fbpx

André Abujamra

Biografia

André Cibelli Abujamra, em arte mais conhecido como André Abujamra, é um cantor, ator, compositor e multinstrumentista brasileiro nascido na cidade de São Paulo (SP) em 15 de maio de 1965. É filho do ator e diretor de teatro Antônio Abujamra.

Montou na década de 1980, junto com Maurício Pereira, a banda Os Mulheres Negras. Eles se autodenominavam a terceira menor big band do mundo. A banda produzia pop rock experimental com instrumentos eletrônicos. Tocou na banda Vexame (que tinha também a Marisa Orth) e integrou (*ou ainda integra, já que ele disse nessa entrevista que a banda não acabou) a massa banda Karnak. Dirigiu também vários videoclips, entre eles os de João Suplicy, Charles Brown Jr. e alguns do próprio Karnak.

André Abujamra também é produtor musical nos Estúdios Voz do Brasil e realiza um maravilhoso trabalho solo de música pop, com vários CDs lançados. Lançou os CDs Música Serve para Isso (1988) e Música e Ciência (1990).

No cinema, como ator, estreou em 1995 no curta A Origem dos Bebês Segundo Kiki Cavalcanti. Atou também em filmes como Sábado e Boleiros, de Ugo Giorgetti, Quando dois corações se encontram, de Torero e no excelente Durval Discos, de Anna Muylaert. Destacou-se também nos filmes Boleiros – Era Uma Vez o Futebol (1998) e, mais recentemente, É Proibido Fumar (2009).

Foi ator e diretor do Grupo Boi Voador.

Na televisão, atuou no seriado As Aventuras de Tiazinha, pela TV Bandeirantes, em 1999.

Como cantor e compositor, além de participar da banda Karnak, André Abujamra passa a especializar-se em trilhas para cinema, tendo hoje respeitável curriculum. Sua primeira trilha foi para o curta Hip-Hop SP, em 1990, direção de Francisco César Filho. Ao longo de sua carreira, compôs mais de 50 trilhas para teatro e cinema.

No cinema, André Abujamra compôs a trilha de filmes importantes como Carlota Joaquina, Baile Perfumado (1997), Carandiru (2002), Encarnação do Demônio (2008), De passagem, O Caminho das Nuvens, Bicho de 7 Cabeças, 1,99, Nem Gravata nem Honra, Cafundó, Domésticas e do já citado Durval Discos.

Também compôs trilhas e vinhetas para diversos programas televisivos como o Provocações, do próprio pai Antônio Abujamra, “Telecurso 2000”, “Programa Multishow” e do sempre presente “Castelo Ratimbum”.

Filmografia

:: Filmografia como Compositor de Trilha Sonora ::

2019 :: Abraço
2017 :: Praça Paris
2013 :: Até que a Sbornia nos separe
2009 :: Do começo ao Fim
2008 :: Encarnação do Demônio
2006 :: Os 12 Trabalhos
2006 :: Achados e Perdidos
2005 :: Cafundó
2003 :: O Caminho das Nuvens
2003 :: 1,99 – Um Supermercado que vende palavras
2003 :: De passagem
2002 :: Durval Discos
2002 :: Carandiru
2002 :: Nem Gravata nem Honra
2001 :: Bicho de Sete Cabeças
2000 :: Domésticas – O Filme
1997 :: Os Matadores
1997 :: Baile Perfumado
1994 :: Carlota Joaquina
1990 :: Hip-Hop SP

:: Filmografia como Ator ::

2013 :: Até que a Sbornia nos separe
2012 :: Brichos-2 – A Floresta é nossa …. Ratão
2009 :: É proibido fumar …. Pablo
2008 :: Caixa Preta
2006 :: O Livro Multicolorido de Karnak
2004 :: Como Fazer Um Filme de Amor …. Alfred
2002 :: Durval Discos
2000 :: Coda (CM)
1998 :: Boleiros – Era uma Vez o Futebol …. Pai Vavá
1996 :: Almoço Executivo (CM)
1996 :: A Origem dos Bebês Segundo Kiki Cavalcanti (CM)
1995 :: Sábado

Bibliografia

Fontes de Referência

Livros:

SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

ANDRÉ ABUJAMRA – SITE OFICIAL. Disponível no endereço: http://www.andreabujamra.com.br/
HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. . Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Artigos Relacionados