fbpx

Ariane Porto

Doutoranda em Sociologia pela USP e em Sociologia Urbana na Universidade de Tour (França), a cineasta Ariane Porto criou e produziu a série infantil “Assembléia dos Bichos”, em parceria com o Ministério do Meio Ambiente, e dirigiu trabalhos de ficção com crianças (“Guaiá dos Mares”, 1994), ficção com bonecos (“Assembléia dos Bichos”) e documentários (“Povos do Mar”, série televisiva).

A realizadora foi vencedora em 2001 do Prêmio Estímulo da Secretaria Estadual da Cultura de São Paulo com o roteiro do curta-metragem “A Mulher e o Mar” e do Prêmio Flávio Rangel 2005 de Teatro Profissional com o espetáculo “João Guimarães – Veredas”. Assinou, em 2002, a produção executiva do documentário de longa metragem “Vlado, 30 Anos Depois”.

Porto é diretora geral do Ecocine – Festival Internacional de Cinema e Vídeo Ambiental e sócia fundadora da Tao Produções.

História do Cinema Brasileiro

História do Cinema Brasileiro

Qualquer interesse de envio de textos, dúvidas, opiniões, sugestões, acréscimos de conteúdo, relato de erros ou omissão de informações publicadas, entre em contato com a Coordenação Geral do História do Cinema Brasileiro pelo seguinte email: [email protected]

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.