fbpx

ABC do Amor (1967)

Sinopse

O filme O ABC do Amor é uma co-produção Brasil-Chile-Argentina, dividido em três episódios: Noite Terrível (Argentina), com Direção de Rodolfo Kuhn; Mundo Mágico (Chile), com Direção de Hélvio Soto; e O Pacto (Brasil), dirigido por Eduardo Coutinho.

No caso do episódio brasileiro, O Pacto, uma moça suburbana aceita assédio de rapaz com a condição de um pacto de morte.

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de ABC do Amor (1967) que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Rodolfo Kuhn, Hélvio Soto e Eduardo Coutinho
Direção de Fotografia: Dib Luft
Companhia Produtora: Saga Filmes
Companhia Distribuidora: Di Filme

Bibliografia

Fontes utilizadas:
CB/Transcrição de letreiros-Cat
Certificado de Censura Federal
Guia de Filmes, 08
FCA/CA

Observações:
Algumas fontes grafam a companhia produtora como Distribuidora e Produtora de Filmes Brasileiros Ltda.
FCA/CA informa que o filme estreou no dia 10.03.1967, no cine Pacífico da cidade de Santiago, Chile e na Argentina em 07.09.1967, no cine Paramount.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

3 comentários sobre “ABC do Amor (1967)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.