fbpx

Adoniran Barbosa (1910-1982)

João Rubinato, em arte conhecido como Adoniran Barbosa, foi um compositor, cantor e ator brasileiro nascido em Valinhos (SP) no dia 06 de julho de 1910.

Filho de imigrantes italianos de Veneza, que ali se radicaram, ainda menino muda-se para Jundiaí (SP), começou a trabalhar nos vagões de carga da estrada de ferro, para ajudar a família. Foi entregador de marmitas, varredor etc. Em 1924, com apenas quatorze anos, muda-se para Santo André (SP). Lá é tecelão, pintor, encanador, serralheiro, mascate e garçom.

No Liceu de Artes e Ofícios aprendeu a profissão de ajustador mecânico. O rapaz João Rubinato já compõe algumas músicas. Participou do programa de calouros na Rádio Cruzeiro do Sul e, após muitos gongos, conseguiu passar com o samba Filosofia, de Noel Rosa. O ano foi 1933 e ele ganhou um contrato.

Em 1935, passou a usar o nome artístico de Adoniran Barbosa. Paralelamente à carreira de cantor/compositor, foi disc jockey, locutor, ator de programas humorísticos e de cinema, sendo sua estreia em 1945 no filme Pif-Paf. Seu melhor desempenho aconteceu no filme O Cangaceiro (1953), produzido pelos estúdios Vera Cruz.

Compõs inúmeras músicas de sucesso, quase sempre gravadas pelos Demônios da Garoa. Destacam-se Samba do Ernesto, Trem das Onze, Saudosa Maloca, etc. O reconhecimento, porém, vem somente em 1973, quando gravou seu primeiro disco e passa a ser respeitado como grande compositor.

Na televisão, participa de várias novelas como Ceará Contra 007 (1965), Mãos ao Ar (1966), Seu Único Pecado (1969), Tilim (1970), O Príncipe e o Mendigo (1972), Mulheres de Areia (1973), Os Inocentes (1974), Ovelha Negra (1975) e Xeque-mate (1976).

Vive com simplicidade e alegria. Nunca perdeu o bom humor e seu amor por São Paulo, em especial pelo bairro do Bexiga, que ele canta em muitas músicas suas.

Morreu em São Paulo, em 23 de novembro de 1982, aos 72 anos de idade.

Filmografia

:: Filmografia como Ator ::

1977 :: Elas São do Baralho
1973 :: A Superfêmea
1961 :: Bruma Seca
1956 :: A Estrada
1956 :: A Pensão da D. Stela
1955 :: A carrocinha
1955 :: Carnaval em Lá Maior
1954 :: Candinho
1954 :: Mulher de Verdade
1954 :: Os Três Garimpeiros
1953 :: Esquina da Ilusão
1953 :: O Cangaceiro
1950 :: A Vida é uma Gargalhada
1946 :: Caídos do Céu
1945 :: Pif-Paf

:: Filmografia como Ele Mesmo ::

2018 :: Adoniran – Meu Nome é João Rubinato

Bibliografia

Fontes de Referência

Livros:

SILVA NETO, Antônio Leão da. Astros e Estrelas do Cinema Brasileiro. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.
______. Astros e Estrelas do Cinema Brasileiro: dicionário de atrizes e atores. São Paulo: Ed. do Autor / Fundação Nestlé de Cultura, 1998.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Adoniran Barbosa. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/adoniran-barbosa/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

2 comentários sobre “Adoniran Barbosa (1910-1982)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.