fbpx

A Serpente (2016)

Sinopse

​Filme inspirado na peça homônima de Nelson Rodrigues, a última escrita por ele, em 1978. Em apenas um ato, que conta a história de duas irmãs vivem na mesma casa com seus respectivos maridos, em quartos separados por uma única parede. Uma das irmãs, Lígia, permanece virgem. Insatisfeita, ela quer desfazer o casamento e pensa em se matar. Para impedir o suicídio da irmã, Guida lhe oferece o próprio marido, Paulo, por uma noite.

Lucélia Santos, Matheus Nachtergaele e Mariana Lima foram gravar suas participações no filme A Serpente, de Jura Capela, em Bento Rodrigues, distrito de Mariana (Minas Gerais) que foi destruído pelo rompimento de duas barragens da mineradora Samarco.

Lucélia Santos aprovou a locação escolhida pelo diretor pernambucano: Tem muito a ver justamente pela tragédia, o caos interno das personagens. A referência de Capela foi o filme ‘Hiroshima mon amour’, de Alain Resnais, conta.

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de A Serpente (2016) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Jura Capela
Roteiro: Jura Capela
Produção: ELAINE SOARES AZEVEDO
Direção de Fotografia: PABLO BAIÃO
Montagem: RODRIGO LIMA
Música: FÁBIO TRUMMER e PUPILLO
Empresa Produtora: JURA FILMES

Brasil | Ficção | P&B | DCP | 68 min. | 2016

Bibliografia

Livros:

Internet:

FESTIVAL DO RIO 2019. A Serpente. Disponível no endereço: http://www.festivaldorio.com.br/br/filmes/a-serpente/
HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. A Serpente. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/a-serpente/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.