fbpx

Ana Beatriz Nogueira

Biografia

Ana Beatriz Soares Nogueira, em arte mais conhecida como Ana Beatriz Nogueira, é uma atriz e diretora de cinema, além de diretora e produtora teatral brasileira nascida no Rio de Janeiro (RJ) no dia 22 de outubro de 1967.

Ana Beatriz Nogueira deixou uma prova de vestibular em branco e foi fazer um teste no curso de teatro, no Rio de Janeiro. Aos 20 anos, estreou no cinema como protagonista em Vera, filme que lhe rendeu inúmeros prêmios, como o Urso de Prata de Melhor Atriz no Festival de Berlim, Alemanha; Melhor Atriz Júri Oficial e no Júri Popular em Nantes, na França; Melhor Atriz Prêmio Especial do Júri no Festival de Locarno, na Suíça; Melhor Atriz Festival de Brasília, no Brasil; Molière do Cinema Brasileiro de Melhor Atriz e Prêmio Lei Sarney aos destaques do ano de Melhor Atriz.

Com o Urso de Prata de Melhor Atriz no Festival de Berlim, entre outros, no currículo a atriz foi a primeira brasileira convidada a integrar o júri do Festival de Moscou. Na ocasião não pode ir por causa de peça de teatro e eles refizeram o convite para o próximo ano.

Pela atuação nos filmes Stelinha e Matou a Família e foi ao Cinema levou os prêmios de melhor atriz coadjuvante, no Festival de Gramado. Em 2002, estreou na direção com o curta-metragem Furos no Sofá. No teatro encenou grandes espetáculos, como Galileu Galilei, Maroquinhas Fru-Fru, Flor do Milênio e Othello. Na televisão, consagrou-se com o papel da ambiciosa Ana Paula em Celebridade, pelo qual ganhou o Prêmio Qualidade Brasil 2004.

Um episódio de sua vida com ares de enredo de novela foi transformado em filme. Sob uma chuva torrencial, ao deixar uma sessão de análise aos prantos por ter acabado um namoro, foi surpreendida por um assaltante “Pode levar tudo, o carro, os documentos…”, disse ela, chorando. Iniciante no mundo do crime, o ladrão respondeu: “Não assalto gente pobre nem triste”. Ana Beatriz devolveu: “Então você se deu mal, porque eu sou os dois”. O assaltante ficou curioso em saber o motivo do desespero da atriz e, depois de se apresentarem, conversaram por horas. Ana Beatriz tentou fazê-lo desistir da vida bandida. Não sabe se conseguiu. Naquele dia, pelo menos, ele saiu de mãos abanando. Ao contar a história para o roteirista Alfredo Oroz, ele transformou-a no documentário ficcional Dois na Chuva, de Sandra Werneck.

Em 2018, anunciou publicamente ser portadora de esclerose múltipla desde 2009.

Filmografia

:: Filmografia como Atriz ::

2006 :: Mulheres do Brasil
2004 :: O Diabo a Quatro
2004 :: O Vestido
2004 :: Querido Estranho
2002 :: Poeta de Sete Faces
2002 :: Lara
2001 :: Copacabana
2000 :: Villa-Lobos – Uma vida de paixão
1995 :: Jenipapo
1991 :: Matou a Família e foi ao Cinema
1990 :: Stelinha
1986 :: Vera

:: Filmografia como Diretora ::

2002 :: Furos no Sofá

Bibliografia

Livros:

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Ana Beatriz Nogueira. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/ana-beatriz-nogueira/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Artigos Relacionados

2 comentários sobre “Ana Beatriz Nogueira

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.