fbpx

Anselmo Vasconcellos

FOTO Anselmo VasconcellosAnselmo Carneiro de Almeida Vasconcelos, em arte conhecido com Anselmo Vasconcellos, é um ator brasileiro de cinema, teatro e televisão nascido na cidade do Rio de Janeiro (RJ) no dia 01 de dezembro de 1953.

Estreou profissionalmente em 1975, na premiada peça O Último Carro, de João das Neves, produção do Grupo Opinião.

Iniciou sua carreira no cinema em 1978, ao participar do curta-metragem Alô Teteia e, já na televisão, em seguida no programa Ciranda, Cirandinha, pela TV Globo, como Tavito.

No cinema, teve seu melhor momento em 1979, no papel de um homossexual em República dos Assassinos, personagem de difícil construção, o qual lhe rendeu muitos prêmios. Atuou em mais de cinquenta filmes ao longo de sua carreira, entre os quais se destacam: Se segura, malandro! (1978), A república dos assassinos (1979), de Miguel Faria Jr., Eles Não Usam Black-Tie (1981), Bar Esperança, o último que fecha (1982), dirigido por Hugo Carvana, A Maldição do Sanpaku (1991), Apolônio Brasil, Campeão de Alegria (2003), e Brasília 18%, de 2006, de Nelson Pereira dos Santos e O Primo Basílio (2007), entre outros.

Na televisão, brilhou em minisséries e novelas, entre outras, destacam-se Eu Prometo (1983), Anos Dourados (1986), A Viagem (1994), Hilda Furacão (1998) e Esplendor (2000). Participou também de inúmeros programas humorísticos como em Bronco, exibido pela Band, e mais recentemente no humorístico semanal Zorra Total, na Rede Globo.

Desde 1988 é diretor da Escola de Teatro Martins Penna. Fundou a Casa de Ensaio, centro cultural que lança uma nova geração de artistas a partir do início dos anos 1990. Foi um dos fundadores do Centro Experimental Teatro Escola (CETE) onde trabalha em pesquisas e práticas desde 1993. É autor de diversos textos teatrais utilizados pelo CETE em suas encenações. Entre suas peças, destacam-se Isadora Duncan – É Dançando que a Gente se Aprende e A Mulher do Candidato.

:: Filmografia como Ator ::

2016 :: Ninguém entra Ninguém Sai
2015 :: Anita
2013 :: Réquiem para Laura Martin
2013 :: Casa da Mãe Joana 2
2010 :: Chico Xavier – O Filme
2010 :: O Carteiro
2009 :: Tempos de Paz
2007 :: Último Páreo
2007 :: República dos Ratos
2007 :: Primo Basílio
2007 :: O Jogador
2007 :: It’s A Very Nice Pra Xuxu
2006 :: O Farol de Santo Agostinho (CM)
2006 :: Madrugada de Inverno (CM)
2006 :: Brasília 18%
2004 :: O Xadrez das Cores (CM)
2003 :: Apolônio Brasil, Campeão da Alegria
2001 :: Condenado à Liberdade
2000 :: O Dia da Caça
1998 :: Vox Populi (CM)
1996 :: O Homem Nu
1996 :: Sambólico (Brasil/Finlândia/Alemanha) (CM)
1996 :: Quem Matou Pixote?
1995 :: As Filhas de Iemanjá (Yemanján Tytt äret) (Brasil/Finlandia)
1996 :: Histórias do Mar (CM)
1995 :: Sombras de Julho
1994 :: Boca
1991 :: A Maldição do Sanpaku
1991 :: A Viagem de Volta (como ele mesmo)
1990 :: A Rota do Brilho
1985 :: Urubus e Papagaios
1985 :: Tropclip
1985 :: Chico Rei
1984 :: Para viver um grande amor
1983 :: Perdoa-me por Me Traíres
1982 :: Bar Esperança, o último que fecha
1982 :: O Segredo da Múmia …. Runamb
1981 :: O Torturador
1981 :: Eles não usam Black-Tie …. Jenuíno
1980 :: O Elogio Histérico da Razão (CM)
1980 :: Consórcio de Intrigas (Consórcio do Sexo)
1980 :: Terror e Êxtase
1979 :: Companhia Solidão Ltda. (CM)
1979 :: Alianças (CM)
1979 :: O Bom Burguês
1979 :: Eu matei Lúcio Flávio
1979 :: Amante Latino
1979 :: A república dos assassinos
1978 :: Tudo Bem
1978 :: Se segura, malandro! …. Beto
1978 :: O Escolhido de Iemanjá
1978 :: J.J.J., O Amigo do Super-Homem
1978 :: Fim de Festa (Decisão Final) …. Valentim
1978 :: Heróis (CM)
1978 :: Alô Teteia (CM)

:: Filmografia como Ele Mesmo ::

2008 :: Cinema em Sete Cores (MM)

Fontes de Referência

Livros:

SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Anselmo Vasconcellos. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/anselmo-vasconcellos/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]