fbpx

28ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

Duas importantes exposições fotográficas marcaram esta edição.

A primeira, de Amos Gitai, que assinou as artes da MOSTRA, presenciou uma retrospectiva de sua obra e lançou o livro Amos Gitai e Serge Toubiana. A outra, fez parte de uma grande homenagem a Abbas Kiarostami que veio contemplar a estréia mundial do filme a ele dedicado – “BEM-VINDO A SÃO PAULO” – ministrou uma oficina de prática de cinema além de participar do lançamento do seu livro Abbas Kiarostami.

Outros grandes sucessos da 28ª MOSTRA, foram a retrospectiva do canadense GUY MADDIN e o inesquecível show de encerramento com a musa Jane Birkin. Foi nesta edição, que a MOSTRA instituiu o Prêmio Humanidade, cedido ao mestre Manoel de Oliveira.

Bahman Gohbadi revelou-se uma rara unanimidade do público e do júri da MOSTRA, vencendo novamente o prêmio do Júri por “TARTARUGAS PODEM VOAR”.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.