fbpx

A pessoa é para o que nasce (2004)

Trailer

Sinopse

POSTER A Pessoa e para o que nasceTrês irmãs cegas. Unidas por esta incomum peripécia do destino, Regina, Maria e Conceição viveram toda sua vida cantando e tocando ganzá em troca de esmolas nas cidades e feiras do Nordeste do Brasil.

O filme acompanha os afazeres cotidianos destas mulheres e revela suas curiosas estratégias de sobrevivência, das quais participam parentes e vizinhos. Acompanha também, numa reviravolta inesperada, o efeito do cinema na vida destas mulheres, transformando-as em celebridades.

A Pessoa é para o que Nasce, filme de estréia de Roberto Berliner como diretor de longa-metragens, foi, inicialmente, um curta-metragem de 6 minutos que percorreu vários festivais do Brasil e do mundo.

Em 1997, durante as filmagens da série de TV “Som da Rua”, sobre músicos anônimos, o diretor Roberto Berliner conheceu as irmãs Regina, Maria e Conceição. Elas já não cantavam mais nas ruas nem possuíam mais os ganzás, sem os quais não se sentiam à vontade para cantar. Enquanto a produção providenciava novos instrumentos, a equipe teve oportunidade de conversar longamente com as três. A filmagem para o programa foi realizada, mas Roberto deixou o set tão impressionado com o que viu e ouviu que decidiu que as três ceguinhas seriam o tema de seu próximo filme.

Alguns meses depois Roberto Berliner retornou ao Nordeste com o roteirista Maurício Lissovsky e uma câmera digital, para uma série entrevistas que serviriam de base para elaboração do roteiro. Com o apoio do Ministério da Cultura, este material de pesquisa serviu de base para a edição de um curta-metragem, que serviria ainda como laboratório de linguagem para uma obra de maior fôlego.

A adaptação do curta-metragem para um longa levou 3 anos para ser concluída. O filme foi exibido na mostra Première Brasil, no Festival do Rio 2004.

Elenco

Gilberto Gil
Regina
Maria
Conceição

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de A pessoa é para o que nasce (2004) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Roberto Berliner e Leonardo Domingues
Roteiro: Maurício Lissovsky
Produção Executiva Renato Pereira, Rodrigo Letier e Paola Vieira
Produtores Associados Jacques Cheuiche e Leonardo Domingues
Direção de Fotografia Jacques Cheuiche
Técnico de Som Paulo Ricardo Nunes
Montagem: Leonardo Domingues
Pós-Produção Anna Julia Werneck e Kika Brandão
Edição de Som e Mixagem Denilson Campos e Mariana Barsted
Trilha Sonora Original: Hermeto Pascoal
Empresa Produtora: TVZero

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Um comentário em “A pessoa é para o que nasce (2004)

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.