fbpx

A Rainha Diaba (1974)

Sinopse

Lapa, Rio de Janeiro. Diaba (Mílton Gonçalves), um homossexual, comanda de um dos quartos de um bordel uma quadrilha responsável pelo controle de vários pontos de venda de droga. Sabendo que um dos seus homens de confiança está para ser preso, Diaba fabrica um novo marginal, para depois entregá-lo a polícia. Ela encarrega Catitu (Nelson Xavier), seu homem de confiança, de fazer isto. Catitu decide que o alvo será Bereco (Stepan Nercessian), um garotão cheio de si que é sustentado por Isa (Odete Lara), uma cantora de cabaré. Catitu atrai Bereco para um série de crimes e faz dele um perigoso bandido. Acontece que Bereco passa a acreditar nesta fama. Diaba começa a ter seu poder diminuído quando Bereco pretende controlar a venda das drogas e Catitu, por sua vez, deseja aumentar seu poder.

Do quarto dos fundos de um antro de prostituição o marginal Rainha Diaba controla com mão de ferro o crime organizado da cidade. Para evitar que um de seus homens de frente caia nas mãos da polícia a Rainha Diaba encarrega o chefete Catitu de inventar um bandido perigoso e entregá-lo a polícia no lugar do homem procurado. Catitu sai em campo e encontra nas bocas o pivete Bereco, um garotão de bom papo que leva uma boa vida sustentado pela cantora de cabaré Isa. Catitu enrola Bereco e o atrai para uma série de crimes projetando-o como perigoso meliante. Mas Bereco se enche de vento na jogada e resolve entrar nas transas por conta própria, enfrentando a Rainha Diaba. É a guerra das bocas.

Elenco

Milton Gonçalves …. Rainha Diaba
Odete Lara …. Isa
Stepan Nercessian …. Bereco
Nelson Xavier …. Catitu
Iara Côrtes …. Madame Violeta
Wilson Grey …. Manco
Aranha, Edgar Gurgel (Zuleico)
Oliveira, Haroldo de (Bigode)
Sobreira, Geraldo (Odete)
Maia, Arthur (Arlete)
Camargo, Fabio (Duvidosa)
Carlos Prieto …. Lilico
Mariano, Procopio (Coisa Ruim)
Caronezzi, Selma (Dilma)
Samuca …. Vavá
Rebu, Marquinhos (Decidida)
Freire, Arnaldo Moniz (Robertinho)
Luthero Luiz …. Anão

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de A Rainha Diaba (1974) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Antônio Carlos Fontoura
Argumento: Plínio Marcos
Roteiro: Antônio Carlos Fontoura
Diálogos: Plínio Marcos
Diálogos adicionais: Antônio Carlos Fontoura
Continuidade: Plínio Marcos
Produção Executiva: Maurício Nabuco
Direção de Produção: Antonio Calmon
Direção de Fotografia: José Medeiros
Fotografia de cena: Edson Santos
Cenografia: Ângelo de Aquino
Maquiagem: Carlos Prieto
Vestuário: Ângelo de Aquino
Figurinos: Ângelo de Aquino
Montagem: Rafael Justo Valverde
Letreiros: Renato Landin
Títulos de Apresentação: Ângelo de Aquino
Direção de som: Alberto Vianna
Música (Genérico): Guilherme Vaz
Companhias Produtoras: Produções Cinematográficas R.F. Farias | Lanterna Mágica Produções Cinematográficas Ltda. | Ventania Produções Cinematográficas Ltda. | Lírio
Companhias Distribuidoras: Ipanema Filmes Ltda. | Embrafilme – Empresa Brasileira de Filmes S.A.

Prêmios

:: Prêmio Adicional de Qualidade, 1974 do INC – Instituto Nacional de Cinema.
:: Melhor Ator para Milton Gonçalves;
:: Melhor Atriz para Odete Lara;
:: Melhor Música e Melhor Fotografia no Festival de Brasília, 8, 1975, Brasília – DF.

Bibliografia

Fontes utilizadas:

Guia de Filmes, 49/50/51
Press-release
CB/EMB-110.2-00781

Fontes consultadas:

ACPJ/II
FBR/8
ALSN/DFB-LM
FBR/16

Observações:

ALSN/DFB-LM e ACPJ/II apontam título e <1974> como ano de produção.
O filme participou do e da , Cannes – FR.
FBR/16 não confirma a premiação de para no , Brasília – DF.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Um comentário em “A Rainha Diaba (1974)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.