fbpx

5ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo

Mais polêmica! Filmes como “W.R. – Os Mistérios do Organismo”, de Dusan Makavejev, e “Saló – 120 dias de Sodoma”, de Pasolini, foram ovacionados pela crítica e pelo público.

Um dos fatos mais marcantes do ano foi que, a pretexto de vir a São Paulo para o Festival, o diretor curdo Yilmaz Guney, preso político, é libertado. Mas ao invés de vir ao Brasil, refugia-se na Suíça para terminar “Yol”, vencedor da Palma de Ouro em Cannes e apresentado na Mostra no ano seguinte. Prêmio do Público: “Montenegro”, de Dusan Makavejev (Suécia/Iugoslávia). Prêmio da Crítica: “Possessão”, de Andrej Zulawski (Alemanha Ocidental/França).

José Zaragoza assina pela primeira a arte do pôster, uma apologia ao cinema 3D.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.