fbpx

Aracy Cardoso (1937-2017)

Biografia

Aracy Cardoso de Almeida Lima, em arte conhecida como Aracy Cardoso ou Aracy Cardoso Fróes, foi uma atriz brasileira nascida no Rio de Janeiro (RJ) no dia 17 de junho de 1937. Faleceu no Rio de Janeiro (RJ) no dia 26 de dezembro de 2017.

Estudou piano, canto e balé, mas percebeu que sua vocação era mesmo atuar. Filha de uma cantora de ópera, Aracy Cardoso começou sua carreira no teatro passando depois para a televisão. Aos treze anos estreou no teatro, compondo o elenco da peça Mulheres. Depois disso, retoma os estudos, mas volta com tudo na peça Massacre, quando conheceu o ator Ibanez Filho, que viria a ser seu marido.

Fez também carreira sólida na televisão, sendo sua estreia em 1957 na novela A Canção de Bernadete. Ao longo de sua carreira participou de importantes novelas da TV Globo como Fogo Sobre Terra, À sombra dos Laranjais, Água Viva, Final Feliz, A Gata Comeu, Mandala e De Corpo e Alma.

Sua primeira novela foi em 1965, na TV Excelsior de São Paulo. Na emissora paulista, interpretou papéis de mocinha em várias produções, com destaque para A Indomável, adaptação da peça A Megera Domada, de William Shakespeare, feita por Ivani Ribeiro. Na TV Excelsior, também atuou em Os Quatro Filhos, Sublime Amor e O Direito dos Filhos. Ainda nos anos 1960, participou da novela Anastácia, a Mulher sem Destino, na Rede Globo, e Ana, na Rede Record. No início dos anos 1970, participou de novelas da TV Tupi, como As Bruxas e A Revolta dos Anjos até sua volta para a Rede Globo em 1974 para um importante papel em Fogo Sobre Terra (1974). A partir de então, participou de dezenas de trabalhos na emissora em papéis importantes como em À Sombra dos Laranjais, Vejo a Lua no Céu, Memórias de Amor e Água Viva (1980). Entre tantas novelas e minisséries, destacam-se: Sublime Amor (1967), Selva de Pedra (1986), Salomé (1991), Zazá (1997), Pecado Capital (1998), A Casa das Sete Mulheres (2003) e Senhora do Destino (2004).

Um de seus trabalhos mais memoráveis foi a empregada doméstica Zazá em A Gata Comeu, de Ivani Ribeiro, em 1985. Foram mais de 50 trabalhos entre novelas, séries e filmes, como Fatalidade (1953), de Jacques Maret, que marcou sua estreia no cinema.

Estreia no cinema em 1953 em Destino em Apuros. Entre outros, participou de Depois do Carnaval (1959) e Teus Olhos Castanhos (1961).

Depois de ter ficado afastada mais de 30 anos do cinema, retornou em 1997 no filme O Homem Nu (1996), de Hugo Carvana. Na telona, ainda participou de Nosso Lar (2010), de Wagner de Assis.

Teve também uma rápida passagem pela Rede Manchete no ano de 1990, mas voltou à TV Globo no ano seguinte, permanecendo na emissora até 2004. Em 2005, afastou-se temporariamente do trabalho após sofrer um infarto do miocárdio. Totalmente recuperada, em 2009 passou a integrar o cast da TV Record.

Discreta em relação à sua vida pessoal, Aracy Cardoso foi casada com o diretor e produtor Ibañez Filho, com quem teve duas filhas.

Em 2013, integrou o elenco do remake Dona Xepa na Rede Record onde deu vida a governanta Alda. Após quatro anos afastada da televisão e 12 anos afastada da Rede Globo, a atriz fez uma participação especial em Sol Nascente, novela das seis de Walther Negrão, Suzana Pires e Júlio Fischer.

Sua última novela foi Sol Nascente em 2017, onde fez uma participação especial como Dona Laís.

Aracy Cardoso morreu em 26 de dezembro de 2017, no Rio de Janeiro, vítima de uma infecção pulmonar. Estava internada havia um mês no Hospital São Lucas, em Copacabana, Zona Sul do Rio, tratando de vários problemas de saúde, entre eles, o coração e problema nos rins. O corpo da atriz foi velado no Memorial do Carmo, zona norte do Rio de Janeiro e cremado no mesmo local.

A atriz deixou duas filhas, Bia (1956) e Patrícia (1960), frutos do seu casamento com o ator Ibanez Filho.

Filmografia

2016 :: Walter do 402 …. Goreth
2010 :: Nosso Lar …. Dona Amélia
2006 :: Maria Anamaria Mariana …. Ana Maria
2004 :: A Hora do Galo (CM) …. Lourdes
1996 :: O Homem Nu
1961 :: Teus Olhos Castanhos …. Ana Paula
1959 :: Juventude sem Amanhã
1959 :: Depois do Carnaval …. Luíza
1957 :: Rosa dos Ventos (Die Windrose) (Episódio brasileiro: Ana) (Brasil/França/Itália/União Soviética/China) …. Retirante grávida
1956 :: Sai de Baixo
1953 :: Fatalidade
1953 :: Destino em Apuros

Bibliografia

Livros:

SILVA NETO, Antonio Leão da. Astros e estrelas do cinema brasileiro. 2. ed. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2010.

Internet:

HISTÓRIA DO CINEMA BRASILEIRO. Aracy Cardoso. Disponível no endereço: http://www.historiadocinemabrasileiro.com.br/aracy-cardoso/
OTEMPO. Atriz Aracy Cardoso morre no Rio aos 80 anos. Disponível no endereço: http://www.otempo.com.br/divers%C3%A3o/magazine/atriz-aracy-cardoso-morre-no-rio-aos-80-anos-1.1557168. Acesso em: 27 de dezembro de 2017.
R7. Veterana, atriz Aracy Cardoso diz que aprende
com atores jovens de Bela, a Feia
. Disponível no endereço: http://entretenimento.r7.com/famosos-e-tv/noticias/veterana-atriz-aracy-cardoso-diz-que-aprende-com-atores-jovens-de-bela-a-feia-20100425.html. Acesso em: 25 de abril de 2010.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Um comentário em “Aracy Cardoso (1937-2017)

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.