fbpx

A Última Floresta (2020)

Retrato o cotidiano de uma comunidade Yanomami isolada na Amazônia, que vive em um território ao norte do Brasil e ao sul da Venezuela há mais de mil anos. O xamã Davi Kopenawa Yanomami, tenta manter vivos os espíritos da floresta e as tradições, enquanto a chegada de garimpeiros traz morte e doenças para a comunidade. Os jovens ficam encantados com os bens trazidos pelos brancos; e Ehuana, que vê seu marido desaparecer, tenta entender o que aconteceu em seus sonhos.

Co-autor do livro A Queda do Céu – palavras de um xamã yanomami, Davi Kopenawa Yanomami busca proteger as tradições de sua comunidade e contá-las para o homem branco que, segundo ele, nunca os viu, nem os ouviu.

Enquanto Kopenawa tenta manter vivos os espíritos da floresta, ele e os demais indígenas lutam para que a lei seja cumprida e os invasores do garimpo sejam retirados do território legalmente demarcado. Atualmente, mais de 20 mil garimpeiros ilegais derrubam a floresta, envenenam os rios e espalham Covid-19 e outras doenças entre os indígenas.

Dirigido pelo cineasta Jorge Bodanzky, o longa teve sua estreia mundial em março, no Festival Internacional de Cinema de Berlim, sendo o único filme brasileiro presente na mostra Panorama. A Última Floresta também foi selecionado para os festivais Visions du Réel, em Nyon, na Suíça, e para o Hot Docs, em Toronto, no Canadá.

O filme é produzido pela Gullane e Buriti Filmes em associação com a Hutukara Associação Yanomami e o Instituto Socioambiental (ISA). A estreia em cinemas e plataformas de streamings no Brasil está prevista para o segundo semestre de 2021.

Davi Kopenawa Yanomami
Ehuana Yaira Yanomami
Pedrinho Yanomami
Joselino Yanomami
Nilson Wakari Yanomami
Júnior Wakari Yanomami
Roseane Yanomami
Daucirene Yanomami
Genésio Yanomami
Justino Yanomami

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de A Última Floresta que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Jorge Bodanzky
Roteiro: Jorge Bodanzky
Produção: Laís Bodanzky,
Jorge Bodanzky, Caio Gullane e
Fabiano Gullane
Direção de Fotografia: Pedro J. Márquez
Montagem: Ricardo Farias
Trilha Sonora: Talita del Collado
Empresas Produtoras: Gullane | Buriti Filmes
Produtoras Associadas: Hutukara Associação Yanomami | Instituto Socioambiental (ISA)

Brasil | Documentário | cor | 74 min. | 2020

Livros:

Davi Kopenawa Yanomami, co-autor do livro A Queda do Céu – palavras de um xamã yanomami. : , .

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. A Última Floresta. Disponível no endereço: https://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/a-ultima-floresta/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Um comentário em “A Última Floresta (2020)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.