Zé Trindade (1915-1990)

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More
Print Friendly, PDF & Email

Biografia

Milton da Silva Bittencourt, em arte mais conhecido como Zé Trindade, foi um ator, músico e poeta brasileiro, grande comediante de rádio, teatro, cinema e TV, nascido em Salvador (BA) no dia 18 de abril de 1915, e falecido no Rio de Janeiro no dia 02 de maio de 1990.

Zé Trindade ficou famoso por jargões como “Mulheres, Cheguei!” e “Meu Negócio é Mulher”.

Nasceu em tradicional família baiana. O pai, herdeiro de uma grande fortuna, é deserdado porque se casa com sua mãe, que era pobre. Inconformado, começa a beber. A sua infância, até os onze anos é muito sofrida.

Nessa idade, se emprega como “boy” em um hotel da capital baiana. Lá, faz amizade com Jorge Amado e Dorival Caymmi, que, como os outros hóspedes do hotel, se divertem com suas piadas, ou se encantam com seus versos, poemas ou letras de músicas.

Em 1935, entrou para a Rádio Sociedade da Bahia, vivendo um bêbado no programa Teatro Pelos Ares.

Em 1937 chegou ao Rio de Janeiro, integrando o elenco de humoristas da Rádio Mayrink Veiga. Nos quinze anos seguintes seria o melhor cômico do rádio.

Fez sua estréia no cinema em 1947 no filme O Malandro e a Granfina e só párou em 1987, numa ponta em Um Trem Para As Estrelas, perfazendo uma carreira vitoriosa de 38 filmes.

Baixinho, gordinho, o bigode fininho marcando um rosto safado, cria as frases Meu negócio é mulher e Mulheres, cheguei. Ninguém melhor do que ele fez o tipo do malandro.

Zé Trindade participou pouco de televisão, mas chegou a atuar com Chico Anysio, participou do programa humorístico Balança, mas não cai na Rede Globo e ainda teve uma pequena participação na minisséne global Memórias De Um Gigolô, em 1986.

Gravou 25 discos de música nordestina, com trovas e pensamentos. Foi casado com dona Cleusa e teve quatro filhos Anayra, Regina, Ricardo e Christina.

Faleceu de câncer, em 02 de maio de 1990, no Rio de Janeiro, aos 75 anos.

Filmografia

:: Filmografia como Ator ::

1987 :: Um Trem para as Estrelas
1976 :: Tem folga na direção
1974 :: Assim era a Atlântida
1971 :: Jesus Cristo eu estou aqui
1962 :: Bom mesmo é Carnaval
1961 :: Mulheres, Cheguei!
1961 :: Os Três Cangaceiros
1960 :: Marido de Mulher Boa
1960 :: O Viúvo alegre
1960 :: Entrei de Gaiato
1959 :: Mulheres à vista
1959 :: Massagista de madame
1959 :: Espírito de porco
1958 :: Aguenta o rojão
1958 :: O batedor de carteiras
1958 :: O camelô da rua Larga
1958 :: Na corda bamba
1957 :: Garotas e Samba
1957 :: Maluco por mulher
1957 :: O negócio foi assim
1957 :: Rico ri à toa
1957 :: Tem boi na linha
1957 :: Treze cadeiras
1956 :: Depois eu conto
1956 :: Genival é de morte
1956 :: Tira a mão daí
1955 :: O primo do cangaceiro
1955 :: Trabalhou bem Genival
1955 :: O rei do movimento
1952 :: O rei do Samba
1951 :: Meu dia chegará
1951 :: Tocaia
1951 :: Aguenta firme, Isidoro
1951 :: Anjo do lodo
1949 :: Inocência
1948 :: Fogo na canjica
1948 :: Prá lá de boa
1948 :: O cavalo 13
1947 :: O Malandro e a Granfina

:: Filmografia como Argumentista ::

1958 :: O Camelô da rua Larga

Bibliografia

Livros:

AUGUSTO, Sérgio. Este Mundo é um Pandeiro: a Chanchada de Getúlio a JK. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

Internet:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Zé_Trindade – Wikipedia – EUA

Compartilhe em suas Redes Sociais!
  • Twitter
  • Facebook
  • email
  • Google Reader
  • LinkedIn
  • BlinkList
  • Google Bookmarks
  • MSN Reporter
  • Myspace
  • Posterous
  • Tumblr
  • More

Sobre História do Cinema Brasileiro

Site do História do Cinema Brasileiro.