiência como diretor foi na produção amadora de média-metragem “Barulho na Universidade” (1941).

É levado, pelo famoso diretor de fotografia Edgar Brasil, à Atlântida, onde foi cenógrafo e montador de “Romance de Um Mordedor” (1944), de José Carlos Burle, e montador de “Gente Honesta” (1944), de Moacyr Fenelon. Nestas funções, participou de várias produções da Atlântida. Estreou como diretor de longa-metragem em 1945 com o filme “Não Adianta Chorar”. Seu filme “Este Mundo É Um Pandeiro” (1947) é fundamental para se entender as chanchadas, um gênero de comédia, geralmente musical, urbana popular. Nele, Watson Macedo delineia com grande precisão alguns detalhes que as chanchadas assumiriam mais tarde: a paródia à cultura estrangeira, em especial ao cinema feito em Hollywood, e uma preocupação em expor as mazelas da vida política e social do país. Como ganhava pouco na Atlântida, embora fosse o maior “fazedor de dinheiro” da produtora, Macedo fundou em 1954 a Watson Macedo Produções Cinematográficas. Seu produtor associado e distribuidor passou a ser a Cinedistri, de Oswaldo Massaini, de São Paulo. Mas antes de sair da Companhia, Macedo faz mais duas obras: “Aviso aos Navegantes” (1950) e ” Aí Vem o Barão” (1951).

A filmografia de Macedo é longa, sendo um dos poucos diretores brasileiros que realizou mais de um filme por ano. Watson Macedo era um descobridor de talentos. Anselmo Duarte, que trabalhou em “Inconfidência Mineira”, foi o primeiro de uma lista que continha Jece Valadão, José Lewgoy, Alberto Ruschel, José Vasconcelos, Zezé Macedo, Yoná Magalhães e até Roberto Carlos, que fez pontas em “Alegria de Viver” e “Agüenta o Rojão”, ambos de 1958. Mas sua grande descoberta foi a sobrinha Eliana Macedo, lançada em “E o Mundo se Diverte” (1948). Macedo era um artesão de estúdio, assumindo várias funções no filme: argumento, roteiro, câmera, cenografia e direção.

Em 1949, realizou um filme “sério”, “A Sombra da Outra”, considerado um drama psicológico. Na verdade, como artesão, Watson transitava por vários gêneros. “Carnaval no Fogo” (1949) inovou ao misturar a chanchada e o thriller. O policial foi o seu segundo gênero preferido, retornando a ele em 1959 com “Maria 38” e em 1963 com “Um Morto ao Telefone”. Obviamente o sucesso popular que o diretor tinha com a comédia não se repetiu. Em 1971, Watson Macedo recebeu o Grande Prêmio INC e o Troféu Coruja de Ouro pelo conjunto de sua obra cinematográfica.

Após dois enfartes, a situação física desanimava-o de entrar em qualquer novo filme. Mesmo assim, no final da vida ainda combinava com Anselmo Duarte uma nova produção, “Alegria de Reviver”, que seria a sua volta ao mundo cinematográfico. Morreu, em 1981, de um edema pulmonar agudo.

Filmografia

:: Filmografia como Diretor ::

1966 :: Rio, Verão e Amor
1961 :: Virou Bagunça
1960 :: Samba em Brasília
1957 :: A Baronesa transviada
1957 :: Rio Fantasia
1955 :: Carnaval em Marte
1955 :: Sinfonia Carioca
1955 :: O Feijão é Nosso
1954 :: O Petrólio é Nosso
1952 :: É Fogo na roupa!
1950 :: Aviso aos Navegantes
1949 :: A Sombra da outra

:: Filmografia como Produtor ::

1961 :: Virou Bagunça
1957 :: A Baronesa transviada

:: Filmografia como Roteirista ::

1961 :: Virou Bagunça
1950 :: Aviso aos Navegantes

:: Filmografia como Montador ::

1961 :: Virou Bagunça

:: Filmografia como Cenógrafo ::

1961 :: Virou Bagunça

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.