fbpx

3º Paulínia Festival de Cinema

O terceiro Paulínia Festival de Cinema consagrou os cineastas das favelas do Rio com “5x favela, agora por nós mesmos”, filme coletivo de Manaíra Carneiro, Wagner Novais, Rodrigo Felha, Cacau Amaral, Luciano Vidigal, Cadu Barcellos e Luciana Bezerra, num projeto idealizado por Cacá Diegues. O filme levou seis prêmios, entre eles os de melhor filme, roteiro e montagem. “Bróder”, filme de Jefferson De sobre três amigos no distrito do Capão Redondo, em São Paulo, ficou com o prêmio da crítica. Marcelo Serrado e Fernanda de Freitas consagram-se melhores atores com o romance “Malu de Bicicleta”, dirigido por Flávio Tambellini. O documentário “Leite e Ferro”, de Claudia Priscila, foi escolhido o melhor documentário pelo júri. Mas foi um outro documentário que entusiasmou o público, levando-o a aplaudir de pé por mais de cinco minutos: “Lixo Extraordinário”, de Lucy Walker, Karen Harley e João Jardim, depois indicado ao Oscar de melhor documentário. O filme ficou com o prêmio do público e um prêmio especial do júri.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.