fbpx

Apnéia (2014)

Trailer

Sinopse

POSTER ApneiaO desenrolar de uma semana da vida de três meninas ricas e entediadas, que dividem suas solidões, seus medos e a ausência de limites. No fundo, elas querem a mesma coisa: ser amadas.

A busca desenfreada pelo prazer instantâneo e o lado obscuro do hedonismo em uma caótica metrópole como São Paulo foram as fontes de inspiração para o primeiro longa-metragem de Mauricio Eça, vencedor do Prêmio Van Gogh (Holanda) de melhor diretor de cinema internacional. Marjorie Estiano, Thaila Ayala, Marisol Ribeiro e Fernando Alves Pinto interpretam jovens adultos, filhos de uma elite paulistana capaz de prover os mais luxuosos estilos de vida, mas mesmo com todo conforto e ostentação, residências em mansões esplendorosas e festas em clubes badalados, muitas vezes não consegue preencher as mais básicas necessidades de carinho, afeto e amor.

Chris (Marisol Ribeiro) é uma mulher bonita, rica e completamente perdida na vida. Seu comportamento autodestrutivo faz com que ela busque prazer no álcool, nas drogas e baladas até o amanhecer, e suas noites são ainda mais curtas devido a apneia que interrompe seu sono de forma abrupta. Com pouco mais de vinte anos, já passou por várias instituições de ensino sem nunca concluir um curso, e agora, na faculdade de Artes Plásticas, conhece Julia (Thaila Ayala), uma estudante de Design. Basta um encontro para retocar a maquiagem no banheiro e um cigarro para que as duas tornem-se melhores amigas, e elas logo percebem que têm muito em comum. Assim como Chris, Julia é sustentada pelo pai, que a abandonou para passar férias em Nova Iorque com a nova esposa, com praticamente a mesma idade da filha.

O cotidiano sem amarras emocionais e limites no cartão de crédito parece o sonho de muitos, mas o diretor mostra os problemas trazidos pela infinita busca hedonista e pelo excesso de liberdade. Chris sonha frequentemente com o próprio afogamento – utilizado de forma metafórica pelo cineasta para representar o sufocamento da personagem em seu mundo. Nas boates de São Paulo, elas conhecem pretendentes em noites de amor frívolo, e os rapazes são expulsos de suas camas nas manhãs seguintes. No contraponto de suas personalidades está a inocente Giovana (Marjorie Estiano), constantemente maltratada e humilhada por Max (Fernando Alves Pinto), com quem todas as mulheres já tiveram encontros sexuais.

A total falta de afeto da família transforma os personagens desse filme em verdadeiras bombas-relógio prestes a explodir, e, aos poucos, elas começam a pagar o preço da inebriante sensação de liberdade interminável. O cotidiano perfeito começa a sofrer percalços como gravidez indesejada, violência, prostituição e estupro. Ao fim, o roteiro mostra o lado de pesadelo de quem, na aparência, tem uma vida dos sonhos.

Ficha Técnica

Por trás dos filmes, além dos atores, dos figurinos, das câmeras, da arte, do som e de outros elementos mais facilmente perceptíveis na construção qualquer longa metragem, há também um verdadeiro exército de profissionais dedicados a viabilizar cada detalhe do intrincado quebra-cabeça artístico, operacional, logístico e financeiro da produção audiovisual.

Veja logo abaixo a equipe técnica de Apnéia que o portal História do Cinema Brasileiro pesquisou e agora disponibiliza aqui para você:

Direção: Mauricio Eça
Roteiro: Mauricio Eça e Mariana Zatz
Produção Executiva: Mauricio Eça e Ricardo Montanha
Produção:
Assistente de Produção:
Direção de Fotografia: Marcelo Corpanni, abc
Operador de Câmera:
Assistente de Câmera:
Diretor de Arte: Max Pochon
Desenho de Produção:
Figurinista: Nicole Nativa
Cenografia:
Montador: Tony Tiger
Som Direto: René Brasil
Edição de Som: We Cam Do
Trilha Sonora: Álvaro Fernando
Empresa Produtora: Juba Filmes Produção Ltda.
Empresa Coprodutora: Carmela Conteúdos
Empresa Distribuidora: Elo Company

Bibliografia

Internet:

APNÉIA – SITE OFICIAL. http://www.apneiaofilme.com.br/

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.